Ethereum decola
Resumo da semana cripto: Ethereum dispara, mas o inverno das criptomoedas ainda não acabou. Imagem: Shutterstock

Apesar do mercado de baixa, muitas das principais criptomoedas registraram duplos ganhos ao longo da semana.

O bitcoin (BTC) não teve tanta sorte, pois só subiu 5,6% nos últimos sete dias e, neste sábado (13), está precificado em US$ 24.514, de acordo com o CoinMarketCap.

Publicidade

O ether (ETH) disparou bem mais. A segunda maior criptomoeda do mundo da principal blockchain de contratos inteligentes subiu 15,8% na última semana e está sendo negociada a US$ 1.987 após ter atingido US$ 2.012 na noite de sexta-feira (12) pela primeira vez desde maio.

A empolgação em relação ao ether tem a ver com a futura fusão, quando a rede Ethereum se tornará uma blockchain mais energeticamente eficiente ao utilizar o mecanismo de consenso proof of stake (ou PoS, na sigla em inglês). Goerli, sua terceira e última rede de testes, realizou a fusão com êxito na quarta-feira (10).

Na segunda-feira (8), dados da Glassnode revelaram que traders de derivativos de ether estão “bastante otimistas” em relação a setembro, que será o mês da fusão, e que só estarão mais pessimistas em outubro — quando o “hype” da atualização já tiver passado.

Na apresentação de resultados mais recente da Coinbase, a empresa reiterou o processo de staking — de “alocação” de tokens a uma rede a fim de garantir sua segurança — como parte de seu modelo de negócio antes da fusão.

“No início de agosto, começamos a oferecer staking de ether para clientes institucionais pela primeira vez. Vamos continuar acrescentando mais ativos para staking tanto para nossos clientes do varejo quanto para os institucionais no futuro”, afirmou a empresa na carta enviada aos acionistas.

Publicidade

O preço do bitcoin e do ether reagiu positivamente aos dados de inflação divulgados no relatório do Índice de Preço do Consumidor (ou CPI) americano na quarta-feira. A inflação continua em 8,5%, que é uma porcentagem estável em comparação a julho — um sinal evidente de que os aumentos históricos nos juros feitos pelo Federal Reserve (o banco central dos EUA) este ano estão mantendo os preços sob controle.

Como as altcoins reagiram

Diversas “Ethereum killers” — blockchains de primeira camada que também apresentam a funcionalidade de contratos inteligentes — registraram ganhos: avalanche (AVAX) disparou 56,2% na última semana. Grande parte dessa alta foi graças ao forte crescimento dos tokens não fungíveis (ou NFTs) na blockchain. Neste sábado, AVAX subiu 1,7% e está precificado em US$ 29,54.

Outros adversários do Ethereum que subiram nos últimos sete dias incluem: solana (SOL), que subiu 14% e está custando US$ 46,34; near (NEAR), que disparou 18,3% e está precificado em US$ 5,90; e flow (FLOW), que aumentou em 11,3% e está sendo negociada a US$ 2,92.

Chainlink (LINK) também subiu 16,5% e está precificado em US$ 9,18 enquanto ethereum classic (ETC) — que atingiu um recorde de quatro meses esta semana — subiu 15,4% e está sendo negociado a US$ 44,08.

Publicidade

Mas há também as criptomoedas que tiveram um péssimo desempenho.

Más notícias

O inverno cripto não deu trégua esta semana.

Na segunda-feira, a corretora Hodlnaut, de Singapura, entrou para a lista, junto com as credoras Vauld e Celsius e da corretora Zipmex, de empresas que travaram saques de clientes devido às “recentes condições de mercado”.

Este ano, a Hodlnaut havia recebido uma aprovação da Autoridade Monetária de Singapura (ou MAS) “para fornecer serviços com tokens para pagamentos digitais (ou DPT) como uma Instituição Principal de Pagamentos”. Agora, a credora supostamente informou a MAS de que está removendo sua solicitação de licença e, como consequência, não irá mais fornecer seu recurso de conversão de tokens.

Na terça-feira (10), o banco cripto Nuri, da Alemanha, enviou um pedido de recuperação judicial, afirmando que a iniciativa era “necessária para garantir o caminho mais seguro para todos os nossos clientes”. Apesar dos acontecimentos, a Nuri afirma que clientes ainda terão “acesso garantido” às suas contas em euro e carteiras cripto.

O banco afirmou que as medidas foram tomadas devido a “enormes obstáculos macroeconômicos” — principalmente a pandemia e a guerra da Rússia contra a Ucrânia, bem como os “diversos acontecimentos negativos” na indústria, “incluindo grandes liquidações de criptomoedas, a implosão do protocolo Luna/Terra, a insolvência da Celsius e de outros grandes fundos cripto”.

Na terça-feira, a Zipmex anunciou que iria retomar saques para bitcoin e ether. Na sexta-feira, usuários já conseguiram acessar seus bitcoins, mas holders de ether terão de esperar até terça-feira (15) para obter suas criptomoedas.

Publicidade

Durante uma audiência do processo de recuperação judicial do tipo “Chapter 11” — para manter a empresa operando e pagar os credores ao longo do tempo — na sexta-feira, advogados que representam um conselho de credores sem garantia, agiram para bloquear as tentativas da Celsius em vender suas criptomoedas mineradas.

Em um documento judicial, advogados alegam que, primeiro, precisam entender melhor como a venda da Celsius Mining será realizada e como os lucros da venda serão utilizados.

Celsius Mining é a subsidiária de mineração de bitcoin da Celsius Network. Em 14 de julho, um dia após a empresa-mãe ter enviado o pedido de recuperação judicial, a mineradora também abriu um pedido.

Anteriormente, a Celsius havia dito que usará sua operação de mineração para pagar seus credores. No início do processo de recuperação judicial em julho, a Celsius recebeu a aprovação para gastar US$ 5 milhões para impulsionar sua operação de mineração — uma iniciativa que gerou críticas do Departamento de Justiça dos EUA (ou DOJ) e, agora, do conselho de credores.

O conselho também alega que irá abrir uma “abrangente investigação” e espera utilizar a Norma de Recuperação Judicial de 2004.

Em termos gerais, foi uma boa semana para as criptomoedas, mas não tão boa para algumas empresas cripto.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Aprenda a ganhar dinheiro com Cripto
Você pode ter acesso a um curso exclusivo com os maiores especialistas em cripto para aprender os fundamentos e as técnicas que te ajudam a navegar nas altas e baixas do mercado. Garanta sua vaga aqui!

VOCÊ PODE GOSTAR
Senado, Congresso, Câmara dos Deputados, Brasília, Parlamento

Projeto de Lei quer proibir uso de criptomoedas fruto de crimes durante processo penal

Deputado autor do PL afirma que em muitos casos, mesmo durante a investigação, acusados continuam a movimentar recursos do crime
Moeda de Bitcoi sob mapa da América comd estaque para Venezuela

Venezuela quer desativar todas as fazendas de mineração de criptomoedas do país

O governador do estado de Carabobo afirmou que o governo está prestes a publicar um decreto que irá proibir a mineração de criptomoedas
tornado cash 1

Desenvolvedor do Tornado Cash é condenado a 5 anos de prisão por lavagem de dinheiro

“O Tornado Cash, em sua natureza e funcionamento, é uma ferramenta destinada a criminosos”, disse um dos juízes ao condenar Alexey Pertsev
Imagem da matéria: Joe Biden promete vetar resolução que visa frear política anticripto da SEC

Joe Biden promete vetar resolução que visa frear política anticripto da SEC

A Casa Branca disse que vetaria uma resolução aprovada hoje pela Câmara dos EUA “para impedir a tomada de poder regulatório da SEC”