Imagem da matéria: Exemplificando o Funcionamento da Blockchain do Bitcoin

Para facilitar o entendimento sobre o funcionamento da Tecnologia por trás do Bitcoin, criei o modelo de explicação e fluxograma abaixo usando uma sala de aula como exemplo.

Imagine um FICHÁRIO (desses escolares, que você pode adicionar/remover folhas) onde é feito o registro de qualquer tipo de transação.

Publicidade

Exemplo de Transação: Silvio envia 10 unidade (de qualquer coisa) para Arthur.
Quando uma transação acontece, ela fica em uma FILA DE ESPERA, aguardando ser registrada nesse FICHÁRIO.

O ALUNO é o responsável por, pegar as transações dessa FILA DE ESPERA, verificar se o Silvio possui as 10 unidades, escrever que 10 unidades foram retiradas da conta do Silvio e adicionada na conta do Arthur, e escrever essa transação nas linhas da FOLHA do FICHÁRIO.

Quando a FOLHA atinge seu limite, ou seja, acabaram as linhas disponíveis para escrever, o ALUNO adiciona uma nova FOLHA ao FICHÁRIO, para que novas transações sejam registradas.

Para adicionar essa nova FOLHA, o ALUNO precisa resolver um PROBLEMA MATEMÁTICO, que é baseado nas informações das transações registradas (Ex.: Silvio, Arthur, 10 unidades) na FOLHA atual.

Publicidade

O resultado desse PROBLEMA MATEMÁTICO gera um código que será gravado na nova FOLHA adicionada.

Dessa forma todas as FOLHA do FICHÁRIO possuem uma ligação sequencial entre elas, bem parecido como uma corrente.

Em uma sala de aula, todos os ALUNOS tem uma cópia desse FICHÁRIO, e existe uma competição para saber quem é o ALUNO mais rápido, aquele que primeiro realiza a tarefa de:

– Pegar a transação da FILA DE ESPERA;
– Confirmar o saldo do Silvio e retirar a quantidade para inserir na conta do Arthur;
– Escrever essa transação na FOLHA do FICHÁRIO;
– Resolver o PROBLEMA MATEMÁTICO;
– Inserir a nova FOLHA no FICHÁRIO.

Para confirmar que o ALUNO vencedor fez todas as tarefas acima, os PROFESSORES irão validar se o resultado do PROBLEMA MATEMÁTICO está correto.

Estando tudo confirmado, esse ALUNO vencedor recebe alguns PRÊMIOS e sua FOLHA é copiada e inserida no FICHÁRIO de todos os outros ALUNOS e PROFESSORES.

Publicidade

Dessa forma, todos da sala possuem sempre a mesma cópia atualizada desse FICHÁRIO.
Assim você consegue garantir que nenhum ALUNO consiga trapacear, inserindo transações falsas, pois o PROBLEMA MATEMÁTICO daria erro, nem que um ALUNO altere transações passadas, pois ele teria que mudar o FICHÁRIO de todos os outros ALUNOS e PROFESSORES.

Fluxograma do Exemplo

Traduzindo os termos do exemplo:

FICHÁRIO = BLOCKCHAIN
FILA DE ESPERA = MEMPOOL
FOLHA = BLOCK (BLOCO)
ALUNO = MINERADOR
PROBLEMA MATEMÁTICO = PROOF OF WORK
PROFESSOR = FULL NODE
PRÊMIOS = BITCOINS

Ficou alguma dúvida, gostaria de colaborar com alguma informação?
Deixe um comentário.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
Ilustração da memcoin em Solana Bonk

Como criar uma memecoin em Solana com a Pump.fun

Protocolo viralizou ao permitir a qualquer pessoa criar uma criptomoeda por cerca de R$ 15
Anic de Almeida Peixoto Herdy é casada com herdeiro da Unigranrio

Herdeira é sequestrada em Petrópolis e criminosos exigem resgate em Bitcoin

Técnico de informática amigo do casal conversou com sequestradores por entender de criptomoedas e foi preso por suspeita de envolvimento