Cofrinho quebrado
Shutterstock

A fintech e corretora de criptomoedas NURI, empresa do grupo Solarisbank AG, com sede na Alemanha, comunicou nesta terça-feira (09) que entrou com um pedido de falência em um tribunal de Berlim, capital do país. De acordo com a empresa, que oferece corretagem de Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH) e conta bancária tradicional, a medida não afeta serviços ou fundos de seus clientes.

“Todos os fundos estão seguros devido à nossa parceria com o Solarisbank AG. Os processos de insolvência temporária não afetam seus depósitos, fundos de criptomoedas e investimentos”, ressalta a empresa, que afirma em seu site possuir 400 mil usuários.

Publicidade

Segundo a NURI, que foi fundada em 2015 com o nome ‘Bitwala’, o pedido de falência é uma forma da corretora tentar resolver em tempo hábil sua liquidez, bem como encarar a pressão, descrita como “duradoura sobre a liquidez de nossos negócios”.

Sobre a insolvência, a empresa diz que resultado tanto da queda do mercado quanto da falência da rede Celsius, e da crise pós implosão do protocolo Terra/Luna. “Esta etapa tornou-se necessária para garantir o caminho mais seguro para todos os nossos clientes”, ressalta a nota.

A empresa explica que este ano está sendo desafiador para o setor global de fintechs e startups, devido aos contínuos efeitos da pandemia de covid-19 e também pelas incertezas econômicas e políticas nos mercados após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Avisada a Justiça, a NURI revelou que seus próximos passos é pensar em uma reestruturação de longo prazo para agora “garantir que nossa visão, produtos e serviços continuem a servir você e futuros clientes”.

Publicidade

Sobre a Celsius, tanto sua gestora quanto sua empresa de mineração entraram com pedido de recuperação judicial. No caso da gestora, uma recuperação judicial do tipo “Chapter 11” – referência ao capítulo da Lei de Falências dos EUA – propõe um plano de recuperação sob intervenção judicial para manter a empresa operando e pagar os credores ao longo do tempo.

Outras gestoras de criptomoedas também estão na mesma situação: O fundo de hedge Three Arrows Capital, com sede em Cingapura, que entrou com pedido de falência em julho, e a Voyager Digital, que recentemente recusou a ajuda da corretora FTX, do bilionário Sam Bankman-Fried.

Procurando uma corretora segura que não congele seus saques? No Mercado Bitcoin, você tem segurança e controle sobre seus ativos. Faça como nossos 3,8 milhões de clientes e abra já sua conta!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Steven Nerayoff alega ter sido vítima de provas fabricadas em um suposto caso de extorsão de 10.000 ETH
Miniaturas de homens em cima de moeda de Bitcoin gigante fazendo medição pela metade

Contagem regressiva para o halving: MB destaca a importância do evento para o mercado cripto

O Mercado Bitcoin também evidencia como surgiu o halving e quais os mecanismos utilizados para reduzir, pela metade, as emissões da moeda digital mais relevante do mercado
graficos vermelhos em queda

Investidores sacam R$ 1 bilhão de projeto DeFi da Solana após renúncia de CEO

O fundador da Marginfi anunciou sua renúncia em meio a um turbilhão de controvérsia e desentendimento operacional
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance que fugiu da Nigéria é localizado e pode ser extraditado

Autoridade queniana disse que não é simplesmente prender, pois Nadeem Anjarwalla é de família influente que “tem o apoio de algumas pessoas poderosas”