Imagem da matéria: As cinco criptomoedas para apostar em julho, segundo esta corretora brasileira
Shutterstock

A corretora brasileira de criptomoedas Coinext apresentou uma lista criada por Gabriel Della, analista da exchange e fundador da @CriptoBrasilOFC, com os cinco criptoativos que o especialista está comprando para compor sua carteira para julho de 2023. A lista está em formato de vídeo, publicado na segunda-feira (3).

Confira a lista das cinco apostas de Gabriel Della e da Coinext:

Publicidade

#1 Internet Computer Protocol (ICP)

O ICP “está sendo criado para desenvolver toda uma internet baseada em blockchain, para a web 3.0”, diz Gabriel Della. “Está havendo uma grande revolução no mercado, onde novos aplicativos e novos produtos e serviços estão vindo dentro da web3”.

Gabriel acredita que a ICP está na vanguarda desta revolução e aposta na demanda de usuários da “nova internet em blockchain” para comprar o token que será necessário para pagar todas as taxas envolvidas na utilização do protocolo da Internet Computer.

O analista da Coinext baseia sua aposta também em investidores institucionais que têm aplicado capital no projeto, além da alta atividade de desenvolvimento do código da ICP no GitHub.

Vale lembrar no entanto que, após uma decolagem impressionante após o lançamento, ICP também registrou fortes turbulências, com períodos de “montanha-russa” nos preços.

#2 Aave (AAVE)

“Aave é um dos projetos que mais tem sido falado na comunidade nos últimos dois anos.” O analista afirma que a equipe da AAVE está envolvida em “muita coisa”, inclusive no projeto do Real Digital.

Publicidade

A plataforma atua como um centro de liquidez para empréstimos com criptomoedas, em um modelo descentralizado onde qualquer um pode tomar ou fornecer criptoativos emprestados. Tudo isso através de um sistema de pagamento de juros.

Gabriel Della explica que, ao não precisar da intermediação de nenhum banco, a plataforma garante taxas de juros mais acessíveis e a instituição “não fica com quase nada dos seus ganhos”.

#3 Bitcoin (BTC)

Já o maior ativo por capitalização de mercado cripto, o Bitcoin, está apenas em terceiro na lista da Coinext.

O analista da corretora brasileira justifica sua escolha para julho com um olhar de longo prazo, falando sobre o halving do Bitcoin que deve impulsionar seu preço em algum momento.

Gabriel também acredita que as altcoins — todas as outras criptomoedas que não são o BTC — não devem acompanhar o movimento do líder. “A tendência é que ele tenha uma subida sozinho, e depois, quando ele deixar de subir por um tempo, as altcoins venham a subir também”, disse Della.

Publicidade

Ele também acredita que o Bitcoin seja “uma das únicas moedas que podem ser transacionadas de forma anônima e barata no mundo inteiro”.

No entanto, serviços de análise em blockchain já oferecem desafios para a privacidade no Bitcoin e avançam em parcerias com governos, como o dos EUA, no rastreamento de transações.

Recentemente, as taxas para uso da rede do Bitcoin superaram o preço de um Big Mac e continuaram subindo, superando a média de R$ 150 de taxa para o envio de BTC no dia 08 de maio deste ano, segundo o BitInfoCharts.

Gabriel explica que a escolha do Bitcoin “é um pouco filosófica”, pois com ele é possível “se proteger de qualquer tirania do mundo”, ou até mesmo fugir de um país em estado de sitio. Della também fala sobre a capacidade do BTC em manter seu valor ao longo do tempo, em oposição às moedas fiduciárias.

“Hoje na Nigéria, por exemplo, existem mais pessoas que possuem carteiras de Bitcoin, do que pessoas que possuem contas bancárias”.

Gabriel Della, analista da Coinext

#4 Polygon (MATIC)

“A Polygon é um dos principais projetos layer two (segunda camada) do Ethereum”, apresenta o analista da Coinext, apontando para uma queda superior a 80% do preço do MATIC, que acredita ser injustificável, pois o projeto “não sofreu nenhuma alteração”. Justificando a queda do token apenas ao “bear market cripto” (mercado de baixa).

Publicidade

Polygon está entre alguns dos tokens classificados como “valores mobiliários não registrados” pela SEC, nos Estados Unidos. E vem sendo removido de algumas das principais plataformas de negociação do mercado tradicional, como Robinhood, eTore, XTage (XP Inc) e Revolut.

O analista e fundador da @CriptoBrasilOFC traça um comparativo da Polygon com uma estrada lateral em uma rodovia principal que pode ficar congestionada e se torna cara para os veículos circularem. A rodovia principal, seria o Ethereum (ETH).

A estrada lateral (ou rede de segunda camada), ajudaria a distribuir este tráfego. Permitindo maior velocidade e menores taxas na criação dos aplicativos e execução de transações.

“Ela [Polygon] é basicamente um upgrade para solucionar os grandes problemas que a Rede do Ethereum tem.”

Gabriel Della

#5 Near (NEAR)

Segundo Gabriel Della, “a Near Protocol é um dos projetos que foi criado para facilitar a usabilidade da blockchain.” Della diz que o funcionamento da blockchain “ainda é muito místico e muito complicado entender como se criam projetos ali dentro”.

Ele atribui à Near, a vantagem de tornar estes processos mais simples, facilitando o trabalho de desenvolvedores.

O analista também explica que a NEAR busca facilitar a usabilidade dos aplicativos criados na blockchain, com menores taxas e maior velocidade.

“Hoje ela [Near Protocol] é avaliada como uma das redes mais fáceis de se criar um contrato inteligente e um token personalizado”.

Gabriel Della

Gabriel Della encerra o vídeo recomendando que os investidores aprendam a fazer suas próprias avaliações de projetos e não fiquem dependentes da análise de terceiros para tomar decisões, pois isso traz mais segurança, mesmo em momentos de queda de preço.

Assista o vídeo no canal da Coinext no Youtube

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do "Rei do Bitcoin"

Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do “Rei do Bitcoin”

Nova operação da Polícia Federal visando fraudes no portos do Paraná revelou uma curiosa ligação entre o irmão do Roberto Requião e um dos maiores piramideiros do Brasil
Imagem da matéria: Binance demitiu funcionário que descobriu manipulação milionária de cliente da corretora, diz jornal

Binance demitiu funcionário que descobriu manipulação milionária de cliente da corretora, diz jornal

Uma semana antes da demissão, o funcionário produziu um relatório afirmando que a DWF Labs lucrou milhões através da manipulação de mercado de seis tokens
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Imagem da matéria: Fundos cripto do Brasil e Hong Kong são os únicos com fluxo positivo na última semana

Fundos cripto do Brasil e Hong Kong são os únicos com fluxo positivo na última semana

Fundos cripto tiveram a quarta semana seguida de saídas, mas o Brasil segue com tendência positiva ao lado de Hong Kong, que se destaca com a estreia de ETFs