Imagem da matéria: Mais uma plataforma vai remover Polygon, Solana e Cardano nos EUA
Foto: Shutterstock

A unidade dos Estados Unidos do banco digital Revolut anunciou nesta segunda-feira (3) que irá deslistar os tokens Polygon (MATIC), Solana (SOL) e Cardano (ADA). A medida já passa a valer hoje e os investidores terão até o dia 18 de setembro para vender os criptoativos, que serão completamente removidos nesta data.

A remoção foi “devido às mudanças nas leis e regulamentos sobre criptomoedas nos EUA”, segundo comunicado da equipe ao The Block. “O Revolut está removendo os tokens porque seu provedor de serviços cripto nos EUA, Bakkt, recentemente decidiu removê-los”.

Publicidade

Bakkt é uma plataforma de ativos digitais sediada em Nova York e anunciou a remoção dos tokens MATIC, SOL e ADA no dia 16 de junho de 2023; durante escrutínio da Comissão de Valores Mobiliários (SEC) norte-americana sobre o mercado cripto, em processos contra Binance e Coinbase.

Em ambos processos jurídicos, a SEC lista uma série de criptoativos classificados por eles como “valores mobiliários não-registrados”, portanto, ilegais. Polygon, Solana e Cardano estão incluídos na lista que já soma 71 ativos digitais considerados ilegais nos Estados Unidos.

Antes do Revolut, as corretoras Robinhood e eToro já haviam retirado os tokens de negociação. No Brasil, o braço de investimento em criptomoedas da XP Inc., XTage, também seguiu a decisão dos reguladores dos EUA — retirando os tokens em questão de negociação para seus clientes.

Vitalik Buterin, o criador do Ethereum (ETH), demonstrou insatisfação com a atual abordagem do governo dos EUA em relação a projetos de criptomoedas — mesmo aquelas concorrentes do próprio Ethereum, como a Solana (SOL). “Eles não merecem isso”, disse Vitalik em resposta a um comentário na última sexta-feira (30), no Twitter.

Publicidade

Ambos os criptoativos acumulam perdas nos últimos 30 dias, segundo o CoinMarketCap.

  • SOL é negociado por US$ 19,17, com perdas de 9,3% no mês;
  • MATIC é negociado por US$ 0,69, com perdas de 23,4% no mês;
  • ADA é negociado por US$ 0,29, com perdas de 22,2% no mês.

Todos eles perderam classificação no ranking por capitalização de mercado, conforme cresce insegurança dos investidores sobre a liquidez futura destes ativos digitais.

Revolut no Brasil

O banco digital Revolut — maior fintech da Europa, com 28 milhões de clientes ao redor do mundo — lançou oficialmente sua operação no Brasil no dia 2 de maio. Embora já esteja presente em mais de 35 países, trata-se da primeira unidade da empresa na América Latina.

Operando através de um aplicativo, a empresa traz uma série de serviços que incluem uma conta digital única para serviços de câmbio e remessa de dinheiro em 27 moedas fiat, além de um cartão – de débito ou pré-pago – aceito em 150 países

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Andrew Tate diz que não suporta a cultura cripto - mesmo lucrando com ela

Andrew Tate diz que não suporta a cultura cripto – mesmo lucrando com ela

O polêmico provocador das redes sociais diz que, agora que provou que pode usar criptomoedas, ele vai “consertá-las”
ingresso nft sympla

Tribunal dos EUA deve decidir se NFTs são valores mobiliários em processo contra DraftKings

O autor da ação coletiva “alegou plausivelmente que os NFTs da DraftKings satisfazem três vertentes do teste de Howey”, escreveu o juiz
Imagem da matéria: Divulgador da BitConnect é proibido de administrar empresas por 5 anos

Divulgador da BitConnect é proibido de administrar empresas por 5 anos

Bigatton foi condenado na sexta-feira (12) a três anos de reconhecimento de bom comportamento e desqualificado para administrar empresas por cinco anos
Imagem da matéria: Mt. Gox: relembre a ascensão e queda da exchange que vai distribuir bilhões em Bitcoin

Mt. Gox: relembre a ascensão e queda da exchange que vai distribuir bilhões em Bitcoin

Mais de uma década após a maior exchange de Bitcoin do mundo ser hackeada, os credores da Mt. Gox finalmente receberão seus reembolsos; aqui está o que aconteceu