Imagem da matéria: Bots aplicam "ataque do sanduíche" em traders e fazem as taxas do Ethereum disparar
Shutterstock

Com a mais recente disparada de memecoins, liderada no final de semana pelo token PEPE, os traders de exchanges descentralizadas estão sendo vítimas de um comportamento predatório por robôs de investimento — um tipo de movimento conhecido como “ataque do sanduíche”.

A baleia “jaredfromsubway.eth” lucrou cerca de US$ 1 milhão na terça-feira (18) com a manobra, segundo estimativas. A aplicação do “ataque do sanduíche” também aumentou as taxas de gás da rede Ethereum, que atingiu máximas vistas apenas em 08 de junho de 2022.

Publicidade

Como funciona o Ataque do Sanduíche

O “ataque do sanduíche” passou a ser uma prática comum no ecossistema de Finanças Descentralizadas (DeFi), abusando da transparência da blockchain para realizar operações em exchanges descentralizadas, como a Uniswap.

A manobra consiste em marcar contas-alvo de traders que utilizam estas plataformas e programar um robô (bot) para se adiantar às ordens de compra, pagando taxas de gás mais caras e executando a compra antes de seu alvo.

Após comprar o criptoativo, o atacante programa uma ordem de venda em um valor um pouco mais alto, lucrando com a diferença. A ordem de compra da vítima é então executada com “spread de preço” em um valor um pouco mais alto do que o programado inicialmente – “ensanduichando” a vítima.

O “ataque do sanduíche” é altamente lucrativo em tokens de baixa liquidez, como é o caso do PEPE e outras memecoins, pois os traders normalmente programam suas ordens com um “spread” mais alto, para viabilizar a aquisição.

Publicidade

Ataque do Sanduíche na prática

Em uma situação hipotética, um trader quer comprar o token XYZ e programa uma ordem de 1 ETH, com spread de 10% (muito comum para operações de baixa liquidez). O que significa que ela aceita pagar de 0,90 ETH até 1,10 ETH pela quantidade do token em questão.

Ao identificar essa ordem, o bot “jaredfromsubway.eth” programa uma ordem de compra em 1 ETH, mas com taxas bem mais altas do que a média atual da rede, o que faz com que sua ordem seja executada antes de todas as outras, evitando o “spread”. Na sequência, ele cria uma ordem de venda de 1,1 ETH, que é executada pelo trader. O bot lucra os 10%, menos as taxas pagas, deixando o gasto no spread para a vítima.

Os traders de DeFi podem se proteger de quatro maneiras:

  • Evitando operar ativos de baixa liquidez;
  • Programando suas ordens com taxas acima da média;
  • Programando suas ordens com spreads mais baixos;
  • Utilizando um “MEV Blocker”, que esconde a transação da mempool, onde os bots coletam as informações e escolhem suas vítimas.

Segundo estimativas, o uso dos bots já rendeu a jaredfromsubway.eth cerca de US$ 1 milhão com as operações realizadas na terça-feira (18) e ele já acumula US$ 400 mil de lucro até o momento.

Taxas de gás na rede do Ethereum atingem máximas em dez meses

Como a prática do Ataque do Sanduíche envolve a realização de lances de taxas cada vez mais altos, para conseguir se adiantar a múltiplas vítimas (aumentando o lucro), é esperado um aumento exponencial de taxas para toda a rede, diante de boas oportunidades — como a criada pelo hype momentâneo em torno da memecoin PEPE.

Publicidade

Como efeito do aumento especulativo dos últimos dias e da alta atividade de bots de baleias como jaredfromsubway.eth, as taxas de gás da rede do Ethereum atingiram máximas de 10 meses.

A mediana de taxas da terça-feira (18) atingiu US$ 6,21 por transação. Valor visto apenas em 08 de junho de 2022 (US$ 6,20/tx).

Mediana de taxas por transação de Ethereum em US$ 6,21. Com valores visto anteriormente apenas em 08 de junho de 2022. Um efeito do ataque do sanduíche realizado contra traders da memecoin PEPE.
Fonte: BitInfoCharts
VOCÊ PODE GOSTAR
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

ETF de Ethereum tem 50% de chance de ser aprovado em maio, diz JP Morgan

O gigante bancário é o último a reduzir suas expectativas em relação à revisão das propostas da SEC para oferecer fundos vinculados ao preço do ETH
Imagem da matéria: Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Steven Nerayoff alega ter sido vítima de provas fabricadas em um suposto caso de extorsão de 10.000 ETH