Sam Bankman-Fried da FTX fando em vídeo
Sam Bankman-Fried no DealBook Summit de 2022 (Foto: Reprodução)

O fundador da FTX, Sam Bankman-Fried, conheceu na prisão um novo meio de troca além das moedas fiduciárias e das criptomoedas: pacotes do peixe cavalinha. O empresário chegou a trocar algumas unidades do produto por um corte de cabelo, conforme revela nova reportagem do The Wall Street Journal.

O cigarro, clássico meio de troca dos presidiários, parou de circular nas prisões federais dos EUA após autoridades baniram o uso do tabaco em suas dependências. Agora, esse vácuo foi ocupado pelos pacotes desidratados do peixe cavalinha, vendido nas lojas das prisões por US$ 1,30. 

Publicidade

SBF está preso em Nova York, no Metropolitan Detention Center, que fica no bairro do Brooklyn. O fundador da FTX chegou a dividir cela com o ex-presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández — que aguarda julgamento por tráfico de drogas — e Genaro García Luna, ex-secretário de Segurança do México que foi condenado por auxiliar o cartel de Sinaloa.

Logo após retornar para a prisão, em agosto, SBF foi notícia por estar vivendo de pão, água e pasta de amendoim. Foi o meio de seguir sua dieta vegana na prisão. Também foi relatado que ele não conseguia sua dose adequada de Adderall para o seu Transtorno de Déficit de Atenção.

Leia também: Remédios e dieta de pão e água: Como é a vida do criador da FTX na prisão

Agora, os advogados afirmam que essas questões estão resolvidas: ele está tendo acesso a refeições veganas e dosagem adequada do medicamento.

Uma vez por semana, SBF pode receber visitas de pessoas além de seus advogados. Além disso, ele também pode usar um notebook modificado para conseguir revisar os documentos do seus processos judiciais.

Publicidade

Embora tenha sido julgado culpado por fraudar milhares de investidores ao redor do mundo com o colapso da FTX, Bankman-Fried pretende recorrer das condenações que sofreu no dia 2 de novembro.

Condenado nas sete acusações

Quanto tempo SBF ficará na prisão só será revelado quando sua sentença por divulgada no dia 28 de março de 2024, como revelou o juiz responsável pelo caso, Lewis Kaplan. O executivo enfrenta o risco de pegar uma sentença máxima de 115 anos de prisão.

No dia 2 de novembro, o júri de 12 pessoas condenou Sam de todas as sete acusações:

  • Conspiração para cometer fraude eletrônica contra clientes da FTX
  • Fraude eletrônica contra clientes da FTX
  • Conspiração para cometer fraude eletrônica contra credores da Alameda Research
  • Fraude eletrônica contra credores da Alameda Research
  • Conspiração para cometer fraudes de commodities
  • Conspiração para cometer fraudes de valores mobiliários
  • Conspiração para cometer lavagem de dinheiro

Leia também: Para qual prisão Sam Bankman-Fried será enviado? As opções são sombrias

Quer desvendar os mistérios do Bitcoin? Adquira “O Livro de Satoshi”, um compilado de escritos e insights de Satoshi Nakamoto

You May Also Like
Telas de smartphone e computador sobrepostas mostram logo da corretora Mercado Bitcoin

MB e Redepetro lançam R$ 6 milhões em Renda Fixa Digital

A parceria entre o MB e a distribuidora de combustíveis garantiu que esta fosse a primeira empresa do setor a oferecer em seu portfólio um ativo digital
Edward Snowden aparece em telão montado em conferẽncia

Bitcoin é o “avanço monetário mais significativo desde a criação da moeda”, diz Edward Snowden

Edward Snowden chamou sua visão sobre o Bitcoin de “impopular, mas verdadeira” em um tweet referenciando o criador da criptomoeda, Satoshi Nakamoto
Imagem da matéria: Caixa vai testar uso de Drex para pagamentos do Bolsa Família em abril

Caixa vai testar uso de Drex para pagamentos do Bolsa Família em abril

Nos próximos meses, a Caixa Econômica vai começar a testar o uso do real digital como forma de pagamento do Bolsa Família
Imagem da matéria: Executivo compara Drex com Bitcoin: “Vai mudar a estrutura financeira do país”

Executivo compara Drex com Bitcoin: “Vai mudar a estrutura financeira do país”

Para Gabriel Queiroz, da Elo, o Drex pode levar a um arrependimento em quem não participar agora, assim como em quem não comprou Bitcoin no passado