Imagem da matéria: “Impressão furtiva de dinheiro” vai fazer Bitcoin voltar para US$ 70 mil, diz Arthur Hayes

O bilionário do Bitcoin e ex-CEO da BitMEX, Arthur Hayes, publicou na quinta-feira (2) em seu blog uma análise de mercado na qual prevê que o Bitcoin deve voltar em breve para a faixa de US$ 70 mil e ficar nesse estágio até agosto, para uma possível nova alta no segundo semestre.

Um dos pilares da argumentação de Hayes é que os recentes anúncios de política do Federal Reserve e do Tesouro dos EUA são “formas furtivas de impressão de dinheiro”.

Publicidade

O empreendedor afirma não esperar que o mercado cripto absorva imediatamente a “natureza inflacionária dos recentes anúncios monetários dos EUA”, mas diz acreditar em um cenário no qual “os preços atinjam o fundo, oscilem e comecem uma lenta escalada”.

Em outras palavras, ele acredita que o pior já passou pelo menos por enquanto.

No início desta semana, o Bitcoin despencou abaixo de US$ 57.000 antes da reunião do Federal Reserve. Mas quando o presidente do Fed, Jerome Powell, anunciou que as taxas de juros permaneceriam inalteradas novamente o que muitos investidores esperavam os preços ficaram laterais.

No momento da escrita, o Bitcoin recuperou os US$ 61.000 pela primeira vez desde o final de abril, tendo ganho 4,6% nas últimas 24 horas, segundo dados do CoinGecko.

Embora Hayes preveja que o fundo tenha sido atingido para o Bitcoin, sua estratégia não inclui aumentar suas reservas de BTC.

Publicidade

“Certamente não estarei cuidando do Bitcoin quando poderia estar fazendo outra coisa”, ele escreveu, acrescentando que, “a recente queda intensa proporciona uma excelente oportunidade para retirar meu USDe e gastar dólares sintéticos em shitcoins de alta beta. Estou comprando Solana e moedas de cachorro para posições de negociação de momentum”.

A boa notícia, segundo ele, é que os desenvolvimentos recentes no Tesouro dos EUA, Federal Reserve e o recente resgate do Republic First Bank são todos indicadores de que a liquidez do dólar começará a aumentar.

Apenas há um mês antes do halving mais recente do Bitcoin que Hayes estava pessimista em relação aos preços devido à diminuição da liquidez do dólar.

Um dos principais indicadores macroeconômicos que ele destaca foi o Federal Reserve se preparando para pegar mais dinheiro entre agora e o final de junho aproximadamente US$ 41 bilhões a mais do que o anunciado anteriormente em janeiro.

Publicidade

“Isso não é bom se você é detentor de títulos do Tesouro”, explicou Hayes, dizendo que isso aumentará o fornecimento de títulos do Tesouro. Isso, segundo ele, provavelmente aumentará as taxas de juros de longo prazo.

“A resposta de Yellen a isso será alguma forma de controle da curva de rendimentos”, ele escreveu no post do blog, “e é aí que o Bitcoin começa sua ascensão de verdade para US$ 1 milhão”.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Análise: o preço do Bitcoin está novamente sendo ditado pela política do Fed

“Análise dos últimos 40 dias revela uma maior alinhamento com as expectativas de taxa de juros para junho”, diz firma de análises CoinShares
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos