Contratação
Shutterstock

Remando contra a crise que gera demissões em diversas empresas ligadas às criptomoedas, a empresa brasileira QR Capital anunciou na terça-feira (28) a abertura de 16 novas vagas de emprego, tanto para o formatos presencial quanto remoto, para as cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro. A empresa atua com investimentos cripto através de fundos de índice (ETFs).

As novas vagas são para as áreas de design, comunicação, análise financeira, dados e tecnologia. A QR Capital afirma que os salários oferecidos são compatíveis com o mercado, além da oferta de benefícios como bônus e participação nos resultados da empresa. A empresa não quis divulgar os salários nominais. No mercado de gestão de investimento, não é incomum que os bônus contem mais do que os salários fixos.

Publicidade

As vagas são para início imediato. Os interessados podem clicar neste link e fazer sua inscrição.

Inverno cripto

A queda no preço das criptomoedas gerada pelas condições macroeconômicas e pelo colapso de projetos como o Terra e a Celsius – o chamado inverno cripto – está gerando movimentos de corte de pessoal em diversas empresas da indústria das criptomoedas. Um dos maiores exemplos vem da Coinbase: a maior exchange dos EUA anunciou recentemente o corte de 1.100 funcionários – e com a indicação de que mais demissões podem estar a caminho.

“Bons investimentos são feitos em grandes correções de mercado. Sabíamos que, em algum momento, esse inverno chegaria, e o foco da QR Capital foi estar preparada para escalar a empresa, garantir boas contratações e atender às constantes demandas desta indústria”, afirma a diretora de pessoas da QR Capital, Cecília Cardoso.

“Nascemos em um bear market, em 2019. Nossos fundos multimercados foram lançados logo após o crash do COVID-19 e o nosso ETF QBTC11 foi lançado no fundo do mercado no ano passado. Existe, portanto um histórico da QR de aproveitar esta situação de mercado”, acrescenta.

A QR Capital foi fundada no final de 2018 e a QR Asset Management, gestora de recursos do grupo, atua no mercado desde o fim de 2019. O projeto surgiu com a promessa de acelerar os investimentos de criptoativos no Brasil. O grupo possui feitos como o primeiro ETF de Ethereum (ETH) listado na B3, o QETH11, e também a listagem do ETF QBTC11, lançado em pleno tempo de crise.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Comitê de Basileia aprova novas regras para bancos com exposição a criptomoedas

Comitê de Basileia aprova novas regras para bancos com exposição a criptomoedas

Nova estrutura regula a exposição dos bancos tradicionais ao ecossistema de criptomoedas para melhor análise do perfil de risco de cada instituição
Imagem da matéria: Messi e Ronaldinho promovem memecoin desconhecida e preço decola 194%

Messi e Ronaldinho promovem memecoin desconhecida e preço decola 194%

As lendas do futebol Lionel Messi e Ronaldinho divulgaram uma memecoin da Solana chamada WATER, o que gerou muitas perguntas
Imagem da matéria: Justiça torna sócios da gestora cripto Titanium réus por crimes financeiros

Justiça torna sócios da gestora cripto Titanium réus por crimes financeiros

Juiz aceitou a denúncia do Ministério Público contra os sócios da Titanium e da Sbaraini, além de mais sete pessoas, por investigações da Operação Ouranós
Imagem da matéria: Bitcoin está queda, mas até que ponto deve cair? Especialistas respondem

Bitcoin está queda, mas até que ponto deve cair? Especialistas respondem

Ainda não atingimos o fundo, afirmam os analistas que preveem um aumento significativo do BTC até o final do ano