pessoa segura caixa de papelao com seus pertences de escritório após demissao
(Foto: Shutterstock)

A corretora de criptomoedas Coinbase pode ter dado início a uma série de demissões já na última sexta-feira (10), conforme sugere um documento registrado na Comissão de Valores Mobiliários (SEC) nesta terça-feira (14). No total, serão dispensados 18% da equipe, cerca de 1.100 funcionários.

Conforme descreve o documento, o Plano de Reestruturação envolve uma redução da força de trabalho da empresa para ficar com um número de colaboradores na faixa dos 5.000 até o próximo dia 30. “A companhia espera que a execução do Plano seja substancialmente concluída no segundo trimestre de 2022”, disse a empresa.

Publicidade

Na semana passada, a Coinbase havia anunciado uma pausa nas contratações, bem como a rescisão de contratos de trabalhos que estavam em andamento, mas não citou demissões. Agora a empresa é a mais recente do mercado cripto a anunciar cortes no seu quadro de funcionários.

Na última sexta-feira, a Crypto.com anunciou a demissão de 260 pessoas, cerca de 5%. A medida tomada vai ao encontro das ações recentes de outras empresas, definidas como uma forma de enfrentar o mercado em crise.

A Gemini demitiu 10% da sua equipe e a Coinbase implementou um “congelamento” de contratações e rescindiu ofertas de contratação.
Na América Latina, a Bitso, a maior corretora cripto do México, demitiu 10% de seus funcionários e, na Argentina, a corretora Buenbit dispensou 45% de seus colaboradores. No Brasil, a Mercado Bitcoin também anunciou cortes.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ripple cita Terra em apelação para reduzir multa da SEC de US$ 2 bi para US$ 10 mi

Ripple cita Terra em apelação para reduzir multa da SEC de US$ 2 bi para US$ 10 mi

A Ripple argumenta que sua penalidade é muito alta, “mesmo que não haja alegações de fraude neste caso”
Baleia

Baleias lucram US$ 1,2 bilhão em duas semanas com vendas de Bitcoin

As baleias estão vendendo BTC com mais força do que nunca, o que pode influenciar na queda da criptomoeda
Moeda de Dogecoin e gráfico de queda de preço

Dogecoin (DOGE) desaba 10% e gera maior liquidação desde 2021

Queda do preço da memecoin mais famosa ocorre após US$ 60 milhões em futuros de DOGE serem liquidados junto com mercado
Martin Shkreli o Pharma Bro, posa para foto em banco de praça

“Pharma Bro” assume estar por trás da DJT, polêmica memecoin inspirada em Trump

Martin Shkreli, o “Pharma Bro”, disse ter mil provas de que criou o token DJT com o filho de Donald Trump