logo da uniswap com gráficos ao fundo
Shutterstock

Negociando na Uniswap? Assine aqui, por favor.

Com a última atualização da Uniswap chegando ainda este ano, a exchange descentralizada (Dex) abriu sugestões de código para a comunidade. Mas nem todo mundo está empolgado com essas sugestões.

Publicidade

Um código criado pela comunidade para a implementação de um Know Your Customer (KYC) e recursos de whitelisiting (endereços autorizados), por exemplo, provocaram um debate acirrado sobre o futuro do setor DeFi.

A execução de verificações KYC e endereços autorizados são ferramentas utilizadas para prevenir atividades ilegais e cumprir sanções internacionais através de um processo de verificação de identidade em linha.

As propostas fazem parte do novo recurso “Hooks” da Uniswap, o qual essencialmente permite que desenvolvedores terceirizados proponham diferentes mudanças ou modificações na maior exchange descentralizada do mercado.

Enviado pelo desenvolvedor de blockchain Jongwon Park, o código Hooks incorpora verificações KYC antes que os usuários possam negociar em um pool.

Este código tem gerado controvérsia, com o proeminente investidor e analista de DeFi, Adam Cochran, chamando-o de “uma ladeira escorregadia” para o protocolo.

Publicidade

Ele explicou que, ao criar as ferramentas para sistemas autorizados, “você dá motivos para que os reguladores pressionem para usá-los mesmo em contextos onde eles não são necessários”.

Mudança inevitável?

Park respondeu dizendo que as ferramentas autorizadas em blockchains são inevitáveis “como a própria tecnologia”. Ele acrescentou que a Uniswap ainda permanece sem permissão e que seus contratos são “imutáveis em nível de protocolo”.

“Nosso trabalho como pioneiros deve ser estabelecer uma estrutura sólida sobre a qual protocolos autorizados e sem permissão coexistam, mas permaneçam isolados”, disse Park. A Uniswap e vários outros protocolos DeFi, como dYdX e Aave, também incorporaram processos de triagem para carteiras ligadas a atividades ilegais.

Os bloqueios da Uniswap

A exchange descentralizada tem examinado e bloqueado endereços relacionados com as entidades sancionadas pelo Departamento do Tesouro dos EUA contra países e regimes estrangeiros visados, terroristas e criminosos internacionais.

Publicidade

No ano passado, a Uniswap fez uma parceria com a empresa de segurança blockchain TRM Labs para melhorar seu processo de triagem para bloquear fundos relacionados a atividades ilícitas, como fundos roubados ou fundos aprovados pelo protocolo sancionado, Tornado Cash.

As autoridades também tentaram impor um KYC obrigatório em carteiras de autocustódia e aplicações DeFi várias vezes no passado.

Em outros lugares, vários projetos como Civic Pass, Polygon ID, Astra Protocol e Parallel Markets estão trabalhando para fornecer um processo de conformidade seguro e sem necessidade de permissão para aplicativos Web3.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Alemanha termina de vender US$ 3,4 bilhões em Bitcoin

Alemanha termina de vender US$ 3,4 bilhões em Bitcoin

O governo alemão esvaziou suas carteiras Bitcoin depois de enviar bilhões para corretoras e formadores de mercado nos últimos dias
Imagem da matéria: Projeto irá ensinar blockchain e criptomoedas para povo indígena Paiter-Suruí

Projeto irá ensinar blockchain e criptomoedas para povo indígena Paiter-Suruí

Um projeto na Aldeia Gamir, na Floresta Amazônica, tem como objetivo promover a alfabetização digital de indígenas da etnia Paiter-Suruí
Imagem da matéria: Joe Biden desiste de reeleição e faz memecoin de Kamala subir 100%

Joe Biden desiste de reeleição e faz memecoin de Kamala subir 100%

Democratas estavam preocupados com a capacidade de Biden derrotar Donald Trump nas eleições de novembro
jogo hamster kombat em tela de celular

Hamster Kombat (HMSTR) já está no pré-mercado; veja como negociar

Hamster Kombat já tem ordens de compra e venda fixadas no pré-mercado de grandes corretoras