Galpão usado para mineração em chamas
(Foto: Bombeiros Voluntários de Ciudad del Este)

Um galpão usado por um brasileiro para mineração de criptomoedas no Paraguai pegou fogo na noite de terça-feira (23). As causas do incidente ainda não foram totalmente esclarecidas, mas estariam ligadas a problemas elétricos.

Segundo informações do site H2Foz, apenas 18 dispositivos usados para mineração no local não foram afetados, mas foram apreendidos por ordem da promotora Carolina Rosa Gadea, do Ministério Público do Paraguai.

Publicidade

O imóvel, que pertence a uma paraguaia de 64 anos, estava alugado para Tiago Costa Varela, conforme apurou o site Tribuna Foz, que seria natural de Foz do Iguaçu, Paraná, e que teria alugado o imóvel em dezembro do ano passado.

Segundo apurou a reportagem do H2Foz, a proprietária acreditava que o locatário instalaria uma carpintaria no local. No entanto, não há a informação de registro de qualquer empresa para o endereço informado.

Mineração de criptomoedas no Paraguai

O Paraguai atrai mineradoras pelo baixo custo de energia elétrica no país; pelo menos 50 empresas de mineração de criptomoedas já possuem autorização para operar na região. No entanto,  as autoridades enfrentam desafios em relação às atividades clandestinas, que podem tanto causar estragos quanto prejuízos aos cofres públicos.

Acerca deste tema, um grupo de senadores paraguaios está querendo proibir de forma temporária praticamente tudo o que está relacionado ao mercado cripto no país. 

Publicidade

Para isso, corre no congresso um projeto de lei que “proíbe temporariamente a criação, conservação, armazenamento e comercialização de ativos virtuais ou criptoativos, criptomoedas e a instalação de fazendas de mineração de criptomoedas em território paraguaio”.

Portanto, até mesmo a compra de Bitcoin seria considerada ilegal no país dentro do período previsto de 180 dias, ou até que seja decretada uma lei que regule o setor. A iniciativa parlamentar teve como ponto de partida os recentes casos de mineração ilegal de criptomoedas.

Segundo apurou o Portal da Cidade, um caso recente de mineração ilegal que foi alvo das autoridades paraguaias, e que operava com 388 máquinas, pode ter causado um prejuízo de cerca de R$ 465 mil por mês.

A ANDE (Agência Nacional de Eletricidade do Paraguai) revelou que existem mais de 64 denúncias de subtração de energia elétrica para mineração de criptomoedas atualmente em investigação pelo Ministério Público.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Apesar de chamara cada vez mais atenção, muitas pessoas ainda não sabem o que é a tokenização de ativos e como ela funciona
Arte de robô observando por trás usuária de computador

Novo PC da Microsoft que grava tudo é “spyware” e será alvo de hackers, alertam especialistas

Os críticos dizem que novo PC centrado em IA da Microsoft é um pesadelo de privacidade
Bitcoin em gráfico de alta com seta azul apontado para o alto

Traders esperam que Bitcoin supere a máxima de US$ 74 mil em breve

“Esperamos um impulso de alta aqui que pode nos levar de volta às máximas de US$ 74 mil”, disse a QCP Capital sobre o momento do Bitcoin
Tela de computador com logotipo da Binance e lente de aumento

Binance vendeu direito de crédito de clientes na Genesis sem consentimento, diz jornal

Os supostos clientes afetados são da Gopax, corretora que a Binance comprou no ano passado para operar na Coreia do Sul