Imagem da matéria: Portugal cai 21 posições em ranking mundial de adoção de criptomoedas
(Foto: Shutterstock)

Considerado por muitos até pouco tempo um “paraíso cripto“, Portugal caiu 21 posições no ranking de adoção de criptomoedas feito pela empresa de dados blockchain Chainalysis, passando do 38º lugar para o 59º no índice mundial.

O resultado é uma combinação de avaliações em diferentes áreas, e acabou pesando para o país ficar apenas na 82ª colocação em relação ao volume de negócios P2P. Por outro lado, Portugal ficou melhor posicionado quando o assunto é o volume recebido em DeFi (43º lugar).

Publicidade

Olhando apenas para a Europa, o país ficou em décimo lugar em relação ao volume transacionado de criptomoedas entre junho do ano passado e julho deste ano, com US$ 26,6 bilhões.

O líder nesse sentido é o Reino Unido, com US$ 252,1 bilhões transacionados nos 12 meses avaliados, seguido por Alemanha e Espanha, ambas com mais de US$ 100 bilhões de volume.

Ranking europeu de países com maior volume negociado de criptomoedas entre junho de 2022 e julho de 2023
Ranking europeu de países com maior volume negociado de criptomoedas entre junho de 2022 e julho de 2023 (Fonte: Chainalysis)

No relatório da consultoria, Jamie McNaught, fundador e CEO da Solidi, exchange de criptomoedas com sede no Reino Unido, avaliou que os consumidores britânicos estão de olho em cripto tanto do lado tecnológico quando de investimento. “Os clientes no Reino Unido normalmente buscam alternativas para poupanças e retornos de investimento insatisfatórios”, explica.

O “paraíso cripto” da Europa

Até ano passado, Portugal era tratado como um “paraíso cripto” na Europa, por conta de suas regras fiscais que não taxava e nem cobrava impostos de ativos digitais, o que atraiu muitas pessoas para o país. Mas as regras mudaram em 2023, e mesmo se mantendo como uma nação pró-cripto, Portugal agora tem perdido espaço.

Publicidade

A França, por exemplo, tem crescido bastante no ambiente cripto. Em junho deste ano, o banco Société Générale obteve a primeira licença de cripto da França para oferecer aos seus clientes institucionais melhores oportunidades de custódia, negociação e vendas.

Além disso, os principais players do setor, incluindo Binance, Crypto.com e Circle, escolheram Paris como sua sede europeia, ao passo que desenvolvedores blockchain migraram para a cidade para trabalhar em projetos descentralizados.

Segundo a Chainalysis, esses avanços provavelmente contribuíram para a classificação da França em 23º lugar no Índice Global de Adoção de Criptomoedas deste ano e em quarto lugar na Europa em termos de volume bruto de transações de criptomoedas.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin deixa ABcripto por diferença de valores e possível entrada futura da Binance

Mercado Bitcoin deixa ABcripto por diferença de valores e possível entrada futura da Binance

“Não queremos estar lá quando a Binance estiver associada, porque estamos no espectro totalmente oposto”, diz CEO Reinaldo Rabelo
Lionel Messi jogador de futebol durante partida pela seleção da Argentina

Tokens da Argentina e Espanha despencam mais de 20% após títulos; entenda por quê

Tokens oficiais das seleções da Argentina e Espanha caíram entre 22% e 25% após as vitórias de domingo
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA no fundo

Democratas podem recuperar votos cripto com saída de Biden, segundo especialistas

Novo candidato democrata, ainda a ser definido, está sendo incentivado a reconhecer as criptomoedas como uma tecnologia de força
jogo hamster kombat em tela de celular

Hamster Kombat (HMSTR) já está no pré-mercado; veja como negociar

Hamster Kombat já tem ordens de compra e venda fixadas no pré-mercado de grandes corretoras