Imagem da matéria: Solana critica sua posição como segunda pior rede em ranking de supervisora DeFi
(Foto: Shutterstock)

DeFi Safety, uma organização independente que classifica projetos de finanças descentralizadas (DeFi), ranqueou a Solana como o segundo pior do mercado, segundo o critério técnico da empresa.

A blockchain Ronin, do popular jogo play-to-earn Axie Infinity, foi classificada como o pior projeto, de acordo com a DeFi Safety. Em março de 2022, a Ronin perdeu US$ 622 milhões em um ataque hacker.

Publicidade

A agência com sede na cidade canadense de Montreal já ranqueou mais de 240 protocolos DeFi e 15 diferentes blockchains.

As classificações da DeFi Safety incluem cinco critérios diferentes: contagem de nós e sua diversidade, software de suporte, documentação, bem como testagem e segurança, segundo sua publicação.

“DeFi Safety não realiza auditorias no código”, explica a empresa em seu site. “Em vez disso, revisamos a qualidade do processo e documentação por trás do código, da qual a auditoria é apenas uma parte.”

Por que Solana recebeu uma classificação tão baixa?

Os principais motivos da baixa classificação dada pela DeFi Safety estão relacionados à precária infraestrutura de nós e frequentes períodos de inatividade da Solana.

Publicidade

Outros motivos incluem a manuseio inadequado de informações arquivísticas em nós, exploradores de blocos mal elaborados e clientes de nós (software) sem auditoria e com menos diversidade do que blockchains adversárias.

A DeFi Safety manifestou preocupações sobre a falta de detalhes em relação ao arquivamento de nós da rede — processo de armazenamento de todos os dados da blockchain desde sua criação.

Segundo a empresa de classificação, não existe uma documentação transparente sobre o arquivamento de nós, exceto por um post no Reddit de um ano atrás feito por Anatoly Yakovenko, cofundador da Solana. Ainda assim, Austin Federa, líder de comunicações na Solana, afirmou que isso não é necessário para a rede.

“Solana não precisa de informações que datem ao gênese para validar um bloco”, contou Federa ao Decrypt.

Em relação aos clientes de nós, a DeFi Safety alega que a Solana simplesmente não tem ofertas suficientes. Um cliente de nó é um software que ajuda usuários a conectarem seus computadores a uma rede blockchain para validar e executar transações.

Publicidade

Atualmente, a Solana oferece apenas uma parte do software para seus operadores de nós, que não passa por uma auditoria desde 2019, afirma a DeFi Safety. O Ethereum, por exemplo, oferece sete diferentes clientes de execução e seis clientes de consenso.

“Apenas uma implementação de nós; esta é precisa e válida”, retrucou Federa. “A Solana Foundation está trabalhando para diversificar clientes de validadores.”

Segundo o relatório, o explorador de blocos nativo da Solana, Solscan, também deixa muita a desejar, principalmente em comparação ao Etherscan do Ethereum.

“Diversos exploradores de bloco de alto nível estão sendo desenvolvidos pela comunidade, e a maioria têm menos de 18 meses de existência”, contou Federa ao Decrypt. “Nesse tempo, sua UX [experiência de usuário] e finalidade aumentaram significativamente para atender às necessidades de desenvolvedores e usuários.”

O relatório também alega que alguns validadores da Solana começaram a censurar transações. Mas a Solana Labs também negou essa afirmação e a equiparou com o valor máximo extraível (MEV) do Ethereum. MEV é uma receita extra que um minerador pode obter, além das recompensas por bloco e taxas de gas, ao alterar a ordem das transações.

Publicidade

“O poder de qualquer rede está na mão dos validadores”, contou Federa ao Decrypt. “Essa discussão à qual [DeFi Safety] estava se referindo foi feita entre diversos validadores no canal do Discord. A Foundation não têm o poder de censurar transação alguma.”

“Concordamos com a Solana de que a rede não censura transações. Porém, houve uma discussão sobre isso”, respondeu Nick Sheaf, coautor do relatório da DeFi Safety, ao Decrypt.

“A Solana é impressionante, rápida e bonita, mas… cara, as coisas poderiam ter sido feitas de uma maneira melhor”, concluiu.

Qual é o grau de confiabilidade do relatório?

A avaliação do relatório foi baseada no conjunto de critérios definidos pela DeFi Safety.

Grandes protocolos DeFi, incluindo Uniswap V3 (96%), Compound Finance (93%), Aave (94%) e Bancor (96%), receberam uma alta avaliação por conta da melhora em sua transparência e segurança.

O projeto de classificação também havia classificado o Anchor Finance, do Terra, como um produto mais seguro (75%) do que Solana, mas que entrou em colapso por conta de uma falha na arquitetura do protocolo.

Em setembro de 2021, a DeFi Safety também havia publicado um relatório, classificando Badger DAO como 99% seguro que, em dezembro de 2021, foi hackeado e perdeu US$ 120 milhões.

Publicidade

O principal motivo da divergência é que o relatório da DeFi Safety é baseado nos contratos inteligentes do projeto. Em vez disso, a interface de usuário (ou UI) do Badger Finance foi invadida.

Relatório sobre o Badger Finance (Imagem: DeFi Safety)

A ação de preço da Solana

SOL, a nona maior criptomoeda do setor, com uma capitalização de mercado de quase US$ 14 bilhões, registra uma alta de 4% no último dia, valedno US$ 40,88. Porém, SOL está 84% distante de sua alta recorde registrada em novembro de 2021, segundo dados do CoinMarketCap.

Na realidade, muitas das principais criptomoedas se desvalorizaram drasticamente desde a queda do mercado no ano passado.

O valor total bloqueado (TVL) — quantia alocada — na Solana é de US$ 2,89 bilhões, registrando uma alta de 5,8% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do DeFi Llama.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin promove Amigo Secreto MB, ação inédita com influenciadores digitais financeiros

Mercado Bitcoin promove Amigo Secreto MB, ação inédita com influenciadores digitais financeiros

Campanha de fim de ano também contará com lançamento de produtos de Renda Fixa Digital para diversificação de investimentos
Celular mostra logotipo Nubank - abaixo mesa com moedas de bitcoin, ethereum e solana

Nubank vai liberar saques de criptomoedas no início de 2024

Nubank prometeu atender a antiga demanda da comunidade cripto de permitir a transferência de criptomoedas para carteiras externas; Hoje o banco também começa a vender USDC no app
Imagem da matéria: Morre Charlie Munger, sócio de Warren Buffett que chamou Bitcoin de "veneno de rato"

Morre Charlie Munger, sócio de Warren Buffett que chamou Bitcoin de “veneno de rato”

Na última vez que falou sobre criptomoedas, Munger disse não se orgulhar dos EUA por não proibi-las como fez a China
logo a binance no celular e bandeira dos EUA no fundo

SEC segue atrás de provas de fraude na operação da Binance nos EUA, diz jornal

Em junho, a SEC acusou CZ e a Binance global de exercer “controle completo” sobre os ativos dos clientes americanos e de misturar os fundos “como bem entendem”