Imagem da matéria: Falso aplicativo de prevenção ao coronavírus é usado para extorquir bitcoin
Foto: Shutterstock

Hackers estão se aproveitando da procura por notícias sobre o coronavírus para extorquir bitcoin. O cibercrime da vez é um falso aplicativo de rastreamento que está sendo chamado de ‘CovidLock’. O app para android diz oferecer relatórios precisos do Covid-19, mas, na verdade, é um ransomware.

Um ransomware é um tipo de código malicioso que torna inacessíveis os dados armazenados em um equipamento. Este, no caso, foi descoberto pela plataforma de segurança cibernética DomainTools.

Publicidade

De acordo com a empresa, ultimamente sua equipe tem monitorado sites criados usando os termos ‘Coronavirus’ ou ‘Covid19’.

Ransomware coronavírus

Segundo descreveu a plataforma, ao ser instalado o app ele solicita várias permissões, incluindo a de acessibilidade.

Conforme relatou o site, o argumento é de que é necessário o acesso para poder enviar notificações. Mas é aí que a senha de desbloqueio do aparelho é trocada.

Uma vez alterada, o aplicativo revela o que realmente faz: exige o pagamento de US$ 100 em bitcoin, cerca de R$ 500, para descriptografar os dados.

Além disso, diz o site, os hackers ameaçam excluir tudo do aparelho — contatos, fotos, vídeos e memória — caso não receba a transferência em até 48 horas.

Falso rastreamento do coronavírus

O site descreve o aplicativo afirmando que ele informa em tempo real os casos de coronavírus no mundo por meio de GPS:

Publicidade

“Para usuários do Android: para obter em tempo real o número de casos de coronavírus com base na sua localização GPS, faça o download da versão do aplicativo para celular do site e ative “relatórios precisos” para obter a melhor experiência”, diz a chamada no site fraudulento ‘coronavirusapp(ponto)site’.

Segundo a DomainTools, sua equipe de especialistas está procurando a chave para descriptografar os dispositivos infectados. Disse, também, está monitorando a carteira usada para o pagamento do resgate.

Extorsão com bitcoin no Brasil

No Brasil, houve vários casos envolvendo extorsão com bitcoin com uso de ransomwares.

Alguns dos casos mais recentes ocorreram um instituto de ensino de Fortaleza e na prefeitura de Barrinha, cidade do interior de SP. Em ambos os casos foram pedidos resgates em bitcoin.

No país, foram alvos de hacker nos últimos 18 meses as seguintes entidades:

Porto de Fortaleza (CE); Câmara Municipal de Palmas, no Tocantins; Santa Casa de Pirajuí, hospital que fica no interior de SP.

Publicidade

Empresas do setor privado também sofreram ataques — uma loja de produtos para bebês em Campo Grande (MS), uma empresa de contabilidade em Boa Vista, em Roraima.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

“Parte técnica você descreve como funciona e acabou. Nas vacas sagradas leva um bom tanto de desconstrução de conceitos”, diz Breno Brito
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
Anic de Almeida Peixoto Herdy é casada com herdeiro da Unigranrio

Herdeira é sequestrada em Petrópolis e criminosos exigem resgate em Bitcoin

Técnico de informática amigo do casal conversou com sequestradores por entender de criptomoedas e foi preso por suspeita de envolvimento
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram