Imagem da matéria: Hackers pedem bitcoin de resgate e obrigam faculdade de tecnologia do Ceará a prorrogar vestibular
Foto: Shutterstock

O Centec, instituto de ensino de Fortaleza apoiado pelo Governo do Ceará, foi alvo de invasão hacker no dia 27 de outubro. Segundo comunicado, a entidade disse que sofreu um ataque de ransomware que sequestra dados dos servidores cobrando resgate em bitcoin.

De acordo com a nota, a ação criminosa afetou o período de inscrições para o vestibular 2020 e teve que ser prorrogado até o dia 05 de dezembro, antes do ataque, a data final era dia 03.

Publicidade

Isso porque os servidores com arquivos, backups, aplicações e banco de dados ficaram inacessíveis com a investida dos cibercriminosos, conforme informou a entidade:

“Diante do ocorrido, as inscrições do processo de vestibular 2020.1 das Fatec Cariri e Fatec Sertão Central foram seriamente afetadas”.

O Centec também disse que “todos os boletos gerados no período de 03/10/2019 a 11/11/2019, que não foram pagos, estão cancelados.

O Portal do Bitcoin tentou por várias vezes falar com o responsável do departamento de informática da instituição para colher mais detalhes, mas até a publicação dessa matéria não houve retorno.

Publicidade

Resgate com bitcoin no Brasil

A prática de sequestro de sistema consiste na utilização pelos hackers de um vírus do tipo ransomware — um tipo de código malicioso que torna inacessíveis os dados armazenados em um equipamento, geralmente usando criptografia.

Em muitos casos, os cibercriminosos, que podem estar em qualquer parte do mundo, exigem um pagamento de resgate para restabelecer o acesso aos usuários — muitas vezes em Bitcoin.

No Brasil, foram alvos de hacker nos últimos 15 meses as seguintes entidades:

Porto de Fortaleza, também no Ceará; Câmara Municipal de Palmas, no Tocantins; Santa Casa de Pirajuí, hospital que fica no interior de SP.

Empresas do setor privado também sofreram ataques — uma loja de produtos para bebês em Campo Grande (MS), uma empresa de contabilidade em Boa Vista, em Roraima.

Publicidade

Até então, o caso mais recente de ataque tinha sido contra a Prefeitura de Barrinha (SP), que no dia 28 de outubro teve seu sistema nas mãos de criminosos.

Devido à ação, o sistema ficou travado e o pagamento dos servidores referente a outubro teve que ser feito manualmente na sexta-feira (08).


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Policial algemando suspeito durante a noite

Médico perde R$ 500 mil em criptomoedas após encontro por aplicativo e sequestro; suspeitos são presos

Os sequestradores que aplicaram o famoso ‘golpe do amor’ foram presos rapidamente pela PM de SP; Polícia Civil investiga o paradeiro dos ativos
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin cai 3% antes da decisão sobre taxa de juros e relatório de inflação dos EUA

Manhã Cripto: Bitcoin cai 3% antes da decisão sobre taxa de juros e relatório de inflação dos EUA

Federal Reserve não deve cortar taxa de juros, já que os dados da inflação ainda não estão no cenário ideal para as autoridades dos EUA
Policiais federais fotografados de costas

PF e Receita Federal caçam grupo suspeito de lavagem de dinheiro com criptomoedas

Policiais federais e auditores-fiscais se mobilizaram em quatro estados para cumprir mandados de prisão, busca e apreensão em um esquema de importações ilegais
Fachada do MPDFT - Facebook

PM que atraía colegas de farda para pirâmide com criptomoedas é alvo do MP do DF

O policial militar e um grupo suspeito de pessoas e empresas teriam aplicado um golpe de R$ 4 milhões; alvos do MPDFT são do DF e GO