Imagem da matéria: CPI quer ouvir ex-deputado Arthur do Val sobre publicidade para pirâmide Atlas Quantum
O ex-deputado estadual Arthur do Val (Foto: Divulgação/Alesp)

O deputado federal Paulo Bilynskyj (PL/SP) apresentou nesta quinta-feira (3) um requerimento para que o empresário, youtuber e ex-deputado estadual Arthur do Val, conhecido como “Mamãe Falei”, seja convocado para depor na CPI das Pirâmides Financeiras na condição de investigado.

Leia também: Cauã Reymond, Tatá Werneck e Marcelo Tas – deputado da CPI quer investigar celebridades que fizeram propaganda para Atlas Quantum

Publicidade

O objetivo, segundo o parlamentar, é verificar a relação de Arthur do Val com a Atlas Quantum. O youtuber fez propaganda da pirâmide financeira em 2018 e foi privilegiado: foi um dos poucos que conseguiu sacar após o colapso.

Na justificativa, Bilynskyj afirma: “O ora convocado, Arthur Moledo do Val, conhecido por seu canal no YouTube ‘Mamaefalei’, publicou, no início do ano de 2018, um vídeo em suas redes sociais divulgando a empresa Atlas Quantum”,

Nesse vídeo, Arthur do Val atuou na divulgação do esquema. “Conheci a empresa. O pessoal é maravilhoso, é de credibilidade. Vou deixar inclusive o link aqui para você se cadastrar e comprar bitcoin pela Atlas e vou deixar o link para você investir em pessoas que investem em Bitcoin pela plataforma”, disse.

Arthur do Val foi eleito deputado estadual em São Paulo pelo União Brasil nas eleições de 2018. O político era pré-candidato à prefeitura de São Paulo quando foi para a zona de guerra da Ucrânia e enviou áudios sexistas para amigos. O conteúdo vazou e o então deputado foi cassado por quebra de decoro.

Publicidade

“Mamãe Falei” perdeu os direitos políticos por oito anos, conforme estabelece a Lei da Ficha Limpa.

Privilégios dentro da pirâmide

No dia 13 de agosto de 2019, a Atlas Quantum recebeu uma notificação de proibição de oferta de investimento coletivo pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Houve então uma corrida de saques e quase ninguém conseguiu retirar o dinheiro.

Ou quase ninguém. O Portal do Bitcoin teve acesso aos pedidos de saques nos meses que se seguiram à crise. Das 13.800 solicitações, somente 102 foram atendidas — duas delas de Arthur do Val, que conseguiu sacar um total de 0,47 BTC, o equivalente a R$ 66 mil na cotação desta quinta-feira (3).

Os dados do controle de pagamentos da empresa mostram que a solicitação foi feita no dia 23 de agosto de 2019 e o bitcoin foi depositado no mês seguinte, semanas depois que a Atlas havia publicamente suspendido os saques.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: 7 altcoins que estão superando a recuperação do mercado de criptomoedas

7 altcoins que estão superando a recuperação do mercado de criptomoedas

A temporada das altcoins está começando? Embora as criptomoedas de primeira linha estejam de lado, algumas altcoins registram ganhos impressionantes de até 11% hoje
Imagem da matéria: Fundos de Bitcoin registram 5ª maior captação semanal da história

Fundos de Bitcoin registram 5ª maior captação semanal da história

Mais de US$ 1,4 bilhão foram investidos em fundos de criptomoedas nos últimos sete dias, o triplo da semana anterior
Fachada da Braiscompany em Campina Grande PB- Portal do Bitcoin

Justiça irá leiloar imóveis de operador financeiro da pirâmide Braiscompany

Imóveis são de  Joel Ferreira de Souza, que segundo o MPF auxiliava a Braiscompany a trocar criptomoedas por dinheiro fiduciário
Lionel Messi jogador de futebol durante partida pela seleção da Argentina

Tokens da Argentina e Espanha despencam mais de 20% após títulos; entenda por quê

Tokens oficiais das seleções da Argentina e Espanha caíram entre 22% e 25% após as vitórias de domingo