Imagem da matéria: Bitcoin pode chegar a US$ 150 mil até 2025, prevê analista
(Foto: Shutterstock)

O preço do Bitcoin pode subir para US$ 150 mil até 2025, de acordo com uma nova previsão da empresa de pesquisa de investimentos, Bernstein.

Em uma nota enviada aos clientes na terça-feira, o analista da Bernstein, Gautam Chhugani, citou o otimismo em torno da possível aprovação de um fundo negociado em bolsa (ETF) de Bitcoin pela Comissão de Valores Mobiliários (SEC) nos próximos dois anos.

Publicidade

De acordo com um artigo da CNBC, Chhugani escreveu que acredita que a SEC provavelmente vai aprovar um ETF de Bitcoin à vista no primeiro trimestre de 2024. A previsão dele coincide com a dos analistas do JP Morgan, os quais dizem que há 90% de chance de os investidores obterem um fundo BTC antes do dia 10 de janeiro.

A Bernstein, e a maioria das outras empresas de Wall Street, havia descartado o BTC como um ativo de investimento em 2018. Mas a empresa ainda estava prestando atenção, rastreando empresas de mineração de Bitcoin e publicando sua própria opinião sobre o contágio que se espalhou de empresa para empresa em meados de 2022.

Agora, a Bernstein acredita que um ETF de Bitcoin permitiria que os principais investidores obtivessem exposição ao BTC diretamente de suas carteiras pela primeira vez por meio de um produto de investimento regulamentado pela SEC. Atualmente, o único produto semelhante é o Grayscale Bitcoin Trust (GBTC), que detém cerca de 3% da oferta de BTC em circulação.

O preço futuro do Bitcoin

A meta de US$ 150 mil é quase cinco vezes o preço atual do Bitcoin, de cerca de US$ 34 mil, e mais do que o dobro de seu recorde histórico de US$ 67 mil em novembro de 2021. Se concretizada, a elevada previsão de Bernstein significaria uma grande reviravolta para a criptomoeda em relação à sua forte queda no ano passado.

Publicidade

O Bitcoin se recuperou recentemente, chegando a US$ 35 mil na semana passada pela primeira vez desde maio de 2022.

Os investidores estão cada vez mais esperançosos de que a SEC aprovará um ETF de Bitcoin depois de se recusar a recorrer de uma decisão judicial no processo da Grayscale. No entanto, o presidente da SEC, Gary Gensler, tem sido altamente crítico em relação ao setor de criptomoedas, portanto, ainda é incerto se os reguladores adotarão um ETF de Bitcoin.

Bernstein também destacou que o próximo “halving” previsto para 2024 ajudará a aumentar o preço do BTC, forçando a saída de mineradores ineficientes. A empresa iniciou uma cobertura de várias ações de mineração do BTC, esperando que os sobreviventes tenham ganhos significativos.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
Pessoa olha para scanner da Worldcoin

Hong Kong bane Worldcoin por coleta de dados “desnecessária e excessiva”

A Worldcoin chegou a escanear o rosto e a íris de 8.302 indivíduos durante sua operação em Hong Kong, segundo autoridades
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

Como declarar tokens de utilidade no Imposto de Renda 2024?

Entenda como declarar os utility tokens, ativos que dão acesso a serviços específicos
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Wells Fargo dos EUA e a Metaplanet do Japão anunciaram novos investimentos no Bitcoin