Imagem da matéria: Nota da Atlas desaba no Reclame Aqui e empresa perde selo de excelência
Foto: Shutterstock

Agosto não foi um mês fácil para a Atlas Quantum. Com dificuldades para pagar os clientes, a empresa recebeu uma enxurrada de críticas no site Reclame Aqui. No domingo (01), ela perdeu o certificado de excelência de atendimento e teve a nota despencou de 9.1 para 8.3.

As reclamações dos últimos seis meses também dispararam. Em agosto eram 389 acumuladas no período. Agora são 706. E subindo. Nos últimos 20 dias, a empresa recebeu praticamente o mesmo número de reclamações recebidas nos 160 dias anteriores.

Publicidade

O sistema do Reclame Aqui não faz a contagem em tempo real, mas mensal. Então, cada nova postagem dos consumidores só aparece computada na virada do mês.

Em número de reclamações não respondidas, a empresa atingiu a marca de 254. A NegocieCoins, exchange do Bitcoin Banco, que também obteve — e perdeu — o selo do Reclame Aqui, tem 273 críticas sem resposta. A empresa, contudo, possui uma nota muito inferior: 6.9.

Desde quarta-feira (28), a Atlas Quantum não responde mais aos clientes na plataforma do Reclame Aqui.

Questionada, a empresa afirmou, em nota, que “está com uma equipe reforçada e dedicada 24 horas nos sete dias da semana para atender às solicitações dos clientes, que tiveram um acréscimo nos últimos dias em razão de questões técnicas pontuais da empresa”.

Conforme o Reclame Aqui, para ter o selo RA1000, é preciso atender os seguintes critérios:

  • Possuir um número de avaliações igual ou superior a 50
  • Possuir Índice de Resposta igual ou superior a 90%
  • Possuir Índice de Solução igual ou superior a 90%
  • Possuir Média das Avaliações (dadas pelo consumidor) igual ou superior a 7
  • Possuir Índice de Novos Negócios (Voltaria a fazer negócios?) igual ou superior a 70%

Crise da Atlas Quantum

Depois de ter sido proibida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de ofertar publicamente títulos ou contratos de investimento coletivo no dia 13, a Atlas suspendeu os serviços de arbitragem para novos clientes.

Publicidade

No início dessa semana, entre os dias 26 e 27, a empresa anunciou que para novos clientes estaria “atuando apenas na compra de bitcoin”.

A empresa disse ao Portal do Bitcoin que a suspensão de serviços de arbitragem em criptomoedas se deu para atender a determinação do órgão regulador.

Antes disso, no entanto, a Atlas Quantum disse que apenas que removeria as campanhas publicitárias sobre sua atuação no mercado, como se a decisão da autarquia se limitasse às propagandas.

Com a proibição da CVM à empresa, houve uma corrida de saques de Bitcoins. Para evitar uma sangria, a empresa decidiu  inicialmente estender o prazo de um para quatro dias, sem qualquer previsão de regularização. O prazo agora dilatou para 30 dias.

Publicidade

Apesar de toda essa turbulência, um relatório da Grant Thorton atestou que a Atlas Quantum possui 15.226,1 Bitcoin e 34.793.966,2 de criptodólares, termo referente a uma cesta de stablecoins.

O relatório não é uma auditoria completa, mas sim de um PPA (Procedimentos Previamente Acordados).

VOCÊ PODE GOSTAR
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Marcos Pasquim promove Mineradora Manah

Manah: Mineradora de ouro promovida por galãs da Globo é acusada de dar calote em investidores

Promovida por Márcio Garcia e Marcos Pasquim, a Mineradora Manah prometia pagar 3% ao mês aos investidores, mas agora está sendo acusada de calote no Reclame Aqui e nas redes sociais
Pedra Furada em Jericoacoara

Conheça a história dos comerciantes que aceitam Bitcoin em Jericoacoara

Vila no Ceará tem mercado, restaurante e até vendedor de picolé aceitando Bitcoin como forma de pagamento
miniaturas de pessoas minerando bitcoin em meio a pedras e folhagens

Renda de mineradores de Bitcoin cai para menor nível após o halving

A receita dos mineradores de Bitcoin caiu mais que a metade na virada de abril para maio