Imagem da matéria: Atlas Quantum não vai mais anunciar na Rede Globo e outros meios, mas manterá operação
(Foto: Shutterstock)

Em resposta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Atlas Quantum disse que iria parar com toda a publicidade no Brasil, mas que iria continuar operar e atender os clientes normalmente.

No final da noite de terça-feira (13), a CVM determinou que a empresa de arbitragem de criptomoedas parasse de ofertar títulos ou contratos de investimento coletivo.

Publicidade

A nota enviada pela startup diz que a empresa vai cumprir a determinação do órgão regulador. Porém, ao que tudo indica, vai centrar a ação no recolhimento da publicidade que vai da Rede Globo a placas de ônibus em cidades do interior, passando por sites da internet.

A mesma nota diz: “Acreditamos no mercado de criptomoedas e na democratização da geração de patrimônio. Adotaremos as medidas necessárias para reverter a decisão e construir um ambiente regulatório saudável aos investidores do país”.

Conforme consultado na manhã desta quarta-feira (14), o site da empresa ainda está aberto para novos cadastros.

Atlas e Rede Globo

No final de junho, a Atlas lançou uma nova ação de marketing na TV aberta e em nível nacional, o comercial intitulado ‘Não Arrisque Ficar para Trás’, apresentado pela atriz-mirim Rapha.

O vídeo está circulando não só nas redes sociais da empresa, mas também em grandes canais de TV. Na O comercial foi apresentado em horário nobre, durante o Jornal Nacional da Rede Globo.

Publicidade

A estratégia de propaganda ainda envolvia veiculações no SBT, Bandeirantes, Globonews, Bandnews, SporTV, Telecine, Fox, Warner e TNT.

Esta foi a segunda tentativa da empresa em fazer uma campanha que engajasse um público massivo. A primeira contou com os atores Cauã Raymond e Tata Werneck, que participaram de um jogo online ao vivo no qual tinham que responder a questões sobre Bitcoin.

O programa teve baixa audiência e pouco engajamento e a íntegra foi retirada do ar pela empresa. Pelo Youtube, 3 mil pessoas estavam online no momento da exibição. Um dia depois, o então sócio da empresa Fabrício Sanfelice, anunciou que estava deixando o cargo e que ficaria apenas no conselho da empresa.

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com logo do Pix sob bandeira do Brasil

Pix: Um catalisador para o futuro das finanças descentralizadas no Brasil? | Opinião

Para o autor, o Pix, combinado com os princípios das finanças descentralizadas e conceitos de dinheiro programável, poderia abrir caminho para uma nova era de inovação financeira
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns