Imagem da matéria: Manhã Cripto: Preço do Bitcoin (BTC) despenca mais de 4% após regulador dos EUA adiar decisão sobre ETFs
Foto: Shutterstock

As principais criptomoedas acentuam as perdas nesta sexta-feira, 1º de setembro, com o mau humor de traders depois de reguladores dos EUA adiarem a decisão sobre todos os pedidos na fila para o lançamento de fundos de índice de Bitcoin à vista, incluindo os das gigantes BlackRock e Fidelity. 

Os índices acionários na Europa e futuros de Nova York vão na contramão e mostram ganhos, à espera do relatório sobre o mercado de trabalho americano nesta sexta. 

Publicidade

Depois de perder mais de 10% em agosto, o Bitcoin (BTC) registra baixa de 4,4% nas últimas 24 horas, cotado a US$ 26.004,89, segundo dados do Coingecko.   

Em reais, o BTC tem queda de 3%, negociado a R$ 129.433,55, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

O Ethereum (ETH) recua 3,4%, para US$ 1.646,02. Próxima de formar o padrão gráfico “Cruz da Morte”, quando a tendência no curto prazo é mais negativa do que a direção no longo prazo, a segunda maior criptomoeda também se desvalorizou mais de 10% no mês passado, mostra levantamento do Valor. 

As altcoins operam no vermelho nesta sexta, entre elas BNB (-3,8%), XRP (-3,6%), Cardano (-3%), Solana (-4,2%), Polkadot (-4,8%), Polygon (-5,4%) e Avalanche (3,7%). 

Publicidade

Shiba Inu cai 2,3% apesar de cerca de 600 mil carteiras terem processado 700 mil transações na rede Shibarium uma semana depois do lançamento da blockchain. 

Mesmo com o desempenho volátil das altcoins, a empresa de investimentos HashKey Capital, com sede em Hong Kong, decidiu apostar nessa classe de ativos com um fundo lançado nesta sexta no mercado.  

Menos de 50% dos seus investimentos serão em Bitcoin e Ethereum. A gestora de ativos prefere diversificar as alocações com “altcoins”, disse o gestor do fundo Jupiter Zheng à Reuters. 

Bitcoin hoje 

Depois de adiar para outubro a decisão sobre três pedidos de fundos de índice (ETFs) de Bitcoin à vista encaminhados pela Wisdom Tree Funds, Invesco e Galaxy Digital e Valkyrie Funds, a SEC, a CVM dos EUA, incluiu todos os registros pendentes nesse pacote na quinta-feira (31), adiando também uma resposta à BlackRock e Fidelity

Publicidade

De acordo com um documento enviado pelos reguladores, eles precisarão de até pelo menos 17 de outubro para decidir se aprovam ou rejeitam as solicitações. Inicialmente, a SEC deveria anunciar uma decisão sobre os pedidos antes deste sábado (2). 

Embora investidores já esperassem esse resultado, o Bitcoin acelerou a queda depois do anúncio, caindo para cerca de US$ 25,9 mil, patamar que se manteve na madrugada. 

No início desta semana, traders ficaram animados depois que um tribunal apoiou a gestora de ativos cripto Grayscale em seu esforço para converter seu GBTC, o maior do mundo de Bitcoin do mundo, em um ETF de BTC à vista. 

Investidores que compraram ações do GBTC em dezembro se beneficiaram da decisão. As ações do fundo eram negociadas a US$ 19,71 quando os mercados abriram na quinta-feira (31), uma valorização de 137% em relação a 13 de dezembro, de acordo com o Decrypt. 

Mas caso a Grayscale de fato consiga converter seu GBTC em um ETF, vai enfrentar forte concorrência no mercado de fundos de índice americano, com US$ 7,5 trilhões em ativos. 

Publicidade

Isso devido a taxas mais baixas oferecidas por gigantes como a BlackRock, destaca reportagem da Bloomberg. Enquanto o GBTC cobra uma comissão de 2%, a média da indústria de ETFs gira em torno de 0,54%. 

Bitcoin em agosto 

Embora o Bitcoin e Ethereum tenham registrado seu pior desempenho do ano em agosto, as desvalorizações mais marcantes no mês ficaram por conta de GMX (GMX) -34%; Compound (COMP) -31%; Pepe (PEPE) -30% e Uniswap (UNI) -28%, mostra análise do Portal do Bitcoin

“O mês de agosto foi majoritariamente negativo para os criptoativos”, explica o analista de pesquisa do MB, Rony Szuster. “O Bitcoin iniciou o mês em torno de US$ 29 mil, oscilando lateralmente com volume muito baixo, até que no dia 17 de agosto teve a notícia de que a SpaceX, do Elon Musk, teria vendido US$ 373 milhões equivalentes em Bitcoin que tinham adquirido anteriormente”, analisa. 

Agosto não foi um mês ruim para todas as moedas. A altcoin THORChain (RUNE), por exemplo, seguiu a direção oposta ao subir cerca de 63% nos últimos 30 dias. 

Outros destaques das criptomoedas  

O chefe da Binance Ásia-Pacífico, Leon Foong, renunciou ao cargo, disseram pessoas a par do assunto à Bloomberg. Foong liderou a expansão da Binance em mercados como Coreia do Sul, Tailândia e Japão. A saída de Foong vem na esteira da renúncia de outros executivos de alto escalão da corretora nos últimos meses, entre eles o diretor de estratégia Patrick Hillman e o diretor jurídico Hon Ng, em meio à pressão regulatória nos EUA e Austrália, destaca a agência. A Binance não comentou e Foong não respondeu a um pedido de comentário. 

O CNIL, órgão fiscalizador de dados da França, realizou “verificações” no escritório da Worldcoin em Paris nesta semana, de acordo com a Reuters. A empresa cripto cofundada pelo fundador do ChatGPT, Sam Altman, está sob escrutínio de reguladores globais por seu projeto para a criação de uma identidade digital única, a World ID. 

Publicidade

Em julho, o CNIL havia informado que estava investigando a Worldcoin porque a legalidade de seus dados biométricos “parecia questionável”. A Worldcoin Foundation, uma entidade com sede nas Ilhas Cayman, disse à Reuters por e-mail: “A equipe da Worldcoin agradece qualquer oportunidade de responder a questões relacionadas ao propósito e à tecnologia do projeto”. 

Plataformas de web3 sofreram perdas de US$ 1,25 bilhão em 211 incidentes desde janeiro, com US$ 23,4 milhões roubados apenas em agosto, quando projetos na recém-lançada rede de segunda camada do Ethereum Base foram alvo de hacks, informou o The Block, que cita relatório da Immunefi. 

 Quatro projetos na Base, desenvolvida pela exchange Coinbase, foram vítimas de roubos de criptomoedas desde o lançamento da blockchain em 9 de agosto, colocando-a ao lado da Ethereum, com cinco ataques, e da BNB Chain, com quatro, como uma das redes mais visadas, segundo o estudo. Juntas, as três blockchains responderam por 62% de todas as perdas nas redes em agosto. 

E quem quase perdeu US$ 60 mil foi o youtuber brasileiro Ivan Bianco, dono do canal de YouTube Fraternidade Crypto, que acidentalmente deixou vazar diversas senhas pessoais de acesso aos seus ativos digitais durante uma live. A sorte é que o responsável por levar seus 86 mil tokens Polygon (MATIC) entrou em contato para devolver tudo. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

A animação dos investidores fez aumentar em 219% o volume de negociação do Ethereum nas últimas 24 horas
Bob Burnquist

Bob Burnquist e sua cruzada para empoderar os artistas por meio da Web3

O skatista é membro ativo de duas DAOs e participou do Ethereum Rio para falar sobre como as comunidades estão se tornando um novo meio de conexão para os artistas
Smartphone mostra logotipo da Receita Federal; ao fundo, um leão

Prazo para entrega do Imposto de Renda termina nesta sexta; veja como declarar criptomoedas

Com mudanças neste ano na declaração de criptomoedas, o contribuinte precisa ficar atento para não perder o prazo do Imposto de Renda, que vai até o dia 31
Moeda de Ethereum na frente de gráfico

Manhã Cripto: Ethereum sobe 2,6% e flerta com US$ 4 mil; PEPE bate novo recorde

Com ganhos de 10% no dia, PEPE foi capaz de atingir um novo preço recorde de US$ 0.000017