Imagem da matéria: Youtuber brasileiro que teve chaves privadas vazadas durante live recupera criptomoedas roubadas
Youtuber Ivan Bianco em live após deixar suas chaves privadas vazarem (fonte: YouTube)

O criador de conteúdo digital Ivan Bianco passou por um turbilhão nas últimas 48 horas, em uma situação que pode ser vir de lição para muitas pessoas no mundo das criptomoedas.

Dono do canal de YouTube Fraternidade Crypto, ele acidentalmente deixou vazar diversas senhas pessoais de acesso aos seus ativos digitais durante uma live, o que rapidamente deixou um prejuízo de cerca de US$ 60 mil, segundo ele mesmo.

Publicidade

Na noite de terça-feira (29), Bianco realizava uma live com seus inscritos para tratar de renda passiva com DeFi, quando ao tentar abrir sua conta na Gala, acabou mostrando um arquivo de texto com chaves privadas e senhas de diversas plataformas (confira o momento clicando aqui).

Ele ainda demorou alguns segundos para entender o que tinha acontecido, até que avisou que iria encerrar o vídeo e que explicaria o que aconteceu depois. Mas o estrago já estava feito: até ele conseguir acessar e mudar seus saldos de carteiras, parte dos seus valores já havia sido roubada.

Horas depois, o youtuber realizou uma nova live, em que apareceu chorando para tentar explicar o que aconteceu. “Eu mostrei a minha chave privada na live sem querer, e a pessoa já enviou rapidamente [para outro endereço]. Eu tentei fechar a live e enviar [as criptomoedas], mas não deu tempo”, disse.

“Ele roubou tudo, todo dinheiro que eu juntei numa vida. Não é possível que eu fiz isso, que eu dei esse mole (sic)”, continua Bianco, pedindo para que os responsáveis devolvessem o valor e prometendo ainda uma recompensa caso isso ocorresse.

Publicidade
https://youtu.be/tGA4pzhgQh8

Pelos dados on-chain, e que foram confirmados por ele, 86 mil tokens Polygon (MATIC) foram transferidos de uma de suas carteiras, além de outros ativos como NFTs.

Valor recuperado

Na noite de quarta, Bianco voltou a aparecer no YouTube, dessa vez para contar que conseguiu recuperar a maior parte dos valores, após uma das pessoas que pegou os recursos entrar em contato com ele.

Sem divulgar o nome do envolvido, o youtuber explicou que recebeu um contato de uma pessoa assumindo ser o responsável por pegar esses 86 mil tokens MATIC que, após verificar que estava realmente falando com Bianco, devolveu tudo.

Bianco disse ainda que se ofereceu a dar alguns tokens como recompensa, mas que a pessoa se recusou a receber.

Publicidade

O criador de conteúdo explicou que todos os seus recursos estavam em pools de liquidez, e não diretamente nas carteiras. Além disso, como ele acabou vazando os acessos às duas carteiras que possuía, precisou perder um tempo precioso criando uma nova carteira antes de tentar transferir os saldos.

https://youtu.be/mSInRE1uNNM

Ele disse ainda que logo após a live em que expôs seus dados foi para a delegacia realizar um boletim de ocorrência, mas sabe que é difícil conseguir recuperar os valores. Mesmo assim, Bianco reforçou que como eram apenas 70 pessoas na live no momento do ocorrido e que dá para saber o endereço das carteiras que receberam os tokens, as autoridades já estão atentas à possíveis movimentações.

Apesar de experiente no cenário cripto, o caso do youtuber serve de alerta para todo mundo da importância de saber suas chaves privadas e não deixar ninguém ter acesso. Foram necessários poucos segundos para que as pessoas transferissem os tokens e que ele não tivesse mais nenhuma chance de acessar os ativos.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Web3, futuro do Bitcoin e IA: os destaques do primeiro dia do Web Summit Rio

Web3, futuro do Bitcoin e IA: os destaques do primeiro dia do Web Summit Rio

Um dos maiores eventos de tecnologia e inovação do mundo, o Web Summit Rio acontece entre 15 e 18 de abril
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) em frente a um gráfico de preço de alta

Manhã Cripto: Bitcoin e Ethereum ensaiam alta; BC fala em atraso do Drex e lei para stablecoins pode avançar nos EUA

O clima ainda é de cautela para as criptomoedas depois de comentários do presidente do Fed sobre manter os juros elevados e o risco de retaliação de Israel ao recente ataque do Irã
Imagem da matéria: "Ethereum e Cardano são ambulâncias, Solana é um carro de Fórmula 1", diz diretor do Superteam Solana Brasil

“Ethereum e Cardano são ambulâncias, Solana é um carro de Fórmula 1”, diz diretor do Superteam Solana Brasil

Em entrevista ao Portal do Bitcoin, Estevão Rizzo, diretor da Superteam Solana no Brasil, afirma que foco da Solana é “business”
Imagem da matéria: Machado Meyer Advogados entra para associação ABcripto

Machado Meyer Advogados entra para associação ABcripto

O escritório ingressa na associação para dar ainda mais relevância à assessoria jurídica na formatação de transações financeiras para o desenvolvimento do ecossistema cripto no país