Braços de executivo algemado
Shutterstock

Investidores de criptomoedas e de ações negociam com cautela nesta quarta-feira (10), no aguardo de dados da inflação nos EUA que podem dar pistas sobre os próximos passos do banco central americano. 

O Bitcoin (BTC) estacionou nas últimas 24 horas, cotado a US$ 27.576, segundo dados do Coingecko.  

Publicidade

Em reais, o BTC cai 0,28%, para R$ 138.742, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

O Ethereum (ETH) opera com estabilidade, negociado a US$ 1.842.  

As principais altcoins se alternam entre perdas e ganhos, com destaque para BNB (-1,4%), XRP (+0,4%), Cardano (-2,2%), Dogecoin (-0,2%), Polygon (-2,5%), Solana (-0,3%) Polkadot (-0,7%), Shiba Inu (+0,4%) e Avalanche (-1,5%). 

A criptomoeda-meme Pepecoin (PEPE) operar no vermelho, com queda de de 4,1%, mas ganho acumulado é de 68% em sete dias, mostram dados do CoinGecko. 

Baleias têm acumulado milhões de tokens PEPE, desviando o volume da exchange descentralizada Uniswap para a Binance, que listou recentemente a moeda digital, de acordo com o CoinDesk. 

Bitcoin hoje 

 A crescente popularidade de meme coins como a PEPE está entre os motivos por trás do congestionamento causado na rede Bitcoin nos últimos dias. 

Com o aumento dos custos na blockchain mais antiga, também cresce o interesse por redes alternativas para processar transações como a Litecoin, assim como maneiras para pagar menos taxas. 

Publicidade

Mas o foco de investidores nesta quarta-feira será o relatório da inflação ao consumidor nos EUA, o chamado “CPI”.  

Analistas consultados pela Dow Jones esperam um aumento de 0,4% em abril em relação ao mês anterior e uma alta de 5% na comparação anual. 

Análise do MB Research publicada pelo Portal do Bitcoin destaca que “a divulgação do CPI talvez seja a mais importante dos últimos meses e deve definir se de fato vamos ver uma pausa nos aumentos da taxa de juros nos Estados Unidos. O FED não quer repetir os erros cometidos durante a década de 70, quando o banco central decidiu cortar os juros antes do ideal, fazendo com que a inflação permanecesse alta por mais tempo”.  

ETF de Bitcoin 

A Cboe Global Markets apresentou na terça-feira (9) uma proposta à SEC, a CVM dos EUA, para listar e negociar ações na bolsa Cboe BZX de um fundo de índice (ETF) de Bitcoin à vista, criado pela Ark Invest, empresa da gestora popstar Cathie Wood, e pela empresa de investimentos em criptoativos 21. 

É a terceira vez que a Cboe busca aprovação regulatória para listar e negociar o ETF ARK 21Shares Bitcoin. A SEC rejeitou as duas tentativas anteriores, juntamente com outras diversas propostas de ETFs à vista de Bitcoin de empresas como Grayscale, Fidelity e NYDIG. 

Publicidade

Michael Saylor, fundador da MicroStrategy, empresa de software conhecida por suas grandes reservas de Bitcoin, disse em evento no Twitter organizado pela Hashdex que vai ser difícil conseguir a aprovação de um produto desse tipo enquanto reguladores americanos mantiverem uma postura crítica aos criptoativos, conforme o Valor Econômico

E é justamente essa incerteza regulatória no mercado americano que tem afastado grandes formadoras de mercado como Jane Street e Jump Crypto do setor cripto, de acordo com a Bloomberg, o que também leva gigantes como a Galaxy a olhar mercados fora dos EUA. 

Outra evidência desse receio foi revelada em uma pesquisa do Goldman Sachs, que mostrou menor interesse de investidores institucionais na indústria cripto. 

Enquanto isso, no Brasil, investidores continuam a apostando nas criptomoedas, com volume transacionado de R$ 45,8 bilhões no primeiro trimestre, um salto de 17,7% na comparação anual, mostram dados da Receita Federal publicados pelo Valor Investe. 

Bankman-Fried enfrenta advogados da FTX 

Sam Bankman-Fried, fundador da exchange cripto FTX, renovou seus ataques ao escritório de advocacia Sullivan & Cromwell contratado pela nova administração, conforme a Reuters

Publicidade

A FTX e a Sullivan & Cromwell cooperaram de forma tão ampla com o governo que os promotores “efetivamente delegaram a empresa para ajudar na acusação”, argumentou Bankman-Fried ao juiz.  

Com um livro recém-publicado sobre sua história, o ex-CEO da FTX, de 31 anos, é acusado de roubar bilhões de dólares em fundos de clientes para cobrir perdas da Alameda Research, braço de trading da corretora, atualmente em recuperação judicial. 

Financiamento de campanhas pela FTX 

Bankman-Fried monta sua defesa para se livrar de uma série de acusações de fraude, lavagem de dinheiro e financiamento de campanha irregular. 

Aliás, um dos políticos americanos cuja campanha foi turbinada pela FTX é o deputado republicano George Santos, filho de brasileiros e que supostamente teria participado de um concurso de drag queens no Brasil.  

Santos ganhou destaque nas manchetes nos EUA com a descoberta de várias mentiras sobre seu currículo acadêmico e profissional. 

Segundo informações da CNN, promotores federais registraram acusações criminais contra o deputado eleito, que não quis renunciar ao cargo apesar da pressão de democratas e republicanos. Santos deve comparecer nesta quarta (10) em um tribunal federal em Nova York. 

Outros destaques das criptomoedas  

Ishan Wahi, ex-gerente de produtos da Coinbase Global, foi condenado na terça-feira (9) a dois anos de prisão no que promotores dos EUA chamaram de primeiro caso de uso de informações privilegiadas envolvendo criptomoedas, informou a Reuters. Wahi, 32, recebeu a sentença de um tribunal federal de Manhattan depois de se declarar culpado em fevereiro de duas acusações de conspiração para cometer fraude eletrônica. 

Publicidade

O esquema, também conhecido como “insider trading”, envolveu “abuso em massa” da confiança da Coinbase, disse a juíza Loretta Preska durante a audiência da sentença, acrescentando que as tentativas de encobrir a fraude mostraram que Wahi e os outros dois réus sabiam que sua conduta era irregular. 

Com informações ainda sigilosas, os três acusados conseguiram lucrar US$ 1,5 milhão com a negociação de 55 ativos digitais antes dos anúncios de listagem na Coinbase entre junho de 2021 e abril de 2022. 

Joseph O’Connor, um cidadão britânico de 23 anos acusado de arquitetar um ataque hacker contra o Twitter em 2020, foi extraditado para os Estados Unidos, onde se declarou culpado de vários crimes cibernéticos, conforme anunciado na terça-feira pelo Ministério Público do Distrito Sul de Nova York. Conhecido nas redes como PlugWalkJoe, O’Connor foi preso na Espanha em 2021. 

“O’Connor usou suas habilidades tecnológicas sofisticadas para fins maliciosos”, destaca o comunicado, com roubo de grandes quantias de criptomoedas, invasões de computadores para assumir contas de redes sociais “e até perseguindo duas vítimas, incluindo uma menor de idade”.  

No Brasil, a comunidade cripto se prepara para a primeira exposição internacional sobre tokens não fungíveis (NFTs), que será realizada entre os dias 2 e 4 de junho no Pavilhão da Bienal, em São Paulo, segundo o Estadão. A lenda do skate Bob Burnquist é um dos organizadores da NFT.Brasil, que deve receber 30 mil pessoas nos três dias do evento e vai contar com mais de 100 especialistas. 

E a 89 FM, Raimundos e família realizam em 29 de junho na Audio, em São Paulo, o Tributo ao Canisso, saudoso baixista da banda de rock Raimundos. O evento terá a participação de vários artistas nacionais e experiências imersivas para aqueles que adquirirem ingressos no formato NFT. 

Já a Pepita Global lançou o Pepita Utility Token, uma coleção de tokens não fungíveis que representam toda a cadeia de extração do ouro, conforme a Exame, enquanto a Binance planeja oferecer suporte para o projeto Ordinals na rede Bitcoin em seu mercado de NFTs. 

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: CZ vai deixar o comando da Binance, afirma Forbes e Wall Street Journal

CZ vai deixar o comando da Binance, afirma Forbes e Wall Street Journal

Forbes afirma que CZ irá deixar o comando da maior corretora de criptomoedas do mundo como parte de acordo com governo dos EUA
Nascer do sol atrás de uma cidade

Lá vem o SOL: Solana atinge outro recorde anual

Céu ensolarado para Solana? A previsão parece assim por enquanto
Imagem da matéria: Retorno da LUNA? Tokens do ecossistema Terra disparam até 40% no dia

Retorno da LUNA? Tokens do ecossistema Terra disparam até 40% no dia

As moedas do ecossistema Terra decolaram após a injeção de US$ 15 milhões no ecossistema DeFi da rede pela Terraform Labs
Fachada de um prédio da BlackRock na Califórnia, EUA

BlackRock pede autorização para lançar ETF de Ethereum à vista nos EUA

A confirmação do plano da BlackRock de lançar um ETF de Ethereum à vista fez a moeda valorizar 2,8% nesta manhã