Imagem da matéria: Clientes invadem corretora que suspendeu saques e recebem chocolates ao invés de criptomoedas
Clientes de corretora russa recebem chocolates durante protesto na sede da empresa (Foto: Reprodução/Shot)

Um vídeo inusitado viralizou na comunidade cripto neste final de semana, mostrando funcionários de uma corretora russa distribuindo chocolates para dezenas de clientes que invadiram a sede da empresa para exigir a devolução de suas criptomoedas.

Trata-se da corretora Beribit, que travou os saques dos clientes ao não conseguir lidar com uma onda de problemas que iniciou no final de março, quando autoridades russas fizeram buscas nos escritórios da exchange em uma investigação ligada ao ataque terrorista no Crocus City Hall, uma casa de shows de Moscou.

Publicidade

A operação ocorreu porque o Comitê Investigativo da Rússia identificou que os autores do ataque receberam grandes somas de dinheiro vindas do exterior na forma de criptomoedas. Após as buscas na sede da Beribit na capital, vários funcionários foram presos, conforme noticiou na época a agência de notícias RIA Novosti

O evento resultou na substituição da liderança da Beribit. No processo de adaptação da mudança, no entanto, a nova gestão comunicou aos clientes por meio do Telegram que identificou uma série de discrepâncias nas finanças da empresa e que uma auditoria seria necessária. 

A situação resultou na suspensão dos saques, o que, como era de se esperar, desagradou os clientes. Segundo o site russo Mash, na noite de quinta-feira (27) cerca de 50 pessoas invadiram a sede da Beribit em Moscou, exigindo a devolução de cerca de 400 milhões de rublos (cerca de R$ 22 milhões) que afirmaram estarem presos na plataforma.

Assustados, os funcionários tentaram deixar a sede, mas foram impedidos pelos clientes, que chamaram a polícia. A equipe da exchange então prometeu devolver 50% do investimento, com o restante sendo entregue dentro de 1 a 15 dias, conforme um cliente contou para a publicação Mash.

Publicidade

O grupo do Telegram Shot, que acompanhou o caso, informou no entanto que a devolução do dinheiro estava sendo feita apenas para clientes que fizeram boletins de ocorrência.

Em meio a situação incerta, parte dos investidores permaneceram na sede da Beribit por mais um dia, o que resultou no vídeo de funcionários da exchange distribuindo chocolates, compartilhado no X pelo perfil do site de notícias NEXTA.

A confusão ganhou destaque no país, chamando a atenção até mesmo dos legisladores. Segundo o jornal Gazeta, um projeto de lei que quer banir exchanges de operar no país foi apresentado na Duma, a Câmara dos Deputados russa. O texto também propõe a proibição de anúncios relacionados a criptomoedas, mas assegura que transações e operações de mineração registradas junto ao governo permanecerão permitidas.

VOCÊ PODE GOSTAR
Policial algemando suspeito durante a noite

Suspeito de roubar quase R$ 10 milhões da Pump.fun é preso em Londres

Jarett Dunn, ex-funcionário da plataforma Pump.fun, foi preso na Inglaterra acusado de golpe de quase R$ 10 milhões
Imagem da matéria: Microsoft lança PC com IA que vai lembrar tudo que você faz na internet

Microsoft lança PC com IA que vai lembrar tudo que você faz na internet

A big tech revelou o Copilot+ PC “projetado para IA” que recorda tudo o que é exibido na tela do seu computador
Cartão de crédito com moeda de bitcoin

Mastercard lança sistema para transações com criptomoedas em parceria com MB e outras corretoras

Sistema simplifica transações de criptomoedas ao permitir que os usuários enviem e recebam fundos usando pseudônimos
Imagem da matéria: Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Apesar de chamara cada vez mais atenção, muitas pessoas ainda não sabem o que é a tokenização de ativos e como ela funciona