Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin e Ethereum voltam a subir após Fed sinalizar cortes de juros
Foto: Shutterstock

As principais criptomoedas se levantam depois do tombo na sessão anterior, em linha com o bom humor dos mercados acionários globais, que operam em níveis recordes nesta quinta-feira (21) diante da perspectiva de afrouxamento monetário nos EUA.

Bitcoin ganha 6,3% em 24 horas, cotado a US$ 66.933,49, segundo dados do Coingecko.   

Publicidade

Em reais, o BTC sobe 4,6%, negociado a R$ 335.241,49, de acordo com o Índice do Preço do Bitcoin (IPB). 

Ethereum (ETH) dá um salto de 9,8%, para US$ 3.543,95. 

Dogecoin dispara 14,6% depois de avançar 18% com os planos da Coinbase, maior exchange cripto dos EUA, de oferecer contratos futuros de DOGE, Litecoin (LTC) e Bitcoin cash (BCH) a partir de 1º de abril.

Solana registra ganho de 10% em 24 horas após o volume negociado em exchanges decentralizadas baseadas na rede superar o de plataformas rivais na blockchain Ethereum, de acordo com dados compilados pela DeFiLlama.

Outras altcoins acompanham o rali, com destaque para BNB (+7,4%), XRP (+4,1%), Cardano (+5%), TRON (+4,7%), Chainlink (+6,3%), Avalanche (+3,6%), Polkadot (+3,2%), Polygon (+3%) e Shiba Inu (+6,8%).

Bitcoin hoje

Mesmo com um recorde de saídas dos fundos com exposição direta ao Bitcoin nos EUA em três dias, a maior criptomoeda consegue se recuperar da recente onda de realização de lucros.

Publicidade

Em meio à forte volatilidade, alguns analistas e traders divulgaram previsões pessimistas, mas os comentários do presidente do Federal Reserve, o banco central dos EUA, impulsionaram a demanda por ativos vistos como mais arriscados.

Após a decisão de não mexer na taxa básica, o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que ainda é possível projetar três cortes de juros neste ano, apesar dos persistentes sinais de inflação na economia americana.

“O Fed espera uma inflação ligeiramente mais alta, mas não o suficiente para inviabilizar sua inclinação ‘dovish’”, disse Fejau, analista da Reflexivity Research, em um post no X, em referência à tendência de afrouxamento monetário.

Em outro destaque na quarta-feira (20), a BlackRock confirmou o lançamento do fundo tokenizado “BUIDL” baseado na rede Ethereum, mas com um investimento mínimo de US$ 5 milhões, bem acima do informado no registro à SEC.

Publicidade

Criador da LUNA será extraditado para Coreia do Sul

Do Kwon, fundador da Terraform Labs, será extraditado para a Coreia do Sul, onde nasceu, de acordo com a decisão de um tribunal de Montenegro na quarta-feira (20).

Tanto autoridades dos EUA quanto sul-coreanas solicitaram a extradição do criador do token LUNA e da stablecoin algorítmica TerraUSD.

Do Kwon enfrenta acusações criminais de fraude nos EUA por parte de promotores federais em Nova York, bem como uma ação civil movida pela Comissão de Valores Mobiliários (SEC).

Na Coreia do Sul, ele é acusado de crimes financeiros, incluindo fraude, violações das leis dos mercados de capitais, manipulação de volumes de transações usando “trader bots” e suborno.

Do Kwon foi preso no ano passado em Montenegro por tentar viajar com um passaporte falso.

Administrador da FTX rebate defesa de Bankman-Fried

O atual CEO da FTX, John J. Ray III, acusou Sam Bankman-Fried, fundador da exchange que colapsou em 2022, de fazer alegações falsas sobre os prejuízos causados a clientes e de não demonstrar remorso pelos bilhões supostamente roubados em fraudes.

Em uma declaração sobre o impacto sobre as vítimas, Ray escreveu que Bankman-Fried ignorou comentários e qualificações importantes de uma audiência no tribunal de falências.

Publicidade

Ray disse que, quando assumiu o comando da FTX, os cofres da corretora estavam quase vazios, com apenas 105 bitcoins na plataforma, em comparação com os quase 100 mil BTCs aos quais os clientes tinham direito.

O executivo também mencionou que os ex-clientes da FTX não serão compensados com o valor atual de seus ativos desviados, mas que ainda há esperança de receberem a quantia correspondente na época da recuperação judicial da FTX, em novembro de 2022.

Advogados do fundador da FTX têm baseado a defesa na recuperação dos ativos da empresa, alegando que o prejuízo a clientes e credores seria “zero”, para pedir uma pena mais branda para Bankman-Fried, de 6 anos e meio, em comparação aos 40 a 50 anos exigidos por promotores.

Outros destaques desta quinta

Consultores que supervisionam a liquidação da Celsius Network solicitaram a devolução de mais de US$ 2 bilhões de clientes que fizeram saques pouco antes de a plataforma de crédito cripto entrar com pedido de recuperação judicial, em julho de 2022, informou a Bloomberg. Esse grupo inclui clientes que retiraram mais de US$ 100 mil da plataforma nos 90 dias antes de a empresa pedir proteção contra credores. Os ativos recuperados ajudarão a reembolsar credores que não retiraram fundos da Celsius, de acordo com uma carta enviada pelo comitê.

Uma mulher foi considerada culpada por um júri de Londres por lavar um alto valor em bitcoins para um fugitivo chinês acusado de orquestrar uma fraude de investimento de quase US$ 6 bilhões, de acordo com a Bloomberg. Jian Wen, uma cidadã britânica de 42 anos, ajudou o fugitivo Zhimin Qian a lavar fundos entre 2017 e 2022. O júri não conseguiu chegar a uma decisão sobre outras duas acusações contra Jian, que receberá sua sentença em 10 de maio.

Apesar da calmaria no mercado de tokens não fungíveis, um NFT CryptoPunks, o Punk #7804, foi vendido por US$ 16,42 milhões em ETH no momento da transação, conforme o Decrypt. É a segunda maior venda de um NFT CryptoPunks, tanto em ETH quanto em dólares. O CryptoPunk #7804 é um dos apenas nove Alien Punks da coleção. O comprador ainda não foi identificado. A maior venda de um CryptoPunks aconteceu em fevereiro de 2022, quando o CEO de uma startup cripto comprou outro Alien Punk (#5822) por 8 mil ETH, ou US$ 23,7 milhões.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Festa secreta em São Paulo agita a agenda do halving do Bitcoin

Festa secreta em São Paulo agita a agenda do halving do Bitcoin

O evento acontece no sábado (20) em São Paulo; veja como participar
Imagem da matéria: Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Steven Nerayoff alega ter sido vítima de provas fabricadas em um suposto caso de extorsão de 10.000 ETH
Leão com corrente de bitcoin

Aprenda a declarar criptomoedas no Imposto de Renda 2024

Operações com criptomoedas feitas ao longo de 2023 devem ser informadas à Receita Federal até o dia 31 de maio de 2024
Ilustração de correntes ilustradas com pequenos zeros e uns

Degen Chain: a rede de camada 3 que está chamando atenção com a febre das memecoins

Novidade no mercado, a Degen foi construída na Base, uma rede de camada 2 do Ethereum, e já tem tido uma forte alta no número de transações