Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin Cash dispara 15% antes de halving; FTX não encontra novo comprador
Foto: Shutterstock

Bitcoin e Ethereum andam de lado nesta quinta-feira (28), dia de vencimento de opções e véspera de feriado em vários mercados ocidentais. Traders aguardam a sentença do fundador da FTX e lançam apostas sobre quantos anos Sam Bankman-Fried vai passar na cadeia, enquanto o administrador da massa falida da corretora cripto vê como improvável reabrir a empresa.

Bitcoin mostra estabilidade em 24 horas, cotado a US$ 70.606, segundo dados do Coingecko.   

Publicidade

Em reais, o BTC sobe 0,8%, negociado a R$ 352.347,02, de acordo com o Índice do Preço do Bitcoin (IPB). 

O Bitcoin Cash (BCH) destoa da calmaria, com alta de 15% antes do halving da criptomoeda, programado para 4 de abril, quando as recompensas de mineração devem cair de 6,25 BCH para 3,125 BCH, de acordo com o CoinDesk.

Ethereum (ETH) sobe 0,2%, para US$ 3.584. 

Em publicação recente, o cofundador do Ethereum, Vitalik Buterin, disse que pretende incentivar a descentralização na rede por meio de mudanças no sistema de penalização. Dessa forma, segundo Buterin, seria possível reduzir o risco de falhas simultâneas entre validadores que são provavelmente controlados pela mesma entidade.

Toncoin sobe 1% em 24 horas, mas acumula ganho de 19% em sete dias, na esteira da máxima histórica atingida nesta semana após fechar uma parceria com o Telegram. A Toncoin também foi escolhida pela 21Shares para criar o “TONN”, um produto negociado em bolsa (ETP) que rastreia o preço do token e oferece rendimentos via staking, segundo o The Block.

Em outro destaque, Fetch.ai, SingularityNET e Ocean Protocol anunciaram a fusão de seus tokens para criar uma aliança em inteligência artificial descentralizada. FET, o token nativo da Fetch.ai, uma plataforma de web3 focada em IA, será renomeado como ASI (sigla em inglês de “artificial superintelligence”).

Publicidade

O ASI terá oferta total de cerca de 2,63 bilhões de tokens e preço inicial de US$ 2,82, diz o comunicado. Os tokens nativos do SingularityNET e do Ocean Protocol serão incorporados ao ASI.

Outras altcoins registram desempenho misto nesta quinta, entre elas BNB (+2,5%), XRP (+0,0%), Solana (-0,0%), Cardano (-0,2%), TRON (-0,7%), Chainlink (-0,7%), Avalanche (-0,2%), Polkadot (+0,5%) e Polygon (-1%).

Dogecoin (+8,4%) e Shiba Inu (+1,8%) dão continuidade aos ganhos em meio ao alerta de reguladores britânicos sobre um maior escrutínio das memecoins e influencers no espaço cripto.

Sentença de Bankman-Fried e próximos passos da FTX

Considerado culpado de sete crimes, incluindo fraude, conspiração e lavagem de dinheiro, Sam Bankman-Fried será sentenciado na tarde desta quinta-feira (28) em Nova York.

Publicidade

Cada uma das partes envolvidas no caso já declarou uma intenção diferente de pena. Um relatório de investigação de pré-sentença recomendou 100 anos de prisão, o Departamento de Justiça dos EUA pediu entre 40 e 50 anos, enquanto a defesa de Bankman-Fried disse que entre 63 e 78 meses de reclusão já seria punição suficiente para o ex-CEO e fundador da exchange cripto que pediu recuperação judicial em novembro de 2022.

Seja no médio ou longo prazo, é muito provável que SBF tenha de ver o sol nascer quadrado nos próximos anos. Já o futuro de sua criação ainda é incerto.

Reportagem do Wall Street Journal revela que é remota a possibilidade de que a FTX seja relançada após ter desmoronado com um rombo de US$ 8 bilhões no balanço. Com o rali dos preços das criptomoedas, especialistas acreditam que ex-clientes poderão ser ressarcidos, pelo menos com o valor dos ativos na época do colapso.

Além disso, John J. Ray III, que assumiu o comando da massa falida da FTX, disse que os esforços para encontrar um comprador não deram frutos.

“Em cada caso, nenhum investidor sério estava disposto a nos dar um valor significativo quando comparado com custos, atrasos e outros fatores”, disse Ray ao The Wall Street Journal em comunicado. “Nem sequer recebemos uma oferta significativa por qualquer propriedade intelectual, porque o código era obsoleto e a marca era sinônimo de fraude.”

Publicidade

Bitcoin hoje

A enorme demanda por ETFs de Bitcoin à vista deve continuar por muitos anos, acredita Matt Hougan, diretor de investimentos da Bitwise Asset Management, uma das gestoras autorizadas a negociar o produto nos EUA.

Após conversas com investidores institucionais, Hougan concluiu que ainda há “dispersão” no ritmo de adoção dos ETFs: “A verdade é que a maioria dos investidores profissionais ainda não consegue comprar ETFs de Bitcoin” devido a diversos tipos de restrições, escreveu no X.

Desde o lançamento em 11 de janeiro até a quarta-feira (27), os ETFs de Bitcoin registraram entradas líquidas de US$ 11,9 bilhões nos EUA, apesar dos cerca de US$ 14,6 bilhões em resgastes de BTC do Grayscale Bitcoin Trust (GBTC), mostram dados preliminares da Farside Investors. Na terça-feira (26), esses fundos captaram US$ 418 milhões, incluindo US$ 16,7 milhões para o ETF Bitwise Bitcoin (BITB).

Demanda por bitcoins

“Estimamos que a demanda mensal por BTC tenha aumentado de 40 mil bitcoins no início de 2024 para 213 mil bitcoins atualmente”, disse ao Decrypt o chefe de pesquisa da CryptoQuant, Julio Moreno. “Uma parte importante deste crescimento da demanda tem sido impulsionada pela compra de ETFs, mas ultimamente também por outros grandes investidores.”

O interesse não está limitado ao mercado americano. Em Hong Kong, a gestora de ativos VSFG e sua parceira Value Partners encaminharam um pedido para lançar um ETF de BTC à vista, segundo o CoinDesk.

Larry Fink, diretor-presidente da BlackRock, afirmou em entrevista ao canal Fox Business que não esperava tamanha demanda pelo ETF iShares Bitcoin Trust (IBIT) da empresa.

Publicidade

O CEO da maior gestora de ativos do mundo também deu um palpite sobre a possível aprovação de um fundo com exposição direta ao Ethereum. Fink disse que, mesmo se o ETH for considerado valor mobiliário por reguladores, haveria chance de a BlackRock listar o produto no mercado americano.

Fundo tokenizado da BlackRock

Enquanto aguarda o sinal verde da SEC para lançar um ETF de ETH à vista, a BlackRock também faz sucesso entre investidores do mercado de notas tokenizadas do Tesouro dos EUA. O BUIDL, um fundo de ativos tokenizados recém-lançado pela gestora, atraiu US$ 245 milhões em depósitos na primeira semana, de acordo com dados blockchain.

O valor só fica atrás do Franklin OnChain U.S. Government Money Fund (FOBXX), da Franklin Templeton, com depósitos de US$ 360 milhões, segundo dados da rwa.xyz.

Outros destaques desta quinta

Alexei Pertsev, desenvolvedor do Tornado Cash, um serviço de mistura de criptomoedas sancionado pelos EUA, disse no primeiro dia de seu julgamento em um tribunal holandês que ele não tinha controle sobre quem usava a ferramenta, de acordo com o DL News. Mas, apresentando provas, promotores acusaram Pertsev de estar ciente de que o Tornado Cash era usado para lavar fundos ilícitos. Caso seja condenado, o desenvolvedor pode pegar até 64 meses de prisão.

Enquanto a Coinbase segue em batalha com a SEC nos EUA e a Binance está na mira do governo da Nigéria, a rival OKX fechou um acordo de 304 mil euros com reguladores de Malta para encerrar um processo relacionado a certas “falhas” de sua subsidiária Okcoin Europe no cumprimento da Lei de Ativos Financeiros Virtuais. Em resposta ao CoinDesk, a OKX não quis detalhar quais teriam sido essas falhas, fazendo referência apenas ao comunicado da Autoridade de Serviços Financeiros de Malta (MFSA).

A OKX e a MFSA também concordaram com uma série de medidas, como a escolha de um prestador de serviços terceirizado independente para revisar a adequação dos acordos de governança da exchange.

O Gaza Now, um canal de mídia online pró-Hamas, e seu fundador foram sancionados pelos EUA e pelo Reino Unido por facilitarem a arrecadação de fundos para o grupo militante após o ataque de 7 de outubro a Israel. A empresa de pesquisa blockchain Elliptic identificou que o Gaza Now recebeu US$ 21 mil em doações denominadas em criptomoedas nas semanas após o ataque.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Trader que roubou US$ 110 mi da plataforma DeFi Mango Markets é considerado culpado

Trader que roubou US$ 110 mi da plataforma DeFi Mango Markets é considerado culpado

Avraham Eisenberg foi considerado culpado de manipular a plataforma Solana DeFi Mango Markets em 2022 e fugir dos EUA com os fundos
Imagem da matéria: B3 lança plataforma de ativos tokenizados para facilitar captação de recursos por empresas e startups

B3 lança plataforma de ativos tokenizados para facilitar captação de recursos por empresas e startups

Segundo a B3, o lançamento reforça o compromisso da Bolsa com o crescimento de startups e pequenas e médias empresas
Imagem da matéria: Michael Saylor está no Brasil para participar de evento do Itaú

Michael Saylor está no Brasil para participar de evento do Itaú

O famoso entusiasta do Bitcoin veio ao Brasil para participar de um evento fechado com clientes do Itaú
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) em frente a um gráfico de preço de alta

Manhã Cripto: Bitcoin e Ethereum ensaiam alta; BC fala em atraso do Drex e lei para stablecoins pode avançar nos EUA

O clima ainda é de cautela para as criptomoedas depois de comentários do presidente do Fed sobre manter os juros elevados e o risco de retaliação de Israel ao recente ataque do Irã