Casa pegando fogo
Shutterstock

Um trader de NFTs ficou arrasado na sexta-feira (24) ao descobrir que um Token Não Fungível da coleção CryptoPunks, que ele comprou por 77 ETH – pouco menos de US$ 140 mil na cotação atual, ou R$ 700 mil) virou fumaça depois que ele acidentalmente enviou a peça de arte digital para um endereço de queima.

Endereços de queima, que são carteiras digitais as quais não possuem uma chave privada, são gateways unidirecionais que só podem receber ativos como criptomoedas e NFTs. Como resultado, o NFT foi permanentemente retirado de circulação, impedindo-o de voltar a ser negociado ou adquirido. 

Publicidade

Brandon Riley, que comprou o CryptoPunk #685 há duas semanas, disse que cometeu um erro ao tentar empacotar o NFT para tomar um empréstimo no Twitter usando a arte digital como garantia. Ele disse ao Decrypt que planejava postar o CryptoPunk #685 na NFTfi.com, onde poderia obter um rendimento de cerca de 7% ao ano.

Originalmente criado em 2017, o CryptoPunks é amplamente visto como uma coleção de “primeira linha”, no mesmo nível da coleção Bored Ape Yacht Club da Yuga Labs. Com uma capitalização de mercado de mais de US$ 1 bilhão, o CryptoPunk mais barato vale pouco mais de US$ 109 mil, de acordo com o NFT Price Floor.

No entanto, os CryptoPunks foram criados antes do ERC-721 ser estabelecido como um padrão de token para NFTs, tornando-os incompatíveis com alguns mercados e aplicativos projetados para finanças descentralizadas — como o NFTfi.com.

Utilizando um guia que ele encontrou online, Riley tentou empacotar seu punk como um token ERC-721, criando um novo token digital que provava que ele possuía o CryptoPunk #685, mas seria compatível com NFTfi.com. Mas, ao inserir o endereço errado, o CryptoPunk #685 desapareceu para sempre.

Publicidade

A situação desfavorável de Riley é indicativa de problemas que muitos enfrentam no setor de ativos digitais devido à natureza muitas vezes complexa e irreversível das transações. E como não há intermediários financeiros envolvidos, não há nada que Riley possa fazer para recuperar seu CryptoPunk perdido, que ele descreveu como “a beleza e a maldição da autocustódia.”

Um usuário do Twitter chamado NFToga apontou que o guia usado por Riley foi atualizado desde então, incluindo uma linguagem que avisa especificamente as pessoas para não enviarem CryptoPunks para carteiras formatadas como endereços de queima.

Pedindo alguma forma de adiamento, Riley perguntou à Yuga Labs — que comprou a PI dos CryptoPunks da Larva Labs no ano passado — se ele poderia comprar a versão V1 do CryptoPunk #685. CryptoPunks v2 foi lançado depois que um bug foi encontrado no contrato inteligente da coleção original.

Riley disse que ainda não recebeu uma resposta do Yuga Labs depois de marcá-los em suas postagens no Twitter, e o Yuga Labs não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários do Decrypt.

Publicidade

Às vezes, os NFTs não são queimados por acidente, mas sim como uma forma de fazer um protesto. No mês passado, o investidor Jason Williams queimou o BAYC #1626 — no valor de US$ 169 mil na época — para mudar simbolicamente a rede subjacente do ativo de Ethereum para Bitcoin na forma de uma inscrição feita através do projeto Ordinals.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Presidente do Banco Central Roberto Campos Neto falando diante de um microfone

Presidente do Banco Central se reúne com MB um dia após anunciar agenda da regulação do mercado cripto

O Banco Central divulgou ontem os próximos passos para a regulação do setor cripto e espera concluir o processo até o final de 2024
Imagem da matéria: Plume, blockchain de tokenização de RWA, capta US$ 10 milhões em rodada de investimento

Plume, blockchain de tokenização de RWA, capta US$ 10 milhões em rodada de investimento

Plume hospeda mais de 80 projetos RWA, abrangendo itens colecionáveis, ativos alternativos, sintéticos, bens de luxo, imóveis, DeFi e muito mais
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais