Imagem da matéria: “Web3 vai salvar o capitalismo”, diz Yat Siu da Animoca Brands
Yat Siu, CEO da Animoca Brands, no Web Summit Rio (Foto: Saori Honorato/Portal do Bitcoin)

Um dos maiores empreendedores do mercado de criptomoedas, Yat Siu, CEO da Animoca Brands, acredita tanto no futuro da Web3 que vê potencial deste setor de “salvar o capitalismo”, ao democratizar as formas como as pessoas acessam o dinheiro e abrir portas para um potencial enriquecimento.

Para o dono de uma das maiores empresas de investimento do setor, com mais de 400 financiamentos feitos em negócios ligados à blockchain nos últimos anos, os ativos digitais se tornaram uma das poucas formas com que pessoas comuns têm uma oportunidade de mudar de vida. Mas, para isso acontecer, precisam ser financeiramente alfabetizadas.

Publicidade

Siu esteve no Rio de Janeiro para participar do Web Summit e em conversa com o Portal do Bitcoin, analisou as principais mudanças do mercado no último ano, as novas tendências que está de olho, a regulação da indústria cripto e sua visão para o futuro da Web3. 

Leia abaixo a entrevista completa:

Portal do Bitcoin: Quando conversamos nessa época do ano passado, o mercado cripto passava por uma fase de baixa. Agora o cenário é outro: Bitcoin bateu recorde, ETFs foram lançados nos EUA e mais investidores institucionais entraram no mercado. Mas, para além dos preços, quais foram as principais mudanças no meio cripto que você viu no último ano? 

Yat Siu: Todo mundo fala sobre o lançamento dos ETFs de Bitcoin à vista nos EUA, e de fato, esse foi obviamente um grande gatilho. Aliás, ontem o Hong Kong aprovou ETF de Bitcoin e Ethereum à vista, o que é uma grande notícia, mostra que há o apoio institucional.

Outra mudança foi que, no ano passado, as pessoas estavam falando sobre FTX e preocupações com Binance. Agora as pessoas se sentem mais seguras porque os grandes escândalos foram investigados, alguns já estão na prisão. Nós tínhamos que passar por esse ciclo de limpeza. 

Publicidade

Todos estão olhando agora para as novas oportunidades no mercado e acho que a maior razão pela qual cripto continua em alta — o que não acontece em outros setores —, é porque cripto é a única maneira pela qual alguém que não tem riqueza pode realmente ter uma oportunidade de mudar de vida. Na minha geração, nós costumávamos pensar nos EUA nesse sentido. Hoje a terra da oportunidade é cripto, é Bitcoin, é NFTs.

E sua visão na Web3 como o futuro do mercado cripto mudou desde o ano passado?

Ele segue exatamente o mesmo. Eu posso não ter dito isso tão claramente no ano passado, mas acredito com mais força desta vez que a Web3 vai salvar o capitalismo. Eu acho que a maioria das pessoas, certamente todo mundo em cripto, vai concordar que o capitalismo é bom. No entanto, se você não está no negócio, se você está trabalhando, você pode pensar que o capitalismo é ruim, e se você acha isso, é porque ele não beneficia você, ele beneficia seu chefe.

A questão é que cripto muda essa dinâmica e torna você um proprietário da rede. Ao possuir criptomoedas, você é dono de capital, então essa é uma forma de você se beneficiar no atual sistema. Se você tivesse comprado um pouquinho de Bitcoin há um ano, hoje você teria se beneficiado do crescimento da rede. 

Para participar do capitalismo, você não pode estar focado apenas no trabalho. Você tem que ser um investidor, mas para ser um capitalista, você deve possuir patrimônio, como tokens.

Publicidade

Mas muitas pessoas não têm dinheiro para investir, certo? Estão focadas em pagar contas, moradia, alimentação… 

Em cripto há diferentes formas de obter capital. Por exemplo, se eu estou jogando um jogo e eu recebo tokens, eu posso vendê-lo, mas eu também posso guardá-los. 

Atualmente, muitos pensam que o dinheiro que eu recebo eu tenho que gastar, porque se eu não gastar, ele perde seu valor. A questão é que para ser um capitalista você deve ser um investidor, mas para ser um investidor você deve ter educação financeira. Ser alfabetizado financeiramente é investir uma pequena quantia de dinheiro que seja. Isso realmente faz diferença no longo prazo. 

Mas, na verdade, todos podem possuir uma propriedade limitada, tendo um token, por exemplo. Em seguida, você pode participar da rede e você pode construir valor para o mundo. Então se conseguirmos tornar a Web3 mainstream, nós tornamos o capitalismo grande novamente. 

A maioria das criptomoedas bateram recorde no início do ano, mas as negociações de NFTs não seguiram o mesmo ritmo. Você, como um grande defensor dos NFTs, não se preocupa com a queda do hype nesse setor? 

Não me preocupo porque o mercado se tornou mais distribuído. De fato, hoje o hype não é o mesmo, mas o valor dos NFTs ainda está lá. Quando as pessoas ganham dinheiro com memecoins, elas compram NFTs, por exemplo, como um símbolo de status. Então há coleções que estão subindo, outras estão caindo, como o Bored Ape. Mas ele ainda é valioso. Hoje você pode comprar um NFT da coleção por 12 ETH. Isso é muito mais barato do que antes, mas mesmo assim, ainda é 12 ETH. 

Publicidade

Você acha que os Ordinals do Bitcoin vão puxar a nova onda de adoção dos NFTs?

Um terço das vendas de NFT é basicamente Ordinals hoje, então é claro que eu acredito muito no potencial dos Ordinals, tanto que a Animoca tem projetos na área, como o Sparks. Tem muita coisa acontecendo e eu não acho que seja algo passageiro. 

Para mim a maior importância dos Ordinals é que agora você tem uma maneira de armazenar cultura em Bitcoin, e não apenas valor. Assim, o Bitcoin pode evoluir para um símbolo de status. Eu não acho que o Bitcoin se tornará mais valioso no futuro por causa da pura escassez, mas porque as pessoas vão usá-lo para coisas diferentes.

As coisas mais valiosas que pagamos hoje não são utilidade, são cultura e símbolos de status. A casa mais cara do mundo só é mais cara porque é um símbolo de status. O carro, as joias, as roupas mais caras do mundo, é a mesma coisa. Então, para que o Bitcoin valha um milhão de dólares, o próprio Bitcoin tem que se tornar um símbolo de status. Para mim, Ordinais é uma maneira de criar esse tipo de cultura.

Como você avalia a atual regulação do mercado de criptomoedas? Os reguladores dos EUA, por exemplo, enquadraram o token do The Sandbox, que é um projeto da Animoca Brands, como um valor mobiliário. Você discorda disso?

A SEC, quando eles processaram a Coinbase, disseram que acham que SAND era um valor mobiliário, mas eles nunca vieram até nós para dizer isso. Então é apenas uma declaração de opinião, não é nada oficial.

SAND não é um valor mobiliário só porque a SEC disse isso e não há nenhum processo judicial contra nós. Eles também não estão dispostos a dizer se Ethereum é ou não valor mobiliário. Por outro lado, se você olha para Hong Kong, eles acabaram de aprovar um ETF à vista de Ethereum. E esse é o próximo passo que outros países também vão tomar. Os EUA vão parecer muito estúpidos se realmente irem contra. 

Publicidade

Além disso, acho que muita coisa vai mudar no SEC após as eleições. Acho que nem importa quem ganha [a eleição], porque a SEC está impedindo o avanço dos EUA e há muitas forças tentando impedi-la, como Coinbase e Kraken. Então pós-eleição, eu acho muito improvável que os EUA estejam dispostos a abrir mão de qualquer liderança tecnológica porque, enquanto isso, lugares como China e Hong Kong estão avançando. 

A alta das criptomoedas refletiu também no aumento de investimentos em projetos cripto? A Animoca agora investe mais do que antes?

Nunca deixamos de investir. A diferença, porém, é que havia menos negócios para investir. Agora é como se estivéssemos revisando entre 10 a 20 ofertas por semana. A Animoca Brands está definitivamente acelerada nesse processo.

Tivemos alguns sucessos muito grandes no início do ano com negócios que estão no nosso portfólio, como Pixels e Heroes of Mavia. Ou seja, nosso desempenho está em alta porque praticamente todas as empresas na Web3 estão indo muito bem, o que também significa que temos mais dinheiro para investir e assumir riscos.

E quais projetos a Animoca está mais animada em investir no momento?

O primeiro projeto que vem à mente é o MOCAverse, que é nossa camada de identidade. Começou com jogos, mas agora é obviamente muito mais do que isso. Temos mais de 1,3 milhão de pessoas com IDs MOCA, e eles ganham dinheiro jogando os jogos no nosso ecossistema. 

Mais do que uma maneira em que você talvez possa ter algum lucro, o projeto também é uma maneira em que você pode participar de uma comunidade. Isso dá valor aos jogos, porque cria efeitos de rede. 

O outro sistema que estamos desenvolvendo é o Toncoin. Somos o maior validador no Toncoin e temos alguns dos maiores jogos na rede, por isso fizemos grandes investimentos na blockchain. Esta é provavelmente uma de nossas grandes conquistas até agora, mas acreditamos que também é uma forma de integração em massa de pessoas, pois há 800 milhões de pessoas usando o Telegram e o onboarding através da carteira do Toncoin é realmente suave.

E em relação à América Latina, a Animoca Brands tem um plano de investimentos na região? 

Nosso maior escritório é em Buenos Aires, com o The Sandbox, temos 300 pessoas trabalhando lá. Temos talvez 50 ou 70 pessoas no Uruguai. Ainda não fizemos nada no Brasil diretamente, acho que as equipes estão olhando para isso. A América Latina também é de grande interesse para nossos jogos Web3. Há uma base de players na América Latina que está crescendo, então está se tornando um mercado importante. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum surpreende e cai 3,6% após aprovação dos ETFs

Manhã Cripto: Ethereum surpreende e cai 3,6% após aprovação dos ETFs

Embora esteja em queda nesta sexta, o Ethereum ainda registra ganhos de mais de 21% na semana
Imagem da matéria: Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

“Somente em criptomoeda.” A memecoin Pacmoon recompensou um usuário com um grande airdrop – que foi maior do que o esperado graças ao erro de um amigo
Logo da ftx, dólares e bitcoin

Analistas preveem alta no mercado cripto com ressarcimento bilionário a clientes da FTX

A FTX deve cerca de US$ 11 bilhões a credores, mas a massa falida conseguiu levantar mais de US$ 14 bilhões
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

A animação dos investidores fez aumentar em 219% o volume de negociação do Ethereum nas últimas 24 horas