Imagem da matéria: Galaxy Digital, um banco de criptomoedas, teve prejuízo de US$ 134 milhões no 1º trimestre
(Foto: Shutterstock)

O banco Galaxy Digital LP, do bilionário Michael Novogratz, teve que divulgar o balanço financeiro do primeiro trimestre deste ano. Porém, se não fosse obrigatório, o empresário disse que não o teria tornado público.

É que, juridicamente, tornar o balanço público faz parte dos trâmites nas questões regulatórias. E a Galaxy Digital adquiriu a ‘First Coin Capital Corp.’, que se fundiu com a ‘Bradmer Pharmaceuticals Inc.’. Portanto, era necessário que os números da empresa viessem a público, notou a CCN em publicação nesta terça-feira (31).

Publicidade

O problema não é o anúncio da receita, mas sim seus números. A empresa fechou o primeiro trimestre com US$ 134 milhões negativos. Grande parte desse prejuízo foi devido ao forte declínio do mercado de criptomoedas, onde o banco fez um número significativo de investimentos.

Mesmo com fechamento no vermelho, o que causou desconforto de toda a equipe de Novogratz, a Galaxy Digital LP está para ser listada na TSX Venture Exchange (TSX-V) a partir de em 1º de agosto. A empresa ainda não tem o ‘porte ideal’ para entrar na Bolsa de Valores de Toronto, no Canadá.

Novogratz, que é um ex-administrador de fundos hedge do Fortress Investment Group e sócio do Goldman Sachs, disse que está otimista com a listagem, mas, se dependesse dele, manteria o balanço do banco em segredo por mais um tempo.

“Se eu soubesse o que sei agora diria que manteria segredo [das perdas] para evitar que o mercado e a comunidade desmaiassem. Então eu ficaria quietinho por mais um ano e depois tornaria o fato público. Eu não acho que seria um erro”, disse o investidor.

Publicidade

Grande entusiasta

Em meados de maio, Novogratz disse que era “quase irresponsável” um investidor não aplicar em bitcoin. Segundo ele, todo investidor deve ter entre 1% e 2% de seu portfólio em criptomoedas. O bilionário afirmou que investiu 10% de seu patrimônio no mercado criptoeconômico.

Na ocasião, ele também afirmou que investir em criptomoedas é importante não por causa dos ganhos esperados, mas porque, em dois ou quatro anos, a tecnologia blockchain desafiará todas as vertentes do mercado.


Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
criptomoedas caindo no fogo

Volume de negociação em corretoras de criptomoedas cai pela 1ª vez em 7 meses

Análise aponta que guerra no Oriente Médio e freio no fluxo dos ETF cripto dos Estados Unidos foram os motores para a queda
Imagem da matéria: Empresário "vende" Bitcoin durante discurso para formandos nos EUA e recebe onda de vaias

Empresário “vende” Bitcoin durante discurso para formandos nos EUA e recebe onda de vaias

O discurso de formatura da Ohio State University incluiu defesa do Bitcoin e cantorias que chocaram o público
Imagem da matéria: Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do "Rei do Bitcoin"

Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do “Rei do Bitcoin”

Nova operação da Polícia Federal visando fraudes no portos do Paraná revelou uma curiosa ligação entre o irmão do Roberto Requião e um dos maiores piramideiros do Brasil
Imagem da matéria: Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Nova operação da Polícia Federal apura crimes ligados às investigações da operação Daemon, de 2021, que prendeu o “Rei do Bitcoin”, Claudio Oliveira