De Portugal, dono da DD Corporation diz ter recebido ameaças e que não fugiu

Poucos dias após admitir falência da empresa, Leonardo Araújo recorreu até a Jesus para dizer que 'não se expressou direito' e que vai pagar investidores conforme puder

De Portugal, dono da DD Corporation diz ter recebido ameaças e que não fugiu
Leonardo Araújo é o criador da DD Corporation (Foto: Reprodução/Youtube)


Mesmo após a admissão de que a DD Corporation quebrou, a temporada de desculpas continua aberta. Em nova live realizada na última terça-feira (11), o criador da empresa, Leonardo Araújo, voltou atrás e disse que não quis dizer que a empresa não tinha mais dinheiro para pagar investidores.

“Recebi ameaças ao longo dia que incluíam minha mãe e meu paí”, disse.

Ofegante e apelando para um discurso emocional e até para Jesus Cristo, Araújo falou por 46 minutos. Disse que decidiu fazer uma nova manifestação diante da repercussão negativa do vídeo anterior.

“Em momento nenhum eu disse ‘vamos fugir, deixar de pagar as pessoas’. Dei a cara a tapa para dizer que vamos pagar conforme nós pudermos. Vou honrar até o último investidor.”

No pronunciamento anterior, Araújo havia assumido a falência da DD Corporation e que o pagamento, caso fosse possível, seria feito no espaço de pelo menos um ano.

“A verdade é que naquele vídeo eu estava muito nervoso, não me expressei direito. Vou contar a trajetória do que aconteceu até agora”, disse.

A exemplo de outros líderes de esquemas identificados com pirâmide financeira que caem, Araújo afirmou que atos violentos nada resolverão. E pediu paciência e tempo para que possa trabalhar para “colocar a casa em ordem” e efetuar os pagamentos devidos.



Suposto novo problema técnico

Falando de Portugal, onde vive atualmente, Araújo admitiu que escondeu dos investidores um problema mais sério da DD Corporation. Mas que fez isso porque “tinha certeza de que conseguiria resolver” sem gerar preocupação nos cerca de 300 mil clientes da empresa.

Segundo ele, uma pessoa que foi paga para desenvolver o novo sistema de multinível da empresa realizou uma série de fraudes que afetaram o compliance da DD Corporation, levando ao bloqueio de contas junto às exchanges.

Esse movimento, diz o CEO, levou a uma reação em cadeia que impediu pagamentos e o levou até mesmo a pedir bitcoins emprestado para honrar investidores.

Araújo afirmou ainda que planejou expor a situação da empresa durante o encontro com lideranças em Cancún (México), no final de 2019. No entanto, disse que recuou diante da alegria das pessoas em estar naquele local.

“Quem não tem filho não vai entender, mas eu considero todos vocês minha família”.

Além do suposto novo problema técnico, o CEO da DD fez novos ataques à Graf, empresa de TI a qual Araújo atribuiu os maiores problemas apresentados até então.

Procurada pelo Portal, a Graff não se manifestou sobre as acusações da DD Corporation.

Pesadelo DD Corporation

A DD Corporation – ex-Dreams Digger – é sediada em Salvador, Bahia. A empresa foi fundada por Leonardo Araújo, que dizia ter cerca 300 mil associados e alegava ser oficialmente uma plataforma de educação sobre o mercado de criptomoedas. No entanto, usava um suposto robô de arbitragem com bitcoin [chamado de Next] como principal chamariz.

O clássico roteiro de atraso em saques foi seguido de investigação por pirâmide financeira do Ministério Público da Bahia e mudança de nome de Dreams Digger para DD Corporation.

Em dezembro passado, a DD sacramentou o calote e anunciou que encerraria as atividades no marketing multinível no último dia de 2019. A resolução ficou para o dia 10 de fevereiro, que agora foi novamente enrolada.

Além do calote nos afiliados, a DD Corporation também costuma intimidar aqueles que resolvem reclamar publicamente da empresa.

Segundo o site internacional Behind MLM, especialista em desmascarar pirâmides financeiras, a DD Corporation é um “esquema ponzi com robô de arbitragem.”

A DD funcionava num clássico esquema piramidal, onde você era remunerado pela indicação de pessoas abaixo de você. Além do bônus de indicação direta, também tinham os chamados bônus binário, bônus de equipe e bônus de liderança.

Ex-líderes já divulgam nova empresa

Uma nova plataforma chamada E-volve pode ser a continuação da DD Corporation. A nova empresa vem sendo divulgada desde dezembro por ex-líderes da DD Corporation e o negócio é bem similar.

Os rendimentos com bitcoin, segundo um vídeo no canal ‘E-Volve Internacional’ no Youtube, virá da atividade da trading, arbitragem e ‘hodl’.

Na nova live, Araújo negou qualquer ligação com a E-Volve. “Estão tentando me associar a outras empresas, mas eu saí do multinível, meu único vínculo é com vocês para resolver essa coisa toda”, afirmou.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br