DD Corporation não paga investidores e intimida afiliados rebeldes

DD Corporation não vai mais pagar os investidores e intimida afiliados rebeldes
Leonardo Araújo é o CEO da DD Corporation (Foto: Reprodução/Youtube)


O roteiro clássico das pirâmides financeiras em colapso voltou a se repetir. Poucos dias após bloquear saques de associados, a DD Corporation anunciou o encerramento de suas atividades para 31 de dezembro. Para piorar, a cúpula já traçou um plano para fugir de investigações e das dívidas junto a associados.

A ideia é criar uma nova empresa no exterior, com a atual cúpula e líderes mais próximos, para ser comprada pela própria DD mais tarde.

A promessa é que uma live seja feita aos associados na tarde deste sábado (7) para falar da criação da nova empresa.

Um áudio de uma conversa entre dois líderes da empresa, ao qual o Portal do Bitcoin teve acesso, dá maiores detalhes de como será essa operação que visa “reabilitar” a DD Corporation — poucos meses atrás chamada de Dreams Digger.

Aos demais associados, além do calote, a DD Corporation prefere ignorar ou mesmo intimidar aqueles que reclamam publicamente do atraso nos pagamentos.

Sediada em Salvador, a DD Corporation diz ter cerca 300 mil associados. Ela alega ser oficialmente uma plataforma de educação sobre o mercado de criptomoedas, mas usa um suposto robô de arbitragem com bitcoin como principal chamariz.

Diversos sites e blogs, tanto do Brasil como do exterior, afirmam que a DD Corporation é um esquema de pirâmide financeira. A empresa, que nega as acusações, já é alvo da Promotoria do estado da Bahia desde o mês de junho.



Medo da DD Corporation

Enquanto cúpula e líderes da DD Corporation tiram férias em Cancún e anuncia o fim da empresa, crescem relatos de associados sobre saques bloqueados sem qualquer aviso prévio.

Além dos bloqueios, a DD criou uma nova categoria nas contas dos afiliados, chamada “saldo interno”. Esse valor — em geral maior do que o saldo disponível — não pode ser acessado de forma alguma pelo investidor.

A DD alega que os problemas de saque se devem a uma mudança na plataforma da empresa. Por outro lado, denúncias feitas pelo mais de cinco pessoas à reportagem indicam uma postura bem diferente.

“Tremendo descaso com os investidores. Até tentaram reclamar nas redes sociais da empresa, porém tiveram seus comentários excluídos e bloqueados”, diz um dos denunciantes.

“Os tickets de atendimento são ignorados. Quando o assunto se trata de saque, ficamos sem resposta”, reforça outro.

As redes sociais da DD Corporation, de fato, dão a entender uma verdadeira lua de mel com associados, onde somente comentários favoráveis à empresa estão visíveis.

No entanto, a postura agressiva da companhia vai além. Outras denúncias feitas ao Portal do Bitcoin indicam ameaças aos afiliados que ousam criticar publicamente a DD Corporation.

“Temo pela minha vida”, diz um associado que falou sob condição de anonimato. “Peço anonimato total, pois não quero minha vida em risco. Total sigilo, esse pessoal não é confiável!”, afirma outro denunciante.

Informe divulgado pela DD Corporation para associados.
Foto: Reprodução

Nova empresa europeia

A DD Corporation planeja uma nova mudança de nome. Desta vez, no entanto, a empresa será recriada na Europa, em país não revelado.

No áudio ao qual o Portal do Bitcoin teve acesso, duas pessoas — que se identificam como Nivaldo e Wilson — fazem referências a uma conversa de Nivaldo com o CEO da DD Corporation, Leonardo Araújo.

De acordo com o diálogo, o Next — como é chamado o suposto robô de arbitragem — deixará de funcionar para a grande maioria dos associados a partir de 31 de dezembro.

Os dois homens que dialogam no áudio dão a entender que “estarão dentro” do novo esquema, ao contrário de parte de suas próprias redes.

“Para toda ação há uma reação. Nem todo mundo da sua rede pode ir com você, nem todo mundo da minha rede vai comigo. Existe isso e a gente tem que ser maduro o suficiente para tomar uma segunda decisão, que é de passar a comunicação de que o Next vai acabar agora, e começando um novo produto”, diz Nivaldo a Wilson.

De acordo com a conversa, a “próxima DD Corporation” — a ser fundada em um país não informado na Europa — se chamará Evolve, com rendimentos menores que a empresa atual.

Nova mudança de nome

“Essa Evolve vai ser uma nova DD, toda zerada para construir. Essa empresa, sendo europeia, o Brasil esquece a DD”, prossegue a voz que se identifica como Nivaldo no áudio.

O objetivo final dessa operação internacional capitaneada por Araújo seria “reabilitar” a DD Corporation e retirar dela a acusação de que se trata de uma pirâmide financeira.

“A ideia do Léo [Leonardo Araújo] é provar em seis meses para o Ministério Público que a DD não é uma pirâmide. E provando isso, ele faz a DD comprar a Evolve”, diz Nivaldo.

De acordo com o áudio, os nomes de Araújo e de outras lideranças da empresa já estão na mira da Receita Federalv e da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Há ainda a investigação em curso do Ministério Público da Bahia.

Os dois líderes, no entanto, ainda guardam reservas sobre a empresa europeia e querem mais detalhes sobre a viabilidade do projeto. E cita uma conversa a ser feita com Araújo no famoso balneário mexicano de Cancún, onde outros líderes da DD Corporation partiram para uma viagem de férias no começo do mês.

Segundo postagem da DD Corporation no Instagram, a sede da empresa entrou em recesso coletivo em 2 de dezembro devido à viagem, retomando atividades no próximo dia 12.

https://www.instagram.com/p/B5uwRRxB1lz/?utm_source=ig_web_copy_link