Imagem da matéria: Rede de testes realiza hoje migração crucial para “Fusão” do Ethereum
(Foto: Shutterstock)

A Fusão do Ethereum — a tão aguardada transição de seu atual mecanismo proof of work (ou PoW, na sigla em inglês) para um algoritmo de consenso proof of stake (ou PoS) — estará um passo mais próxima, se a atualização da rede de testes pública Ropsten acontecer conforme o planejado nesta quarta-feira (8).

Anteriormente lançada em 2016, Ropsten é a rede de testes (ou “testnet”) mais antiga do Ethereum e permite testes de desenvolvimentos em blockchain antes da implementação na rede principal (ou “mainnet”).

Publicidade

Assim como outras redes de teste, é idêntica à rede principal, mas a principal diferença é que nenhum fundo “verdadeiro” está em risco, caso aconteça algum problema técnico.

A data da atualização havia sido anunciada em 18 de maio, quando Terence Tsao, o desenvolvedor principal do Ethereum, contou que a configuração da Beacon Chain da Ropsten — uma rede PoS que opera em paralelo à rede principal do Ethereum — havia se fundido e que lançamentos de clientes viriam logo em seguida.

Depois, tudo aconteceu rapidamente, pois Tim Beiko, outro desenvolvedor do Ethereum, anunciou o lançamento de uma nova Beacon Chain em 30 de maio e a ativação da atualização Bellatrix — uma das duas condições necessárias para a Fusão da rede de testes Ropsten — para o dia 2 de junho.

Em 3 de junho, os desenvolvedores também tinham de tomar uma decisão sobre a “Terminal Total Difficulty” (ou TDD) — um valor pré-decidido de dificuldade em que a Fusão da Ropsten irá acontecer —, definindo-a em 50 quadrilhões.

Publicidade

Conforme explicou Beiko, o alto valor foi definido “por conta da baixa taxa de hashes PoW nas redes de teste e o risco de a Fusão ter acontecido antes de a rede estar pronta com a atualização Bellatrix”.

Segundo a publicação da Ethereum Foundation, equipes de software de clientes participantes na Fusão da Ropsten incluem Lighthouse, Lodestar, Prysm, Nimbus, Teku, Besu, Erigon, go-ethereum (geth) e Nethermind.

E agora?

A Fusão da Ropsten é um passo fundamental antes da transição do Ethereum à “Consensus Layer” (ou “Camada de Consenso”, anteriormente conhecida como Ethereum 2.0), prevista para agosto deste ano.

Basicamente, dá aos desenvolvedores uma prévia de como será o futuro, de quando o Ethereum finalmente avançar para um mecanismo de algoritmo PoS que consome menos energia. É bem evidente que uma Fusão bem-sucedida na rede de testes seria um bom sinal para a própria transição da rede principal do Ethereum.

Publicidade

“A fusão da Ropsten é um enorme marco de testes para a Fusão à rede principal do Ethereum ainda este ano”, afirmou Preston van Loon, desenvolvedor do Ethereum Core, em maio.

Porém, esse processo está em andamento há alguns anos e os diversos atrasos vêm frustrando a comunidade e os investidores.

A expectativa é que o novo modelo PoS solucione alguns dos maiores problemas do Ethereum, como os altos custos de transação e a capacidade de escalabilidade da rede, então há muito em jogo com a maior atualização na história do Ethereum — caso tenha êxito —, tendo uma boa chance de se tornar o maior acontecimento da indústria cripto em 2022.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Policial algemando suspeito durante a noite

Suspeito de roubar quase R$ 10 milhões da Pump.fun é preso em Londres

Jarett Dunn, ex-funcionário da plataforma Pump.fun, foi preso na Inglaterra acusado de golpe de quase R$ 10 milhões
Ilustração da memcoin em Solana Bonk

Como criar uma memecoin em Solana com a Pump.fun

Protocolo viralizou ao permitir a qualquer pessoa criar uma criptomoeda por cerca de R$ 15
moeda de Bitcoin ao lado de letreiro com ETF

ETFs de Bitcoin estão de volta? Ganhos de R$ 1,9 bilhão marcam o melhor dia em mais de um mês

ETF da Grayscale teve mais entradas do que saídas pela primeira vez em semanas
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

CVM reconhece ativo de blockchain como token de pagamento

Dynasty Global AG recebeu na última semana a classificação do D¥N como um token de pagamento pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).