Imagem da matéria: Por que a rede Ethereum de segunda camada Taiko está gastando US$ 100 mil por dia em Blobs
Foto: Shutterstock

Uma rede Ethereum de segunda camada chamada Taiko está dominando o mercado dos chamados blobs, ou armazenamento de dados dedicado para escalonadores Ethereum – mas esses esforços estão resultando em custos de dezenas de milhares de dólares por dia para a solução de escalonamento pouco conhecida, chegando a ultrapassar a marca de US$ 100.000 várias vezes na última semana.

O protocolo Taiko, que entrou em operação no final de maio, busca oferecer aos usuários transações mais baratas e rápidas do que na rede principal do Ethereum, ao mesmo tempo que empresta elementos de segurança da rede. Desde que foi lançado, Taiko gastou colossais US$ 900.000 em blobs em menos de duas semanas para canalizar as transações dos usuários para a rede Ethereum.

Publicidade

Enquanto isso, os concorrentes do Taiko, como a rede Optimism, raramente gastam mais de US$ 1.000 por dia em taxas relacionadas ao Blob. Introduzidos em março como parte de uma atualização do Ethereum, os blobs foram anunciados como um novo recurso para redes de escalonamento de segunda camada para postar transações do Ethereum de forma mais barata.

O fabricante do protocolo, Taiko Labs, anunciou em março que havia arrecadado US$ 15 milhões em uma rodada de financiamento Série A. Aproveitando a criptografia de “conhecimento zero” em seu design, a Taiko está se esforçando para diferenciar seu design de escalonamento em um campo cada vez mais competitivo que inclui dezenas de redes de escalonamento diferentes.

“A Taiko acaba de lançar sua rede principal e há muito a ser descoberto antes que ela se torne estável”, disse o CEO do Taiko Labs, Daniel Wang, ao Decrypt em um comunicado por escrito. “Sabíamos que usaríamos mais blobs do que outras camadas 2. Esta é uma decisão de design, não um bug.”

As redes de segunda camada geralmente funcionam agrupando lotes de transações e processando-as em uma cadeia separada antes de enviar os recibos de volta ao Ethereum. No entanto, o design da Taiko difere dessa fórmula, onde muitas transações são agrupadas em lotes em outros lugares.

Publicidade

Em vez disso, o processo de ordenação de transações, conhecido como sequenciamento, ocorre no próprio Ethereum. Em uma postagem no blog, o Taiko Labs disse que esse processo, apelidado de “sequenciamento de base”, é mais descentralizado do que o de outras segundas camadas que dependem de sequenciadores centralizados – que são controlados pela equipe de desenvolvimento de uma rede e cobram uma pequena parte das taxas dos usuários. .

“Isso parece caro”, disse Alexei Zamyatin, cofundador da rede Bitcoin de segunda camada BOB, ao Decrypt em uma entrevista. “Isso o torna mais seguro, mas não tão seguro quanto [Ethereum], e também é muito mais caro do que a maioria das camadas 2.”

Um jogo de compensações

Ainda assim, Wang afirmou que os custos associados à funcionalidade do Taiko poderiam facilmente atingir o ponto de equilíbrio se “o Taiko fosse totalmente utilizado pelos usuários”, fornecendo uma quantidade sustentável de taxas de gás.

Wang acrescentou que a Taiko está totalmente ciente dos prós e contras associados ao seu método de sequenciamento e espera que os pesquisadores de Ethereum estudem os dados on-chain da Taiko para explorar melhorias que possam permitir que o Ethereum suporte melhor redes de escalonamento semelhantes.

Publicidade

Alguns pesquisadores do Ethereum, incluindo Justin Drake, acreditam que a equipe da Taiko está desbravando uma nova forma de sequenciamento descentralizado que poderia resolver os principais obstáculos no ecossistema do Ethereum.

“Está dando um salto em frente na descentralização, na neutralidade confiável e na capacidade de composição de rollups”, disse ele ao Decrypt em uma declaração por escrito.

Se mais redes de segunda camada mudassem o sequenciamento de suas transações para o próprio Ethereum, então os problemas de fragmentação que restringem todo o espaço poderiam ser resolvidos, afirmou ele. A partir de agora, a liquidez e os ativos estão amplamente espalhados por diferentes segundas camadas, isolando efetivamente usuários e aplicativos dentro de uma determinada solução de escalonamento, enquanto todos estão vinculados ao Ethereum.

Quando se trata de redes de segunda camada no Ethereum, a introdução de blobs representou uma mudança significativa na forma como esses protocolos interagem com o blockchain subjacente. Antes que os blobs estivessem disponíveis como um mercado de taxas separado, as segundas camadas só podiam postar transações agrupadas na forma de “calldata” do Ethereum, um espaço para os dados serem contidos nas transações.

Em vez de trafegar as transações dos usuários em massa junto com as atividades regulares do Ethereum, os blobs servem quase como uma faixa exclusiva em uma rodovia, onde menos congestionamento pode reduzir custos. No entanto, a melhor maneira de empacotar essas transações antes de serem enviadas ainda está em debate.

Publicidade

Blobs, blobs, blobs

Em alguns casos, sequenciadores centralizados podem ser aproveitados para paralisar uma rede, perfurando o véu da atividade sem permissão que é sinônimo de cripto. Às vezes, os sequenciadores centralizados também podem ser usados ​​para atrasar as transações. No entanto, o compromisso da Taiko com a descentralização pode não ser o mais eficiente, de acordo com um dos seus defensores comunitários.

“Infelizmente, é meio caro”, disse o pseudônimo pesquisador de criptoativos arixon.eth no Twitter (também conhecido como X). “Por causa do modelo de sequenciamento, precisamos postar um blob a cada 12 [segundos] e, se não houver [transações] suficientes, simplesmente não preencheremos os blobs.”

Wang, do Taiko Labs, disse que mudar esse ritmo pode ser uma solução potencial promulgada em breve, afirmando que a comunidade de Taiko está “considerando reduzir um pouco a frequência proposta pelo bloco”.

O fluxo constante de blobs, independentemente de quão cheios estejam, tornou Taiko um dos principais usuários deles. No domingo passado, por exemplo, a Taiko postou 25% de todos os blobs no Ethereum, de acordo com o painel da Dune. Naquele dia, a Taiko gastou quase US$ 63 mil em taxas relacionadas a blobs.

Na quinta-feira, a Taiko pagou US$ 123.000 em taxas por blobs – representando 73% de todos os custos pagos por eles na segunda camada – que foi seu segundo dia consecutivo com uma contagem de taxas de seis dígitos. E embora a maioria das camadas 2 repasse a economia de custos para seus usuários por meio de taxas mais baixas, o prêmio que a Taiko está pagando pela descentralização, a partir de agora, não é uma conta que os usuários precisem pagar.

“Por enquanto, é parcialmente subsidiado pela equipe”, disse arixon.eth, acrescentando que o processo pode ser modificado no futuro para que “os blocos sejam perdidos até que haja [transações] suficientes no mempool para um proponente empurrar um bloco para [Ethereum] lucrativamente.”

Publicidade

Em meio ao primeiro airdrop de tokens TAIKO da rede na quarta-feira, a criptomoeda nativa da rede, a segunda camada teve uma média de 6,42 transações por segundo, de acordo com o L2BEAT. Enquanto isso, o Ethereum registrou cerca de 13,6 transações por segundo.

Até agora, o desempenho do token Taiko tem sido turbulento. Depois de cair 40% uma hora após seu lançamento, de US$ 3,80 para US$ 2,27, o preço se recuperou para US$ 2,35, mostrando uma queda de quase 3% em relação ao dia anterior, de acordo com a CoinGecko.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Jerome Powell, presidente do Fed, mostrado em tela de computador

Bitcoin cai para a casa dos US$ 67 mil após Fed manter taxa de juros

Jerome Powell afirmou que a busca do banco central dos EUA pela meta de 2% de inflação ainda não acabou
Sede da Braiscompany em Campina Grande, Paraíba

TRF anula contrato e Braiscompany é condenada a pagar R$ 50 mil a cliente

O contrato de serviço de cessão temporária de criptoativos foi anulado pela 17ª Vara Cível de Brasília
investidor em frente a grafico de baixa - queda

Tokens despencam até 30% após Binance anunciar deslistagem

Corretora anunciou também a listagem do peso colombiano (COP) em sua plataforma no par de negociação com a Tether (USDT)
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) e um gráfico de preço ao fundo

Preço do Bitcoin despenca com liquidações de US$ 245 milhões no mercado

As liquidações de criptomoedas dispararam na terça-feira (11), com o Bitcoin despencando 5% e indo a US$ 66 mil