Imagem da matéria: O investidor que perdeu 96% em aplicações em criptomoedas, mas não desistiu do Bitcoin
Sean Russell, em entrevista à CNN Money. (Foto: Reprodução CNN)

Sean Russell é um britânico que ganha a vida comprando, vendendo e reformando casas. Em novembro de 2017, ele decidiu investir uma parte significativa de capital em Bitcoin, que atingia recordes de valorização quase diariamente.

Após seus lucros atingirem quase US$ 500 mil, a desvalorização da criptomoeda o fez perder 96% de seu investimento.

Publicidade

Em entrevista divulgada pela CNN Money na última terça-feira (11), Russell conta que começou a estudar o mercado de criptomoedas com investimentos pequenos, de algumas centenas de dólares. Em novembro do ano passado, ele arriscou alto: comprou o equivalente a US$ 120 mil em bitcoin.

Apesar de nunca operado no mercado de capitais e ter pouca experiência com investimentos, sua primeira jogada parecia ter dado certo. Em um mês, sua aplicação já tinha se tornado US$ 500 mil. Russell diz que, de início, a valorização frenética da criptomoeda rendia milhares de libras diariamente:

Acho que houve uma manhã em que eu acordei e vi que tinha feito US$ 15.600 em um dia com o meu investimento, e continuou a crescer. Eu pensei: ‘Uau, isso paga as hipotecas, são as férias com que eu sempre sonhei’.

Em dezembro, a unidade do bitcoin chogou a superar US$ 20 mil, mas em poucos dias a moeda digital viu seu preço cair em um terço, até ficar estagnada em torno dos US$ 6.300 atuais.

Para mitigar os efeitos da queda, Sean repassou a maior parte de seus investimentos para outras criptomoedas, como Bitcoin Cash, Ripple e Ethereum. Porém, a maioria das moedas digitais seguiram o mesmo caminho de desvalorização do Bitcoin, fazendo Russell perder 96% de todo o valor investido.

A reportagem entrevista Michael Rauchs, que pesquisa criptoativos e blockchain no Centro de Finanças Alternativas de Cambridge. Ele diz que a supervalorização das moedas digitais em 2017 trouxe uma onda de investidores inexperientes.

Publicidade

Para Rauchs, os investidores “foram informados pela mídia de que essa era a oportunidade de suas vidas. Eles compraram no topo [de valorização de criptomoedas] e agora estão enfrentando grandes perdas.”

Sean Russell diz que seguirá investindo, apesar das perdas. Ele considera que movimentos de alta e queda são naturais em finanças e tem esperança de voltar a lucrar.


Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin encerra primeiro semestre com valorização de 44% em dólar

Bitcoin encerra primeiro semestre com valorização de 44% em dólar

Com o desempenho, o Bitcoin se consolidou como investimento com maior valorização frente à moeda americana, CDI e Ibovespa
Imagem da matéria: Bitcoin está queda, mas até que ponto deve cair? Especialistas respondem

Bitcoin está queda, mas até que ponto deve cair? Especialistas respondem

Ainda não atingimos o fundo, afirmam os analistas que preveem um aumento significativo do BTC até o final do ano
Cauda de baleia sob um mar de moedas de bitcoin

Baleia de Bitcoin acorda depois de 12 anos e movimenta R$ 37 milhões

Antes disso, a última transação ocorreu em fevereiro de 2012, quando esse endereço enviou 2,98 BTC, que na época valiam apenas US$ 15
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Bernstein reitera previsão de Bitcoin em US$ 200 mil até final de 2025

Previsão já havia sido feito em junho e os analistas apontam que a tendência recente de queda do Bitcoin não mudou esse cenário