Imagem da matéria: Nubank abraça criptomoedas e vai começar a vender Bitcoin e Ethereum
Foto: Shutterstock

O Nubank anunciou nesta quarta-feira (11) que vai começar a vender Bitcoin e Ethereum para seus clientes, que poderão comprar as criptomoedas a partir de R$ 1. Conforme o comunicado enviado à imprensa, a oferta começa a ser disponibilizada no mês de maio de forma gradual aos clientes da empresa no Brasil, até chegar à totalidade da base até o final de junho de 2022. 

“As criptomoedas são uma tendência crescente na América Latina. Temos acompanhado o mercado de perto e acreditamos que existe um potencial transformacional na região”, disse David Velez, CEO e fundador do Nubank, em nota.

Publicidade

Conforme a empresa, os clientes da fintech não precisarão abrir novas contas para transacionar criptomoedas, basta usarem as contas normais. Além disso, existe a possibilidade de que novos ativos venham ser acrescentados no futuro.

Antes deste lançamento, os clientes podiam ter acesso a criptomoedas por meio de ETFs e fundos oferecidos pela plataforma NuInvest – anteriormente conhecida como Easynvest –, o que agora pode ser feito diretamente por meio do app do Nubank.

O produto é operacionalizado em parceria com a Paxos — mesma empresa que fornece soluções para o Mercado Livre —, que atua como corretora e realiza a custódia das criptomoedas no app do Nubank. A aliança com a Paxos, diz a empresa, garante, a proteção global dos ativos dos clientes pelos principais reguladores de ativos digitais.

Nu Holdings anuncia compra de Bitcoins

Juntamente ao lançamento da experiência exclusiva para transação de criptomoedas aos seus clientes, o Nubank anuncia a alocação de aproximadamente 1% de seus recursos em Bitcoins por meio do caixa da Nu Holdings, empresa que controla o Grupo Nubank. Esse movimento reforça a convicção da empresa no potencial atual e futuro do Bitcoin na disrupção dos serviços financeiros na região.

Publicidade

O Nubank também reforça o seu compromisso ambiental de ser sempre carbono neutro, tendo já contratado uma consultoria especializada para apoiar na integração do novo produto ao processo existente. Em 2020,  a empresa zerou toda a emissão de carbono de sua história por meio de projetos que neutralizam o CO2 do meio ambiente.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin cai para US$ 60 mil; Trump defende criptomoedas e faz memecoin subir 155%

Manhã Cripto: Bitcoin cai para US$ 60 mil; Trump defende criptomoedas e faz memecoin subir 155%

No Brasil, investidores reagem à decisão do Copom de reduzir em 0,25 ponto percentual a taxa básica de juros (Selic)
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Imagem da matéria: Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Pavel Durov detém 1% do maior token de jogo deste ano, doado pelos jogadores. E ele não está vendendo seus Notcoin – não agora, pelo menos
Imagem da matéria: O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

Fabrício Tota, diretor do MB, discutiu no Ethereum Rio como empresas podem tirar o máximo proveito da tecnologia blockchain através da tokenização