Moeda apecoin junto com maços de dólar
(Foto: Shutterstock)

O mercado de criptomoedas inicia esta sexta-feira (29) sem fôlego, com baixas para as duas maiores criptomoedas e para a maior parte das altcoins, com exceção do ApeCoin, em forte alta. O Bitcoin (BTC) recua 1,3% últimas 24 horas, para US$ 39.292,01, mostram dados do CoinGecko. O Ethereum (ETH) perde 1,4%, negociado a US$ 2.895,62. 

No Brasil, o Bitcoin opera estável, com queda de 0,1%, cotado a R$ 195.533,92, segundo o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).  

Publicidade

Tanto o Bitcoin quanto o Ethereum seguiram inicialmente os passos dos índices acionários dos Estados Unidos na quinta-feira, que ganharam força com os balanços trimestrais positivos da Meta e da Apple. O Nasdaq deu um salto de 3%. 

Mas investidores também tiveram de digerir o primeiro prejuízo da Amazon desde 2015 e a notícia de que o PIB dos EUA encolheu no primeiro trimestre na taxa anualizada. Mark Lurie, fundador e CEO da Shipyard Software, provedora de software de negociação de moedas digitais, disse ao CoinDesk que o impacto para o mercado cripto depende do tipo de retração. 

“Depende de como a economia dos EUA se contrai”, escreveu Lurie. “Se for por causa do aumento dos juros, isso pode diminuir o crescimento do valor do mercado das criptomoedas.” Segundo dele, muitos aplicaram em cripto porque os juros rendiam pouco. “Se (os juros) subirem, isso pode diminuir a motivação para buscar rendimentos e, assim, de alocar em cripto.” 

ApeCoin em ascensão  

As principais altcoins operam no vermelho como Binance Coin (-0,8%), Solana (-3,4%), XRP (-2,7%), Terra (-5,9%), Cardano (-3,1%), Polkadot (-4,3%), Avalanche (-4,8%) e Shiba Inu (-3%), segundo dados do CoinGecko. Dogecoin, o token preferido de Elon Musk, tem queda de 1,6%.

Publicidade

A exceção em meio às quedas é a ApeCoin (APE), que segue a trajetória positiva, com alta de 15% nas últimas 24 horas e de 63% em sete dias, em antecipação ao lançamento do metaverso Otherside neste sábado (30) pela Yuga Labs, criadora da coleção Bored Ape Yacht Club. 

Bitcoin Jesus está de volta 

Após um ano de silêncio nas redes sociais, Roger Ver – que ganhou o apelido de Bitcoin Jesus por sua defesa evangélica do Bitcoin – também fez questão de apoiar publicamente a aquisição do Twitter por Musk. Em entrevista à Bloomberg, Ver disse que está otimista de que Musk irá acabar com a “censura” na plataforma. 

E por falar em censura, o Twitter reverteu a suspensão da conta de Stani Kulechov, CEO da plataforma financeira descentralizada Aave, por enviar um tuíte “piada” de que havia sido nomeado CEO interino da plataforma. 

PL das criptomoedas 

O projeto de lei de regulamentação das criptomoedas no Brasil poderia estimular o desenvolvimento de fundos que investem em criptoativos e também facilitar o investimento de venture capital em novas corretoras que surjam no país, segundo advogados e especialistas no setor consultados pelo Valor

Publicidade

E investidores que possuem criptomoedas em exchanges estrangeiras poderão ser impedidos de converter os ativos digitais em reais caso essas corretoras não cumpram as novas regras previstas no PL aprovado no Senado, explicou o advogado e professor do Insper e do Ibmec, Isac Costa, ao InfoMoney CoinDesk. O professor também alerta para a necessidade de adequação de investidores que já possuem ativos em prestadoras de serviços estrangeiras que pretendem atender às novas exigências.  

A Binance, que apenas recentemente anunciou planos para abrir escritórios no país, é uma das empresas que devem passar por essa transição. Consultada pelo InfoMoney CoinDesk, a Binance não deixou claro se já informa ou não dados de negociações para a Receita Federal. 

Com o avanço do marco regulatório, várias exchanges anunciam planos para desembarcar ou se expandir no Brasil. Uma delas é a espanhola Bit2Meque na quinta-feira (28) informou que está aterrissando no país. A plataforma será liderada por Ricardo Da Ros, ex-Binance, que assume a posição de country manager da exchange no Brasil. A empresa destaca que terá um departamento de compliance dedicado exclusivamente ao mercado brasileiro. 

A Coinbase, por exemplo, maior plataforma de criptoativos dos EUA listada em bolsa, contratou Flavio Tonetto Plein, ex-PicPay e Uber, para assumir o comando da empresa no Brasil, segundo a agência Broacast do Estadão. 

Outra corretora com planos de expansão é a Bybit, com sede em Dubai, que vai investir cerca de US$ 50 milhões no mercado brasileiro, de acordo com o InfoMoney. No entanto, a exchange disse que não terá sede física aqui. 

Publicidade

Muitas exchanges também têm escolhido Dubai para crescer no mercado de ativos digitais. A Three Arrows, plataforma de trading cripto e investidora de ventura capital, decidiu transferir sua sede para Dubai com o aperto do ambiente regulatório em Singapura. A empresa também prepara seu primeiro fundo com capital de investidores externos, disseram fontes ao CoinDesk

Em meio ao olhar atento dos reguladores globais sobre a indústria cripto, o Panamá também aprovou um projeto de lei para regular o uso de criptomoedas no país. “Isso ajudará o Panamá a se tornar um centro de inovação e tecnologia na América Latina”, disse o deputado Gabriel Silva, que apresentou o projeto de lei, em tuíte na quinta-feira. A lei isenta criptoativos de impostos sobre ganhos de capital. 

Nos EUA, o esforço da indústria de criptomoedas para tirar a jurisdição das mãos da SEC ganha força. Uma proposta de um grupo bipartidário da Câmara de Deputados colocaria as exchanges sob supervisão direta da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC). 

Na República Centro-Africana, um dos países mais pobres do mundo, a adoção do Bitcoin como moeda legal surpreendeu o criptoverso. Analistas e players do mercado cripto disseram à Reuters que o baixo uso da internet, conflito generalizado, eletricidade irregular e população pouco familiarizada com criptomoedas são desafios à frente. 

Outros destaques 

O plano da Fidelity Investment de permitir a inclusão de bitcoin nas contas de aposentadoria 401(k) administradas pela empresa preocupa o Departamento do Trabalho dos EUA, que regula os planos de previdência corporativos. “Temos sérias preocupações sobre o que foi feito pela Fidelity”, disse Ali Khawar, secretário assistente interino da Employee Benefits Security Administration, em entrevista ao Wall Street Journal

O crowdfunding, ou financiamento coletivo de investimentos, ganhou regras mais flexíveis. Na quarta-feira (27), a Comissão de Valores Mobiliários publicou a Resolução CVM 88, que triplica o limite de captação de R$ 5 milhões para R$ 15 milhões. As regras entram em vigor no próximo dia 1 de julho, segundo o portal Block News

Publicidade

A dificuldade de mineração do Bitcoin atingiu nível recorde ao subir 5,56% no ajuste periódico de quarta-feira (27). O aumento da dificuldade significa que mais mineradores ao redor do mundo estão competindo por encontrar os blocos na rede Bitcoin, o que fortalece o ecossistema e reforça a segurança. 

Até outubro, a mineração de criptomoedas deve consumir cerca de 25% de toda a oferta de eletricidade na província de Tierra del Fuego, na Argentina, de acordo com relatório da estatal elétrica Cammesa. 

O Goldman Sachs ofereceu sua primeira linha de crédito garantida por Bitcoin. Uma porta-voz do banco disse à Bloomberg que o acordo é interessante por sua infraestrutura e gestão de risco de 24 horas. 

Os 550 milhões de usuários mundiais do Telegram podem agora enviar e receber a criptomoeda Toncoin (TON) para seus contatos no aplicativo de mensagens. O usuário também pode comprar Bitcoin por meio de um novo bot do Telegram, embora ainda não seja possível transacionar a criptomoeda com outros contatos. 

Sam Bankman-Fried, cofundador e CEO da FTX, se uniu a Gisele Bündchen — a líder de iniciativas ambientais e sociais da exchange de criptomoedas — na conferência Crypto Bahamas 2022 para anunciar o lançamento da campanha “In On”, além da doação de US$ 1 bilhão para causas sociais relacionadas à mitigação da mudança climática e prevenção a pandemias. 

Metaverso, Games e NFTs 

Margaret Atwood é mais conhecida por retratar sociedades distópicas, principalmente em seu livro “O Conto da Aia”. Agora, a autora e poeta canadense planeja explorar o potencial da utopia em um novo curso online e, em seguida, transformar os resultados em tokens não fungíveis. 

O rapper Emicida, em entrevista ao Valor, falou sobre sua participação no jogo “Fortnite”, seu envolvimento com a tecnologia digital e como os games online já habitam o “metaverso” digital. “A comunidade gamer já está inserida de certa forma dentro de um universo que se assemelha ao que se tem chamado de metaverso, com a ambição de expandir as redes sociais em si para dentro dessa realidade.” 

Os herdeiros de Diego Maradona anunciaram o lançamento da primeira coleção oficial de NFTs do craque. Sob o nome D10Snft, será vendida em uma edição limitada de cinco mil peças, que incluirá os destaques do Camisa 10, segundo a Forbes

VOCÊ PODE GOSTAR
Cachorro Shiba Inu que inspitou Dogecoin

Kabosu, a cachorrinha que inspirou a Dogecoin, falece aos 18 anos

Kabosu sofria de doença crônica e já era muito idosa; segundo sua dona, a cachorrinha “faleceu silenciosamente”
Imagem da matéria: Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Se a SEC aprovar os pedidos de ETF de Ethereum nesta quinta-feira, enviará um sinal positivo que pode levar o ativo a disparar, assim como ocorreu com o Bitcoin em janeiro
Imagem da matéria: Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do "Rei do Bitcoin"

Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do “Rei do Bitcoin”

Nova operação da Polícia Federal visando fraudes no portos do Paraná revelou uma curiosa ligação entre o irmão do Roberto Requião e um dos maiores piramideiros do Brasil
Sam Bankman-Fried da FTX falando em vídeo

Criador da FTX vai mudar de presídio nos Estados Unidos

Transferência de presídio pode durar até um mês nos EUA, com o detento sendo levado para várias penitenciárias até chegar ao destino final