Imagem da matéria: Manhã cripto: Bitcoin (BTC) segue acima de US$ 20 mil em meio a debate sobre impacto do petróleo
Foto: Shutterstock

A atenção dos mercados globais novamente se volta ao cenário macroeconômico nesta quinta-feira (6), de olho nos efeitos do barril de petróleo mais caro após o anúncio de corte da produção pela aliança Opep+. Investidores de criptomoedas também acompanham a saga para a captura do criador da LUNA e novos indícios de irregularidades praticadas por executivos da Celsius Network. 

O Bitcoin (BTC) segue a cautela dos índices futuros americanos e opera com estabilidade nas últimas 24 horas, cotado a US$ 20.111, segundo dados do CoinGecko. Já o Ethereum (ETH) sobe 0,8%, negociado a US$ 1.357. 

Publicidade

Em reais, o Bitcoin também mostra pouca variação, precificado a R$ 105.145, conforme o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

A maioria das altcoins mais negociadas opera no azul nesta quinta, entre elas Binance Coin (+0,6%), XRP (+3,1%), Cardano (+0,5%), Solana (+0,7%), Polkadot (0,9%), Shiba Inu (+0,7%), Polygon (+1,8%) e Alavanche (+0,6%).  

Dogecoin se valoriza 1,4% após os fortes ganhos na sessão anterior, na esteira da decisão de Elon Musk de seguir em frente com a compra do Twitter. Mas a Apollo Global Management e a Sixth Street Partners, que planejavam financiar a oferta de US$ 44 bilhões de Musk pela plataforma de rede social, não estão mais em negociações com o bilionário, disseram duas fontes à Reuters. 

Outro token para ficar de olho é o GMX, da exchange descentralizada GMX.io, que chegou a subir mais de 50% após ser listado pela Binance em sua “Zona de Inovação”.  O GMX opera em queda de 16% nas últimas 24 horas, segundo dados do CoinMarketCap. 

Bitcoin hoje 

Investidores de criptomoedas e de ações receberam mais sinais de autoridades monetárias dos EUA na quarta-feira (5), que desafiam a tese sobre o pico das taxas de juros globais.  

Publicidade

A presidente do Federal Reserve de São Francisco, Mary Daly, disse à Bloomberg TV que o mercado está errado em precificar cortes de juros em 2023. E o presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, seguiu na mesma linha, deixando claro que não está disposto a reverter o ciclo de aperto monetário tão cedo. 

Outro ponto de preocupação é o impacto do barril de petróleo na inflação global. Na quarta, a aliança Opep+ decidiu reduzir a produção em 2 milhões de barris. Para piorar a situação, a União Europeia e os EUA querem impor um limite ao preço do petróleo da Rússia, medida que pode ser respondida com uma retaliação, dizem especialistas. 

Juros nos EUA 

Esses fatores certamente serão levados em conta pelas autoridades monetárias, talvez dificultando uma pausa nos aumentos dos juros. Um relatório acompanhado de perto pelo mercado, o da inflação ao consumidor nos EUA, também deve dar pistas sobre o rumo das taxas no mercado americano e influenciar o desempenho do Bitcoin. 

“A próxima grande data é o dia 13 (de outubro), quando veremos novos dados da inflação americana, até lá os movimentos têm pouco significado na formação de uma tendência. Nos dados on-chain, os investidores de longo prazo (LTH) acumularam mais 3 mil bitcoins e alcançaram um novo patamar recorde, com 13,7 milhões de bitcoins em mãos”, disse André Franco, chefe de pesquisa do MB, em artigo do Valor Econômico. 

Publicidade

Nesta sexta-feira (7), também saem dados sobre o mercado de trabalho americano, cruciais para o Federal Reserve e para testar a resistência do Bitcoin. A expectativa é de uma desaceleração no ritmo de criação de empregos em setembro em relação a agosto. 

“Há um fluxo constante de anúncios de congelamento de contratações ou demissões na América corporativa e as perspectivas de crescimento dos EUA estavam se deteriorando em setembro, o que deve se refletir em vários setores sensíveis a aumentos das taxas de juros”, disse ao CoinDesk Edward Moya, analista sênior da Oanda. Mas ele acredita que, mesmo se os dados vierem dentro do esperado, o Bitcoin deve se manter em torno de US$ 20 mil. 

Outros destaques  

Pouco tempo depois de a MetaMask integrar o Pix em sua plataforma, a Trust Wallet, uma das carteiras mais populares no mundo, seguiu o exemplo e passou a permitir que brasileiros comprem criptomoedas com real utilizando o sistema. As compras de criptomoedas na Trust Wallet, comprada pela Binance em 2018, são facilitadas por empresas terceirizadas que funcionam como ponte entre a plataforma e o usuário. 

A Rico, corretora da XP voltada ao público jovem, anunciou na quarta-feira (5) o lançamento da sua conta digital sem tarifas e de um cartão de débito e de crédito sem anuidade. O objetivo é triplicar o número atual de clientes até 2025 e transformar a corretora em um banco digital, segundo o InfoMoney. Nos planos também está uma plataforma de negociação de criptoativos. 

Os três principais executivos da plataforma de crédito cripto Celsius Network (Alex Mashinsky, Daniel Leon e Nuke Goldstein) retiraram US$ 56,12 milhões em criptomoedas entre maio e junho de 2022, logo antes de a empresa suspender saques e pedir recuperação judicial, mostram novos documentos judiciais divulgados pelo CoinDesk. 

Publicidade

A Coinbase, maior exchange de criptomoedas dos EUAanunciou a expansão de seus serviços para clientes de varejo na Austrália, facilitando a compra, venda e negociação de ativos digitais. A corretora também será tema de um documentário na Amazon Prime Video, que vai ao ar nesta sexta-feira (7). 

A gestora de investimentos Hamilton Lane vai estar entre as primeiras no mercado de crédito privado, que movimenta US$ 1,2 trilhão, a disponibilizar fundos por meio de tokenização – um método de compra de valores mobiliários na forma de tokens digitais usando blockchain, que funciona de maneira semelhante às ações, conforme a Bloomberg

Adriana Restrepo, diretora de operações da fintech Revolut na Europa, renunciou ao cargo para integrar a equipe da nova startup cripto Deblock, um serviço de moeda fiduciária sem custódia, que também levantou fundos com as empresas de capital de risco Headline e Hoxton Ventures, de acordo com o The Block

A Cboe Global Markets estreia no mundo das finanças descentralizadas com a oferta de preços em tempo real na rede Pyth. A Cboe, que fornecerá dados de 10 ativos a partir do quarto trimestre, é a primeira grande operadora de bolsa a ingressar na Pyth, de acordo com comunicado da empresa. 

Oriente Médio e Norte da África são os mercados de criptomoedas que mais crescem no mundo em 2022, de acordo com relatório da Chainalysis divulgado pela Reuters. O volume de cripto recebido na região deu um salto de 48% no ano até junho. 

Regulação e CBDCs  

O Tribunal de Justiça de São Paulo definiu que as criptomoedas têm função monetária e, por isso, devem responder às mesmas regras que o dinheiro quanto a serem penhoradas. Com isso, acolheu recurso do Banco Safra e autorizou que a instituição busque informações que mostrem se um devedor possui esse tipo de ativo. 

Publicidade

Representantes da União Europeia concordaram com a redação final de uma legislação histórica sobre criptoativos, que pode abrir caminho para uma abordagem regulatória em toda a Europa. O texto completo do Regulamento dos Mercados de Criptoativos (MiCA) foi aprovado em reunião de embaixadores da UE na quarta-feira (5), de acordo com carta da presidente do Comitê, Edita Hrdá. 

A UE quer discutir a evolução da legislação de criptoativos com autoridades dos EUA durante as reuniões anuais do FMI e do Banco Mundial na semana que vem. “Temos uma agenda lotada para os EUA na próxima semana, e um dos itens que não estará no final da lista, que estará lá no topo, é cripto”, disse a comissária da UE para serviços financeiros, Mairead McGuinness, em mesa redonda organizada pela Bloomberg News em Bruxelas. 

Apesar da proposta de colaboração, vários projetos de lei bipartidários para regular os criptoativos nos EUA estão parados, segundo a Bloomberg, com os comitês do Congresso adiando votações importantes. Com parlamentares focados nas eleições em novembro, é remota a chance de que os PLs sejam aprovados até o fim do ano. 

O sistema de mensagens financeiras SWIFT apresentou seu plano para uma rede global de moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) após um período de testes de 8 meses em diferentes tecnologias e moedas, informou a Reuters. 

O governo da Rússia proibiu o acesso ao site da OKX, a terceira maior corretora de criptomoedas do mundo, segundo o ranking do CoinGecko. A Roskomsvoboda, uma ONG que monitora a censura imposta na internet pelo governo russo, mostra que o IP da OKX foi adicionado à lista proibida do Ministério Público do país na terça-feira (4), após decisão do gabinete do procurador-geral. 

Cibersegurança 

A Coreia do Sul deve invalidar o passaporte do fundador da Terraform Labs e criador da LUNA, Do Kwon, intensificando a pressão sobre o empresário, que enfrenta acusações de irregularidades que causaram o colapso de US$ 60 bilhões em criptomoedas. Kwon, de 31 anos, deve devolver o passaporte ou este será revogado em cerca de 14 dias. 

A promotoria do governo coreano também conseguiu bloquear US$ 39,66 milhões em criptomoedas em posse de Do Kwon, de acordo com informações do site sul-coreano News1 Korea. 

A Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos Estados Unidos ordenou, em caráter emergencial, o encerramento de uma oferta fraudulenta de criptomoedas em andamento que tinha como alvo a comunidade latina do país. A CryptoFX, uma empresa com sede no Texas sob o comando de Mauricio Chávez e Giorgio Benvenuto, ambos residentes em Houston, supostamente “usou o poder de atração e de novidade das criptomoedas para solicitar dinheiro de investidores pouco sofisticados”. 

A Polícia Civil de São Paulo e a Receita Federal lançaram na quarta-feira (5) a Operação Fractal, que tem como alvo um esquema bilionário de envio de dinheiro ilícito do crime organizado ao exterior. Mais de R$ 4 bilhões teriam sido desviados por meio de empresas fantasma, operações com criptomoedas e operadoras de câmbio, conforme o jornal O Globo

Metaverso, Games e NFTs 

Em meio à expansão do setor de franquias, o Buddah Spa vai lançar seu próprio token não fungível (NFT) em 2023, segundo o Valor. A rede foi a primeira franqueadora do setor a aderir à tokenização por meio de blockchain. A moeda própria, usada por 5 mil clientes, gera descontos de até 25%. 

A Yuga Labs criou um conselho comunitário composto por sete detentores de NFTs do Bored Ape Yacht Club (BAYC) que são ativos na comunidade. Em um post publicado na quarta-feira (5), a Yuga disse que os membros do conselho se concentrarão em coletar e selecionar feedback da comunidade e liderar atividades filantrópicas. 

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis! 

VOCÊ PODE GOSTAR
máquinas de mineração de criptomoedas apreenidas em

Polícia apreende 396 mineradoras de Bitcoin em casa de ex-deputado paraguaio

Miguel Cuevas, que já foi preso por enriquecimento ilícito, agora pode também ser investigado por furto de energia
Imagem da matéria: Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Pavel Durov detém 1% do maior token de jogo deste ano, doado pelos jogadores. E ele não está vendendo seus Notcoin – não agora, pelo menos
Imagem da matéria: Criptomoeda desaba 99% após hacker invadir projeto e chamá-lo de "copia e cola"

Criptomoeda desaba 99% após hacker invadir projeto e chamá-lo de “copia e cola”

Após derrubar o preço da memecoin NORMIE, hacker ofereceu devolver fundos se os criadores do projeto fizerem melhorias no código
Cristiano Ronaldo veste camisa da Binance

Cristiano Ronaldo lança nova coleção de NFTs enquanto é alvo de processo de US$ 1 bilhão com a Binance

O anúncio do jogador chega 27 dias depois de os EUA condenarem o criador da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, a 4 meses de prisão