Imagem da matéria: Manhã Cripto: Binance é acusada de ajudar clientes a driblar controles na China; Criador de LUNA leva processo por fraude após prisão e Bitso ganha sinal verde para empresa de pagamentos 
Foto: Shutterstock

As maiores criptomoedas avançam nesta sexta-feira (24), mostrando resistência à pressão regulatória nos EUA e incertezas macroeconômicas. Nos mercados acionários, investidores não acordaram muito animados, preocupados ainda com a crise bancária internacional.  

O Bitcoin (BTC) opera em alta de 1,5% nas últimas 24 horas, negociado a US$ 28.232,00, segundo dados do Coingecko.  

Publicidade

Em reais, o BTC avança 2,2%, para R$ 149.362,94, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).  

Já o Ethereum (ETH) ganha 2%, cotado a US$ 1.801,29. 

Apesar do desempenho positivo da segunda maior criptomoeda nesta manhã, o ritmo de valorização do Bitcoin tem superado o do Ethereum. Em sete dias, o BTC sobe mais de 12%, enquanto o ETH tem alta de 7,4%, reforçando a narrativa do Bitcoin como porto seguro, mostra análise do CoinDesk. 

As principais altcoins destoam das maiores criptomoedas e operam no vermelho nesta sexta, entre elas BNB (-1%), XRP (-3,2%), Cardano (-2,9%), Dogecoin (-1,9%), Polygon (-0,5%), Solana (-0,2%), Polkadot (-0,6%), Shiba Inu (-0,6%) e Avalanche (-0,7%). 

Airdrop da Arbitrum 

Após a grande expectativa para a distribuição da rede de segunda camada Arbitrum, o token ARB despenca 70% nas últimas 24 horas, cotado a US$ 1,51, segundo dados monitorados pelo CoinGecko. 

Ainda assim, o atual preço do ARB, que flutua pouco acima de US$ 1, está próximo das expectativas de especialistas antes do lançamento. Analistas traçaram projeções com base nos dados de estreia do mercado de um token semelhante, o OP, da Optimism — que também é uma rede de segunda camada baseada em “rollups”. 

Entidades que fornecem liquidez para a emissão registraram ganhos acima de US$ 500 mil nas primeiras horas, mostram dados divulgados pelo CoindDesk

Publicidade

A criptomoeda de governança da Arbitrum já está disponível na plataforma do MB. 

Controles da Binance 

Alguns funcionários da Binance e “voluntários” treinados estariam ajudando usuários na China e em outros países a driblar os controles KYC (sigla em inglês de Conheça Seu Cliente) da corretora, revelou a CNBC na quinta-feira (23), citando mensagens em chinês de um servidor Discord controlado pela Binance e pelo grupo Telegram. 

Os participantes do grupo de mensagens, chamados de “Anjos”, compartilham técnicas como falsificação de documentos bancários, falsificação de endereços e ocultação do país de origem para permitir que os clientes escapem dos controles e obtenham um cartão de débito da Binance, de acordo com a reportagem. 

A China proibiu a operação de exchanges cripto em 2017 e emitiu uma proibição total para esse mercado em 2021. 

Um porta-voz da Binance disse à CNBC que “os funcionários da Binance estão explicitamente proibidos de sugerir ou apoiar usuários a contornar suas leis locais e políticas regulatórias e seriam imediatamente demitidos ou auditados se violassem essas políticas”. 

Publicidade

Prisão de Do Kwon 

Em uma acusação de 12 páginas anunciada na quinta-feira, promotores dos EUA acusaram Do Kwon, cofundador do ecossistema Terra e criador dos tokens Luna e TerraUSD, de fraudar clientes do mercado cripto ao “enganar esses indivíduos sobre aspectos da blockchain Terra, incluindo sua tecnologia e até que ponto ela foi adotada pelos usuários”. 

Kwon, que enfrenta oito acusações criminais, incluindo valores mobiliários, commodities e fraude eletrônica, repetiu alegações enganosas em uma entrevista na TV, em outubro de 2019, e em um post nas redes sociais no ano seguinte, alegaram os promotores. 

Um advogado de Kwon não respondeu de imediato a um pedido de comentário do Financial Times. 

As novas acusações vieram no mesmo dia que o cofundador da falida criptomoeda LUNA foi preso em Montenegro, um pequeno país da região dos Bálcãs, no sudeste europeu. 

 Kwon e Terra também foram processados pela SEC, a CVM dos EUA, por supostamente organizar uma fraude com criptomoedas que causou bilhões de dólares em perdas com a venda de vários ativos digitais não registrados adequadamente com reguladores. 

A SEC disse que a suposta fraude ocorreu entre abril de 2018 e maio de 2022. 

3AC 

Enquanto isso, o cofundador da Three Arrows Capital, Kyle Davies, acusado de evitar a investigação sobre a quebra do hedge fund cripto, na esteira do colapso do Terra, corre o risco de ser punido por desacato à Justiça se continuar se esquivando do processo, de acordo com o Wall Street Journal

Publicidade

Martin Glenn, um juiz de falências de Nova York, ordenou na quarta-feira (22) que Davies cumpra a intimação postada no Twitter em janeiro. Geralmente, pessoas que desacatam processos civis nos EUA são multadas. 

Acusações contra a Block 

Outra empresa que pode entrar na mira da SEC é a Block. A Hindenburg Research, empresa de investimentos com foco em apostas vendidas, ou seja, na baixa dos preços de ativos, acusou a companhia de Jack Dorsey de fraude, práticas predatórias e dados falsos sobre a expansão do número de clientes em relatório divulgado na quinta-feira (23). 

A Block ainda não respondeu aos pedidos de esclarecimento do Decrypt. 

A Hindenburg, com sede em Nova York, ganhou destaque pela primeira vez em 2020, quando alegou que a Nikola, uma startup de caminhões, era uma fraude. No início deste ano, acusou o bilionário indiano Gautam Adani, na época a terceira pessoa mais rica do mundo, de “orquestrar o maior golpe da história corporativa”. O relatório ajudou a eliminar cerca de US$ 100 bilhões do valor de mercado de seu império. Adani negou as acusações. 

Outros destaques das criptomoedas   

O Banco Central concedeu licença de instituição de pagamentos para a Nvio Brasil, razão social no mercado brasileiro da exchange cripto mexicana Bitso, segundo autorização publicada quinta-feira (23) no “Diário Oficial” da União e divulgada pelo Valor.

A Nvio poderá atuar como instituição de pagamento nas modalidades de emissor de moeda eletrônica e de instrumento de pagamentos pós-pago. A Nvio, sediada em Osasco, na grande São Paulo, tem entre os controladores Daniel Vogel Fernández de Castro, CEO global da Bitso, José Pablo González Delezé e Benjamin Joel Peters, de acordo com o BC. 

Mark Gordon, governador do estado de Wyoming, nos EUA, sancionou o “Wyoming Stable Token Act”, que permite a criação de uma comissão especializada em stablecoins com autoridade para emitir os tokens, de acordo com o site Blockworks. Gordon aconselhou a comissão a ser devidamente estabelecida antes de cunhar quaisquer tokens e a considerar qualificações, equipe, responsabilidades e considerações financeiras.

Publicidade

Um projeto quer vender tokens não fungíveis (NFTs) para financiar o envio de bitcoins para a Lua com o apoio dos foguetes da SpaceX, empresa de turismo espacial de Elon Musk, conforme a Exame. O objetivo é promover uma “caça ao tesouro espacial” em busca de uma carteira com 62 bitcoins em solo lunar. Chamado de “Nakamoto-1”, o projeto pretende lançar os NFTs em 28 de março.  

A negociação de NFTs aumentou nos mundos virtuais no primeiro trimestre de 2023, de acordo com um relatório da DappRadar publicado na quinta-feira (23), totalizando US$ 311 milhões desde janeiro. De acordo com os dados divulgados pelo CoinDesk, a negociação de terrenos virtuais atingiu um recorde no último trimestre, com 147 mil transações, graças a plataformas como Otherside, da Yuga Labs, e MG Land, que dominaram o espaço. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração da memcoin em Solana Bonk

Como criar uma memecoin em Solana com a Pump.fun

Protocolo viralizou ao permitir a qualquer pessoa criar uma criptomoeda por cerca de R$ 15
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin têm entrada de US$ 303 mi, impulsionados por Fidelity e Grayscale

Os fluxos de entrada de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA atingiram uma alta de US$ 303 milhões em duas semanas, já que o preço do Bitcoin ultrapassou US$ 66 mil
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido