Imagem da matéria: "Criptomoedas podem ajudar no controle da inflação", diz presidente da Argentina
Presidente da Argentina, Alberto Fernández. Foto: Divulgação/Casa Rosada

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, mostrou sua visão sobre as criptomoedas durante uma entrevista ao programa online Caja Negra na quarta-feira (11). Segundo o político, as criptomoedas podem ajudar a conter a inflação, mas é preciso de alguma forma regulá-las por conta da insegurança proveniente de golpes.

“A vantagem das criptomoedas é que o efeito inflacionário é anulado”, disse Fernández, ressaltando que o tema é discutido no mundo todo. “É um debate mundial. Devo confessar que é um tema de atenção, no meu caso, pelo desconhecido, e porque também não se entende exatamente como essa fortuna se materializa”.

Publicidade

O presidente também vê os ativos digitais como uma tecnologia permanente que precisa ser explorada no país. Para ele, o avanço das criptomoedas é irreversível e é preciso discutir a inserção da Argentina nesse ecossistema. “20 anos atrás ninguém imaginava que o Youtube seria o que é hoje”, falou.

No entanto, Fernández afirmou que é preciso regular o mercado de alguma forma porque ele pode levar ao abuso. “Houve fraudes verificadas e alguns golpes com o uso de criptomoedas”, disse. “A questão é como nos inserimos. A vantagem é que o efeito inflacionário seria anulado, mas ao mesmo tempo critica-se a possível insegurança do sistema, concluiu.

O tema ‘criptomoedas’, contudo, foi apenas uma parte da entrevista. O político também analisou outras questões relacionadas ao contexto socioeconômico da Argentina.

Divergências acerca das criptomoedas

Os comentários de Alberto Fernández ocorreram um dia depois de o presidente do Banco Central da Argentina (BCRA), Miguel Ángel Pesce, falar que o bitcoin, na opinião dele, não é um ativo financeiro.

Publicidade

Segundo Pesce, o BCRA quer evitar a conexão do bitcoin com o mercado de câmbio. Para isso, a instituição deve regular sua interseção com sistema de pagamentos e o mercado de câmbio.

Pesce também garantiu que o BCRA está trabalhando para alertar os pequenos investidores sobre riscos de investimento em criptomoedas. A entidade também está preocupada com o uso de ativos digitais para obtenção de ganhos indevidos.

VOCÊ PODE GOSTAR
miniaturas de homens e moedas de bitcoin em cima de bandeira da Alemanha

Governo alemão movimenta mais US$ 362 milhões em Bitcoin

Movimentação ocorre um dia após o governo transferir mais de US$ 900 milhões em BTC
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin lança emissão de Renda Fixa Digital da Bolt Energy

Mercado Bitcoin lança emissão de Renda Fixa Digital da Bolt Energy

A parceria teve início em 2022 e atinge R$ 24 milhões captados à empresa de energia
Imagem da matéria: 5 fatores que podem levar o Bitcoin a US$ 100 mil até o fim de 2024

5 fatores que podem levar o Bitcoin a US$ 100 mil até o fim de 2024

Apesar da recente queda do mercado de criptomoedas, vários catalisadores oferecem uma oportunidade para os investidores de longo prazo que buscam um alívio
Donald Trump é fotografado em comício nos EUA

Manhã Cripto: Bitcoin salta 4,4% após atentado fracassado reforçar candidatura de Trump

Investidores de criptomoedas antecipam condições regulatórias mais favoráveis se Trump vencer a eleição