Logo do Terra classic LUNC - ao fundo gráfico em vermelho fogo
Foto: Shutterstock

Han Chang-joon, o ex-diretor financeiro da Terraform Labs, empresa por trás da criptomoeda Terra (LUNA), foi extraditado de Montenegro, onde estava preso até então, para a Coreia do Sul.

Em um anúncio oficial referindo-se a Han Chang-joon por suas iniciais “J.C.H.”, o Ministério da Justiça de Montenegro declarou que ele foi entregue pelos oficiais do NCB Interpol Podgorica e pela Unidade Especial de Polícia às “autoridades judiciais e policiais competentes da Coreia do Sul”.

Publicidade

O Ministério da Justiça observou que o ex-diretor financeiro da Terraform Labs enfrenta acusações na Coreia do Sul relacionadas a “vários delitos ligados à fraude em serviços de investimento financeiro, investimentos e mercado de capitais”. Se for considerado culpado, ele poderá enfrentar uma sentença de prisão perpétua.

Em um tweet, o Ministério da Justiça declarou que a extradição foi realizada a pedido da Coreia do Sul. Han Chang-joon foi extraditado após cumprir sua sentença de prisão de quatro meses em Montenegro por tentar viajar usando documentos falsificados.

Prisão dos líderes da Terraform

Han Chang-joon foi preso junto com o cofundador da Terraform Labs, Do Kwon, em março de 2023.

Kwon se tornou objeto de uma disputa jurisdicional entre os EUA e sua Coreia do Sul natal antes de Montenegro concordar em extraditá-lo para os EUA, onde enfrenta acusações, incluindo oito acusações criminais de fraude.

As acusações estão relacionadas ao colapso do ecossistema Terra em maio de 2022, após a stablecoin algorítmica da plataforma, TerraUSD (UST), perder sua paridade com o dólar e desvalorizar, arrastando junto o token de governança LUNA do ecossistema.

Publicidade

A contaminação decorrente da queda da Terra provocou um longo mercado de baixa e foi associada ao subsequente colapso da exchange de criptomoedas FTX.

Kwon, que permanece sob custódia em Montenegro, também enfrenta uma ação civil da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), que o acusou de “orquestrar uma fraude de valores mobiliários de criptoativos de vários bilhões de dólares”.

No mês passado, o ex-CEO da Terraform solicitou um adiamento de seu julgamento pela SEC para meados de março, o que lhe daria tempo para cumprir sua sentença em Montenegro e estar presente na audiência após ser extraditado para os EUA.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

You May Also Like
Imagem da matéria: Caixa vai testar uso de Drex para pagamentos do Bolsa Família em abril

Caixa vai testar uso de Drex para pagamentos do Bolsa Família em abril

Nos próximos meses, a Caixa Econômica vai começar a testar o uso do real digital como forma de pagamento do Bolsa Família
Agentes da Polícia Federal emoperação contra russos radicados noBrasil

PF faz operação contra russos radicados no Brasil que lavaram dinheiro com criptomoedas

A operações que ocorrem nesta terça-feira (27) nos estados de Santa Catarina, Goiás e Ceará também têm brasileiros como alvos
Imagem da matéria: Com novo rali do Bitcoin, 97% dos investidores agora estão no lucro

Com novo rali do Bitcoin, 97% dos investidores agora estão no lucro

Com Bitcoin acima de US$ 65 mil, quase todos os investidores que possuem a criptomoeda estão com lucros não realizados
Imagem da matéria: Manhã Cripto: De olho em máxima histórica, Bitcoin (BTC) decola 5% e ultrapassa US$ 65 mil

Manhã Cripto: De olho em máxima histórica, Bitcoin (BTC) decola 5% e ultrapassa US$ 65 mil

Bitcoin acumula alta de 50% neste ano, e a maior parte dos ganhos ocorreu nas últimas semanas, com o aumento dos fluxos para ETFs