Imagem da matéria: Vídeo mostra criador da criptomoeda LUNA após prisão na Europa; assista
Do Kwon enfrenta acusações nos Estados Unidos, Coreia do Sul e Montenegro (Foto: Reprodução/Twitter)

Foi divulgado nesta sexta-feira (24) um vídeo do criador do projeto Terra e das criptomoedas Terra (LUNA) e TerraUSD (UST), o coreano Do Kwon, preso e sendo transportado pela polícia de Montenegro, um pequeno país da região dos Bálcãs, no sudeste europeu.

O portal CoinDesk noticiou que Do Kwon está sendo acusado de falsificação pelas autoridades de Montenegro após usar documentos falsos para tentar embarcar no aeroporto da capital, Podgorica. Ele iria ser ouvido em uma corte nesta sexta-feira (24) por conta de um pedido de extradição.

Publicidade

Aao que tudo indica, o vídeo mostra seu deslocamento para falar com o juiz. Segundo a reportagem, ainda não foi divulgado qual país fez o pedido de extradição.

Uma corte de Nova York anunciou um indiciamento por fraude contra Do Kwon horas depois do anúncio de sua prisão em Montenegro.

Acusações

Kwon foi acusado de violar as regras do mercado de capitais na Coreia do Sul, país onde nasceu, e enfrenta processoss legais em várias jurisdições durante o derretimento do Terra, que deu início ao chamado inverno cripto.

O ecossistema Terra, que era composto da stablecoin algorítmica UST e o token LUNA, implodiram em maio de 2022, com mais de US$ 40 bilhões do patrimônio dos investidores eliminados em questão de semanas.

Publicidade

O colapso da Terra foi acompanhado de uma venda maciça de criptos, fazendo com que os preços do Bitcoin e outras principais criptomoedas caíssem drasticamente. 

Muitos acreditam que o crash também seja parcialmente culpado pelas falências de empresas cripto a Celsius e a Voyager, bem como o fundo de hedge Three Arrows Capital. Além disso, também fez com que órgãos reguladores do mundo todo aumentassem o escrutínio sobre investimentos em cripto e stablecoins.

“Motivos políticos”

Em outubro, durante entrevista, Do Kwon havia se recusado a revelar seu paradeiro e dito que as investigações tinham motivos políticos.

O empresário disse que sequer recebeu uma cópia do mandado de prisão que busca responsabilizá-lo por sua suposta violação das regras do mercado de capitais, alegando que todas as informações que está recebendo partem da mídia. 

Publicidade

Um dos motivos pelos quais Do Kwon não recebeu uma intimação presencial é porque sua localização é desconhecida — embora ele garanta não estar fugindo das autoridades.

Acreditava-se que Do Kwon morava em Singapura desde o final do ano passado, quando deixou a Coreia a Sul, fechando mais tarde, em abril deste ano, a filial da Terraform Labs no país.

No entanto, quando as autoridades de Singapura foram procuradas para cooperar com o caso em setembro, afirmaram que Do Kwon não residia mais na cidade-estado, levando a Coreia do Sul a pedir que a Interpol emitisse um alerta vermelho para tentar localizá-lo. Desde então, seu paradeiro é desconhecido e deve continuar assim se depender do empresário.

“A razão pela qual eu não quero falar sobre minha localização com a mídia é porque quando o crash aconteceu em maio, tiveram muitas situações em que a minha segurança pessoal foi ameaçada. Pessoas invadiram meu prédio na Coreia e em Singapura”, justificou

O criador da Luna não deixou de comentar sobre a sua reputação no Twitter, se mostrando arrependido como a forma agressiva que usava a rede social.

Publicidade

Segundo ele, a persona que criou era “em grande parte por valor de entretenimento”. “O jargão da indústria para isso é chamado de shitposting. Em retrospecto, eu deveria ter me mantido em um padrão mais rigoroso”, disse ele sobre seus tweets do passado. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Brasileira é presa após roubar R$ 115 mil em golpe de criptomoedas

Brasileira é presa após roubar R$ 115 mil em golpe de criptomoedas

Segundo a Polícia Civil, a suspeita atraiu as vítimas prometendo altos lucros com investimentos em Bitcoin
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Bitcoin e Ethereum vão em direções opostas nesta sexta-feira (5), com investidores globais atentos aos dados do mercado de trabalho nos EUA
Imagem da matéria: Sam Bankman-Fried se diz "assombrado" pelos erros da FTX

Sam Bankman-Fried se diz “assombrado” pelos erros da FTX

Em uma troca de e-mails com a ABC News, o ex-magnata das criptomoedas disse que está tentando consertar seus erros na prisão
Imagem da matéria: Dogwifhat (WIF) cai 15% em meio à fase de baixa das memecoins

Dogwifhat (WIF) cai 15% em meio à fase de baixa das memecoins

Dogwifhat (WIF) caiu dois dígitos durante a noite e continua a se distanciar de sua máxima histórica