Imagem da matéria: CEO da Binance tem US$ 96 bilhões e é mais rico que Satoshi Nakamoto, diz Bloomberg
CEO da Binance, Changpeng “CZ” Zhao. (Foto: Binance/Divulgação)

Changpeng Zhao (ou CZ), o CEO da corretora de criptomoedas Binance, tornou-se um dos homens mais ricos do mundo, com uma fortuna de US$ 96 bilhões, de acordo com o Índice de Bilionários da Bloomberg.

A fortuna de quase US$ 100 bilhões acumulada por CZ não leva em consideração suas alocações pessoais em criptomoedas. Incluem bitcoin (BTC) e a criptomoeda nativa da Binance, Binance Coin (BNB), precificada a US$ 440. Há um ano, BNB valia menos de US$ 50.

Publicidade

A fortuna de CZ é absurdamente maior do que muitos dos maiores nomes da indústria cripto, incluindo Sam Bankman-Fried, CEO da FTX (que possui US$ 22,5 bilhões, de acordo com a Forbes), e Brian Armstrong, CEO da Coinbase (que possui US$ 9,6 bilhões).

De acordo com o índice da Bloomberg, a riqueza de CZ é maior até que a de Satoshi Nakamoto, o anônimo criador do Bitcoin. Artigos indicam que as alocações em cripto de Satoshi chegam a cerca de 1,1 milhão em bitcoin, equivalentes a US$ 45,8 bilhões atualmente.

Fora do mundo cripto, os colegas de CZ incluem Elon Musk, fundador da SpaceX e da Tesla, que possui um patrimônio líquido estimado em US$ 263 bilhões e Jeff Bezos, fundador da Amazon, cujo patrimônio é estimado em US$ 188,4 bilhões.

A Binance também está se dando bem. Segundo os analistas da Bloomberg, a corretora cripto gerou US$ 20 bilhões de receita em 2021 (um número que não chega próximo das expectativas de receita da Coinbase).

Publicidade

“A Coinbase pode parecer um gorila de 300 quilos a partir da perspectiva americana, mas a Binance é significativamente maior”, afirmou Chris Brendler, analista da DA Davidson & Co.

Apesar desses altos números, a Binance alertou sobre as estimativas da Bloomberg, afirmando que “cripto ainda está em etapa de crescimento” e que “[cripto] está suscetível a níveis mais altos de volatilidade. Qualquer número que você ouvir um dia será diferente de um número que você irá ouvir no dia seguinte”, disse a corretora à Bloomberg.

“Não ligue para os rankings. Foque em quantas pessoas você pode ajudar”, tuitou CZ.

O que o futuro aguarda para CZ e a Binance?

Apesar de seu sucesso, a Binance enfrentou resistência de diversos reguladores pelo mundo.

Na Holanda e no Japão, reguladores publicaram alertas a consumidores sobre a Binance. Na Itália e nas Ilhas Cayman, reguladores alertaram publicamente que a Binance não estava licenciada para operar comercialmente em seus respectivos países.

Reguladores malásios apresentaram medidas de supervisão à corretora por operar ilegalmente no país. Isso resultou na suspensão imediata de atividades de marketing e de redes sociais por entidades da Binance na Malásia, bem como restringir investidores locais de acessarem o grupo oficial do Telegram da corretora.

Publicidade

No Reino Unido, a Autoridade de Conduta Financeira (ou FCA, na sigla em inglês) emitiu um alerta a clientes contra a Binance Markets Limited, a entidade britânica da corretora.

Meses depois, a FCA reiterou e disse que a Binance era “incapaz” de ser regulamentada após a entidade britânica falhar em fornecer informações básicas à reguladora.

Até em Cingapura, onde CZ atualmente reside, a corretora falhou em conseguir uma licença.

Em busca de um lar

Em meio a esses conflitos regulatórios, CZ esteve tendo dificuldade de encontrar um lar para a Binance.

Em setembro de 2021, CZ finalmente admitiu (após ter insistido por anos de que a corretora era descentralizada) que a Binance precisava de uma sede para satisfazer reguladores ao redor do mundo.

No fim do ano passado, havia rumores de que a Irlanda poderia se tornar o lar da corretora. No entanto, parece que a Binance mudou seu foco para Dubai.

Antes do Natal, a corretora assinou um memorando de entendimento com a Dubai World Trade Centre Authority.

“Com o Memorando de Entendimento, a Binance irá ajudar a avançar o comprometimento de Dubai em criar um novo ecossistema internacional de Ativos Virtuais que irá gerar crescimento econômico a longo prazo por meio da inovação digital”, afirmou a corretora.

Publicidade

É importante mencionar que memorandos de entendimento não têm vínculo jurídico. Por enquanto, a busca da corretora por um lar continua.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
graficos vermelhos em queda

Investidores sacam R$ 1 bilhão de projeto DeFi da Solana após renúncia de CEO

O fundador da Marginfi anunciou sua renúncia em meio a um turbilhão de controvérsia e desentendimento operacional
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de forex e criptomoedas de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Kaarat
Imagem da matéria: EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

Avraham Eisenberg é o trader cripto acusado de drenar mais de US$ 100 milhões da plataforma de negociação Mango Markets
Imagem robótica surge em sala escura de informática

IA de Elon Musk tem a segurança mais fraca, enquanto chat da Meta se destaca, diz pesquisa

Pesquisadores usaram uma abordagem de manipulação lógica linguística para perguntar ao Grok como seduzir uma criança