Imagem da matéria: Binance vai parar de oferecer derivativos em três países; clientes devem encerrar posições
Foto: Shutterstock

A Binance cedeu à pressão dos reguladores europeus e anunciou nesta sexta-feira (30) que vai interromper a oferta de futuros e produtos derivativos 3 países da Europa. 

A corretora explicou em uma publicação oficial que a Alemanha, Itália e Holanda serão os primeiros países a contar com a nova proibição. Os clientes desses países que negociam derivativos na exchange terão 90 dias para encerrar suas posições em aberto. 

Publicidade

Na publicação, a Binance relembra que a negociação de futuros envolve um grande risco aos investidores e pode resultar em perdas significativas. Nesse tipo de negociação, um trader aumenta a sua exposição a um ativo na expectativa de aumentar os lucros apostando na sua alta ou queda. Caso a moeda vá em sentido contrário à previsão do trader, a plataforma força uma liquidação das posições compradas.

A expectativa é que gradativamente a Binance deixe de oferecer esses serviços em outros países da Europa, conforme a exchange confirmou em uma thread no Twitter. Os tweets, no entanto, foram deletados do perfil.

Embora sofra pressão de diferentes direções, a Europa tem sido particularmente mais agressiva com a corretora com alertas emitidos por fiscais do Reino Unido, Itália, Polônia e Alemanha, além de alguns bancos da região que interromperam o processamento de pagamentos para a Binance.

Binance busca reconciliação

A Binance parece estar atenta as preocupações do setor e, nas últimas semanas, lançou uma série de medidas para tentar apaziguar sua relação com os reguladores.

Publicidade

No dia 16 de julho, a exchange suspendeu a negociação de suas ações tokenizadas. Na segunda (23), foi a vez da plataforma acabar com as negociações de margem envolvendo libra esterlina, euro e dólar australiano. No mesmo dia, a Binance anunciou que iria limitar a alavancagem oferecida aos clientes para 20x.

Já na terça (27), a corretora reduziu em 97% o limite de saque das contas que não possuem identidade verificada, colocando fim ao anonimato na plataforma.

A adoção das novas medidas de segurança, no entanto, não foram capazes de frear a repressão à exchange. Nesta sexta-feira (30), a Comissão de Valores Mobiliários (SC) da Malásia ordenou que plataforma pare de oferecer seus serviços no país.

De acordo com a nota oficial do órgão, as operações da corretora no território são ilegais uma vez que ela não possui a licença obrigatória exigida pelo governo. Os reguladores deram um prazo de 14 dias para a Binance desabilitar o site e o aplicativo móvel no país, bem como interromper as atividades de marketing utilizadas para atrair clientes na região.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

A semana promete ser agitada à medida que chega o prazo final para a SEC decidir se aprova ou rejeita o lançamento de ETFs de Ethereum à vista
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Imagem da matéria: Dogecoin está se aproximando de uma "cruz dourada": o que isso significa?

Dogecoin está se aproximando de uma “cruz dourada”: o que isso significa?

Média móvel simples de 50 semanas (SMA) do preço spot da Dogecoin está atualmente em alta e pode passar barreira das 200 semanas