Imagem da matéria: Bitcoin opera em queda e volta aos US$ 35 mil
Foto: Shutterstock

O bitcoin é negociado perto dos US$ 35 mil na manhã desto domingo (17) após ter superado os US$ 40 mil na última quarta-feira. No Brasil, a criptomoeda é negociada perto dos R$ 190 mil.

Analistas previram que uma correção estava atrasada em algum ponto ao longo da recente alta. Sendo negociado a US$ 10.500 no início de outubro, o Bitcoin aumentou de forma consistente até o final do ano, com fortes altas ​​por volta do Natal e Ano Novo, levando-o aos US$ 42.000 em 8 de janeiro.

Publicidade

O consenso geral é que o desempenho do Bitcoin no mercado foi impulsionado por uma onda de sério interesse institucional de várias empresas. SkyBridge de Anthony Scaramucci lançou recentemente seu próprio fundo de Bitcoin; A MicroStrategy de Michael Saylor também investiu mais de um bilhão de dólares na moeda – talvez levando o Morgan Stanley a comprar uma participação de dez por cento na empresa para capitalizar sobre o interesse crescente na BTC.

Sua fé na moeda permanece, porém, com Scaramucci recorrendo ao Twitter para declarar que “um recuo de 25% não é surpresa. Espere muitas oscilações e retrocessos à frente.”

Enquanto isso, de acordo com um relatório da Coindesk, Goldman Sachs e JPMorgan ambos enviaram RFIs (pedidos de informação) aos órgãos reguladores – para oferecer serviços de custódia de “ativos digitais”.

De acordo com Assetdash, o Bitcoin é agora o décimo maior ativo em capitalização de mercado, deixando gigantes como Visa, JPMorgan e MasterCard para trás.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de moeda gigante de Bitcoin observada por investidores e prestes a ser cortada ao meio

Alta do Bitcoin pode ser retomada após o halving e alvo é US$ 150 mil, diz Bernstein

Analistas reiteraram a previsão de US$ 150 mil para o Bitcoin até o final de 2025
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Fundador da FTX recorre de sentença de 25 anos e Bitcoin (BTC) estaciona em US$ 70 mil

Manhã Cripto: Fundador da FTX recorre de sentença de 25 anos e Bitcoin (BTC) estaciona em US$ 70 mil

Mercado de criptomoedas opera sem tendência definida nesta sexta-feira (12), apesar do fluxo negativo de fundos com exposição direta ao Bitcoin
criptomoedas bitcoin ethereum e solana

Fatores macroeconômicos terão papel de peso no mercado cripto após o halving, diz Coinbase

Para a maior corretora cripto dos EUA, a tendência é que os mercados procurem novos catalisadores para sustentar a recuperação do primeiro trimestre
Glaidson Acácio dos Santos, o "Faraó do Bitcoin"

Livro sobre a ascensão e a queda do “Faraó do Bitcoin” chega às livrarias em maio

Os jornalistas Chico Otávio e Isabela Palmeira contam sobre o golpe de R$ 38 bilhões do Faraó do Bitcoin que usou criptomoedas como isca