Imagem da matéria: Binance sofre mais uma interrupção de saques e depósitos no Reino Unido
Foto: Shutterstock

A Clear Junction, plataforma global de pagamentos digitais com sede em Londres, Reino Unido, anunciou na segunda-feira (12) que interrompeu o processamento de transações para a Binance, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo.

Segundo a empresa, a decisão foi tomada após o anúncio recente da Autoridade de Conduta Financeira (FCA) do Reino Unido, que colocou a exchange sob o status de sem permissão para realizar qualquer atividade regulada no país.

Publicidade

“Decidimos suspender os pagamentos em GBP (libra esterlina) e EUR (euro) e não vamos mais facilitar depósitos ou saques em favor ou em nome da plataforma de negociação de criptomoedas. A Clear Junction atua em total conformidade com os regulamentos e orientações da FCA em relação ao tratamento de pagamentos da Binance”, diz o comunicado.

A medida da Clear Junction segue a do banco Santander no Reino Unido, que, na semana passada, tomou posição semelhante e baniu as transferências de seus clientes para a Binance. Segundo a instituição, a determinação tem como foco a proteção de seus clientes, diante de um aumento significativo de golpes financeiros no país.

“Nos últimos meses, vimos um grande aumento no número de clientes do Reino Unido que se tornaram vítimas de fraude de criptomoeda. Manter nossos clientes seguros é uma prioridade, então decidimos evitar pagamentos à Binance seguindo o aviso da FCA aos consumidores”, escreveu o Santander.

No fim do mês passado, os clientes da Binance também passaram por apuros na hora sacar ou depositar através da empresa Faster Payments, que facilita transações com cartões bancários, como Visa e Mastercard.

Publicidade

Na ocasião, eles se depararam com um aviso que dizia que os métodos de transação estavam suspensos — dias depois de o FCA emitir um aviso ao consumidor relacionado à Binance Markets Limited (BML), que a divisão da corretora não poderia oferecer quaisquer “serviços regulamentados”. No dia seguinte, o serviço da Faster Payments voltou a funcionar, no entanto, apenas para saques.

Sobre a BML, a Binance disse que a empresa é separada do grupo, não oferece nenhum produto por meio de seu site e não usou suas permissões regulatórias. Informou ainda que o aviso da FCA não tem impacto sobre os serviços prestados e que o relacionamento com os clientes não foi alterado por causa da declaração do regulador.

VOCÊ PODE GOSTAR
Pessoa olha para scanner da Worldcoin

Hong Kong bane Worldcoin por coleta de dados “desnecessária e excessiva”

A Worldcoin chegou a escanear o rosto e a íris de 8.302 indivíduos durante sua operação em Hong Kong, segundo autoridades
Imagem da matéria: As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

Enquanto outras empresas gastam milhões em candidatos pró-cripto, Joe Lubin diz ao Decrypt que a Consensys resistiu ao impulso
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos