Imagem da matéria: Youtuber Piuzinho recupera canal roubado por hackers para dar golpe com criptomoedas
Youtuber Ricardo “Piuzinho” Henrique (Foto: Reprodução/Instagram)

O youtuber Ricardo “Piuzinho” Henrique informou que conseguiu recuperar seu canal do Youtube, com 10,5 milhões de inscritos, que havia sido hackeado na semana passada.

Por meio de stories publicados no Instagram, Piuzinho disse que o Youtube recuperou o canal no final de semana. Ele falou que até então não estava conseguindo comer nem dormir.

Publicidade

O youtuber descobriu a notícia durante uma partida do game Free Fire. “Obrigado. Não estou nem acreditando nisso”, falou. “Segura um dois aí (espere um momento) que eu vou chorar”, completou ele.

Youtuber diz que ainda não consegue publicar vídeos

Apesar de estar com o canal, o youtuber disse no domingo (18) que ainda não consegue publicar novos vídeos. O motivo, segundo ele, é que seu perfil recebeu um strike, um tipo de punição aplicada pelo YouTube em produtores de conteúdo que não cumprem as regras.

“Pow, velho, olha que sacanagem mano. Não consigo mandar vídeos para o YouTube mano. Diz que quebrei regras das diretrizes. Alô, YouTube Brasil, dá um jeito no meu canal aí, por favor. Eu fui hackeado, já resolvemos e recuperamos, mas vocês têm que tirar o strike do meu canal, por favor, dá uma atenção aí mano”, disse em um story no Instagram.

Youtubers e golpes com criptomoedas

O canal do youtuber foi hackeado na quinta-feira (14). No lugar dos vídeos, o hacker havia publicado uma live de Vitalik Buterin, criador do Ethereum. Na descrição, havia disponibilizado um link que direcionava os usuários para um site que pedia doações em criptomoedas.

Publicidade

“Acreditamos que a blockchain e a moeda ETH tornarão o mundo mais justo. Para acelerar o processo de adoção em massa de criptomoedas, decidimos oferecer 50.000 ETH”, dizia trecho do pedido.

Esse tipo de golpe é bem comum e diversos youtubers já foram vítima. Em dezembro, por exemplo, o Canal El Nerd — com 10 milhões de inscritos — e o youtuber Zangado passaram pelo mesmo problema.

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com logo do Pix sob bandeira do Brasil

Pix: Um catalisador para o futuro das finanças descentralizadas no Brasil? | Opinião

Para o autor, o Pix, combinado com os princípios das finanças descentralizadas e conceitos de dinheiro programável, poderia abrir caminho para uma nova era de inovação financeira
Três policiais na porta de suspeito de tráfico de drogas no MT

Servidor que usava sistema de secretaria para vendas de drogas com criptomoedas na dark web é preso no MT

A plataforma de comércio ilegal de entorpecentes funcionava através da rede Tor
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Estudo mostra que 61% dos investidores brasileiros não pretendem vender Bitcoin

Pesquisa realizada pela Bitget releva otimismo pós-halving do Bitcoin
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide