Imagem da matéria: Youtube admite erro e devolve canal de brasileiro: "Lamentamos o inconveniente"
Youtuber brasileiro Diego Consimo (Foto: Reprodução/YouTube)

*Atualização: a reportagem foi atualizada com a posição do Youtube.

Após três semanas de espera e um processo judicial, o youtuber brasileiro Diego Consimo conseguiu recuperar seu canal Crypto Investidor, que havia sido deletado pelo YouTube no dia 16 de fevereiro por suposta violação das diretrizes da plataforma. Além disso, recebeu um pedido de desculpas da empresa do Google.

Publicidade

Em comunicado enviado na quarta-feira (3) para Consimo — o qual a reportagem teve acesso — o YouTube disse que analisou mais uma vez a conta, constatou que o conteúdo não fere as regras e decidiu reativar o canal. A plataforma também disse que às vezes comete erros enquanto tenta acertar.

“Foram dias de desespero, pois vi um trabalho de três anos, que me empenho todo dia para fazer, desaparecer. Mas graças a Deus deu tudo certo”, disse o youtuber em entrevista ao Portal do Bitcoin.

O canal, que tem pouco mais de 24 mil inscritos, foi criado por Consimo em 2017 e tem cerca de 650 vídeos com tutoriais, análises e dicas sobre criptomoedas.

YouTube só reativou canal depois de decisão judicial

O YouTube devolveu o canal dois dias após uma decisão judicial. Na segunda-feira (1), o juiz Fernando Leonardi Campanella, do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou que o Google o reativasse em 48 horas, sob pena de multa de até R$ 30 mil.

Em sua justificativa, o magistrado disse que a remoção foi ‘aparentemente indevida’. Isso porque, segundo ele, o Google não explicou com precisão como o canal teria violado a política do YouTube.

Publicidade

“Portanto, a conduta do réu, ao promover a retirada súbita do canal, sem maiores explicações e de forma contraditória ao conteúdo das poucas informações que foram disponibilizadas ao autor, revela-se, neste momento processual, violadora dos princípios da boa-fé objetiva e da liberdade de expressão”, escreveu.

Como a decisão é liminar, cabe recurso.

Contatado, o Youtube encaminhou a resposta abaixo:

“O YouTube conta com uma combinação de inteligência de máquina e revisores humanos para identificar, avaliar e remover conteúdo que viola nossas diretrizes de comunidade. Sabemos que esses sistemas estão sujeitos a erros. O canal Crypto Investidor foi encerrado após uma detecção automática de uma violação às nossas políticas. Fizemos uma revisão e identificamos que não houve violação. Todos os vídeos foram restabelecidos e o canal está funcionando normalmente.”

Novas plataformas

Por causa da remoção temporária, Consimo falou que começará a fazer lives oficiais no serviço de streaming Twitch.tv, que já tem um diretório específico para bitcoin.

Outras plataformas, como Twitter, Facebook e Instagram, também serão usadas para a comunicação com o público.

“Não vai ter mais esse negócio de sofrer as consequências devido a uma decisão autoritária e sem cabimento nenhum”, falou o youtuber.

Publicidade

Youtube contra youtubers de criptomoedas

Não foi a primeira vez que a plataforma removeu canais de youtubers que falam sobre critpomoedas ou mercado financeiro.

No final de 2020, Davinci Jeremie, um influencer de bitcoin com 82 mil seguidores, foi banido permanentemente da plataforma. O canal de Roger Ver, o propagador do Bitcoin Cash (BCH), também foi deletado, mas logo voltou ao ar.

No Brasil, o YouTube deletou no início de 2020 o canal do analista da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) Davi Batista.

VOCÊ PODE GOSTAR
Fachada do MPDFT - Facebook

PM que atraía colegas de farda para pirâmide com criptomoedas é alvo do MP do DF

O policial militar e um grupo suspeito de pessoas e empresas teriam aplicado um golpe de R$ 4 milhões; alvos do MPDFT são do DF e GO
Imagem da matéria: Morte de John McAfee completa 3 anos; relembre a história do “pai do antivírus” e defensor do Bitcoin

Morte de John McAfee completa 3 anos; relembre a história do “pai do antivírus” e defensor do Bitcoin

Não importa o quão fascinante tenha sido sua visão libertária para anarcocapitalistas ou o quão decepcionante foi para seus seguidores sua vida regada a álcool e drogas: John McAfee teve um final trágico
Homem preso com as mãos algemadas nas costas

Polícia do Rio prende suspeitos de integrar quadrilha especializada em golpes com criptomoedas

Operação ‘Investimento de Araque’ foi deflagrada nos estados do Rio, Amazonas e Pará; suspeitos movimentaram mais de R$ 15 milhões em dois anos
Pessoa segura moeda de bitcoin à frente de bandeira de El Salvador

El Salvador propõe banco privado de investimento em Bitcoin para impulsionar a economia

BPI ofereceria aos investidores de Bitcoin acesso a serviços financeiros com menos restrições em comparação com os bancos tradicionais