Imagem da matéria: Trader de forex é executado na Coreia do Norte, diz Financial Times
Foto: Shutterstock

A Coreia do Norte executou recentemente um trader pego negociando em moeda estrangeira, atividade considerada ilegal no país. Segundo o Financial Times (FT), a pena de morte do trader é parte de um plano de ação de Kim Jong-Un na retomada do controle da economia.

De acordo com o jornal, Kim Byung-kee, membro do comitê de inteligência da Assembleia Nacional da Coreia do Sul, disse que a execução do trader, cujo nome não foi revelado, foi a última de uma série de medidas “irracionais” de Kim Jong-un. Um especialista de Seul também viu a execução como um alerta a todos os traders.

Publicidade

A Coreia do Norte tenta apertar o controle sobre sua economia diante de sanções internacionais que fizeram cair seus negócios com a China. Nos últimos meses, disse o jornal, houve uma valorização de quase 20% do won em relação ao dólar americano.

Essa valorização deve-se à repressão a transações baseada em dólar, disseram analistas, “enquanto Pyongyang fortalece o controle da economia após anos de liberalização do mercado”, escreveu o FT.

Andrei Lankov, um especialista norte-coreano da Universidade Kookmin em Seul, disse que há sinais de mudanças significativas na situação da moeda desde outubro, após anos de estabilidade financeira.

Seu comentário foi reforçado pelo do pesquisador Go Myong-hyun, do Asian Institute for Policy Studies. Ele disse que entre 2010 e 2017 Pyongyang registrou um grande aumento das importações e exportações e com isso Kim realizava seus projetos públicos.

Publicidade

No entanto, devido às sanções, o ditador ficou sem caixa e está retomando o controle financeiro do país.

Lankov também disse que a base de Kim Jong Un não interferia nas operações privadas dos traders. “Eles não apenas toleravam, mas também incentivavam. Agora estão voltando atrás”, disse Lankov.

Doleiro executado na Coreia do Norte

De acordo com a NBC, a Agência Nacional de Inteligência da Coreia do Sul afirmou que no mês passado a Coreia do Norte executou um doleiro de alto escalão em Pyongyang, após responsabilizá-lo pela queda da taxa de câmbio.

Outra execução, disse a agência, teria ocorrido em agosto e teria sido de um oficial do governo que teria violado regras governamentais que restringem mercadorias trazidas do exterior. As duas pessoas não foram identificadas.

VOCÊ PODE GOSTAR
Donald Trump posa para foto em evento político nos EUA

Trump cobrará R$ 5 milhões de quem quiser dividir mesa com ele em evento de Bitcoin

Uma foto com Trump também custará caro aos participantes, indo de R$ 330 mil a R$ 550 mil
Moedas de bitcoin sob bandeira da Argentina

Argentina sanciona lei que permite aumento de capital de empresas com criptomoedas

Javier Milei também nomeou um especialista em blockchain para liderar Agência Federal de Segurança Cibernética