Imagem da matéria: Stablecoin Tether (USDT) enfrenta problemas, diz empresa de análise
Foto: Shutterstock

O token Tether (USDT), a maior stablecoin do mercado de criptomoedas, perdeu ligeiramente sua paridade com o dólar durante quase todo o mês de agosto, de acordo com uma pesquisa recente da empresa de análise Kaiko.

Stablecoins são criptomoedas atreladas a um ativo específico, como o dólar americano ou o euro. No entanto, em tempos de extrema volatilidade, podem perder a paridade com esses ativos, um evento chamado normalmente de depeg, a partir do termo em inglês.

Publicidade

Historicamente, os casos de perda de paridade da USDT frente ao dólar têm sido associados a vários fatores, incluindo a taxa de resgate do token, a redução da liquidez no mercado e os requisitos de valor mínimo resgatável estabelecidos pela Tether.

O analista da Kaiko, Riyad Carey, no entanto, introduziu uma nova métrica chamada “gravidade do depeg”, que se baseia no volume total de negociação de uma stablecoin.

Embora outras stablecoins como TUSD, BUSD, DAI e USDC também tenham experimentado pequenos eventos de perda de paridade ao longo do ano, o relatório da Kaiko sugere que elas eram relativamente mais estáveis e menos sensíveis a desvios do dólar americano – o contrário do que o novo indicador sugere ser o caso da Tether, que seria um depeg mais persistente.

“Motivo de preocupação”

O incidente mais grave para de Tether neste ano, de acordo com o relatório, ocorreu em 7 de agosto, quando o USDT foi negociado com um desconto de 2% – em comparação com sua indexação de US$ 1 – em quase todas as corretoras.

Publicidade

Este evento aconteceu após anúncios de aproximadamente US$ 500 milhões em vendas líquidas de USDT nas principais exchanges de criptomoedas, como Binance, Huobi e Uniswap.

“O USDT tem um problema de estabilidade de paridade. Sua taxa de resgate e mínimo significam que muitas vezes é racional para os detentores de USDT vender o token no mercado em vez de resgatá-lo por dólares”, afrirma Carey. “À medida que a liquidez diminui, o mercado não é mais capaz de absorver vendas significativas de USDT.”

Segundo o analista, as perdas de paridade de USDT “não são enormes” em termos de preços; no entanto, “seu desconto consistente é motivo de preocupação e pode minar seriamente a confiança no token caso continuem”.

Em resposta a essas descobertas, Carey sugeriu que o Tether deveria considerar a remoção de sua taxa de resgate e requisitos mínimos.

Publicidade

“A solução óbvia é a Tether remover suas taxas”, argumenta Carey. “A emissora relatou um lucro de US$ 850 milhões no segundo trimestre; a remoção da taxa não teria um efeito significativo sobre os lucros, a menos que a empresa acreditasse que tornar os resgates mais baratos diminuiria significativamente a oferta de USDT.”

Atualmente, o Tether cobra uma taxa de 0,1% para saques fiduciários acima de US$ 1.000, o que significa que o USDT pode ser resgatado a US$ 0,99, com o saque ou depósito fiduciário mínimo definido em US$ 100 mil.

A Kaiko e a Tether não responderam imediatamente aos pedidos de comentários do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Transfero se une à Fuse Capital e lança joint venture para modernizar mercado financeiro com blockchain

Transfero se une à Fuse Capital e lança joint venture para modernizar mercado financeiro com blockchain

BRX Finance busca aproveitar as potencialidades da blockchain para criar uma infraestrutura financeira mais eficiente, acessível e transparente para todos os brasileiros
Imagem da matéria: Se o halving é bullish para o Bitcoin, por que o preço costuma cair logo em seguida?

Se o halving é bullish para o Bitcoin, por que o preço costuma cair logo em seguida?

Se o halving é tão importante para as altas do Bitcoin, por que os dados históricos mostram que o BTC cai um ano após cada halving? Entenda.
Imagem da matéria: PF prende hacker que vendia dados de 223 milhões de brasileiros por criptomoedas

PF prende hacker que vendia dados de 223 milhões de brasileiros por criptomoedas

“Vandathegod” foi responsável pelo maior vazamento de dados da história do Brasil
Celular com o logo da OpenSea e imagens NFT

CEO do OpenSea fala sobre o futuro do mercado de NFTs mais popular do mercado

Devin Finzer falou sobre Bitcoin Ordinals, o lançamento de um token e o suporte para NFTs ERC721-C, um passo em direção ao OpenSea 2.0