Imagem da matéria: Tether tenta acalmar investidores após USDT perder paridade com o dólar: “Estamos prontos”
(Foto: Shutterstock)

A maior stablecoin do mercado, o token USDT da Tether, perde a paridade de 1:1 com o dólar nesta quinta-feira (15), acompanhando a baixa generalizada do mercado de criptomoedas após alerta do BC americano sobre possíveis futuras altas nas taxas de juros do país.

Por volta das 8h45, o ativo está sendo negociado a US$ 0,997.

Publicidade

O diretor financeiro da Tether, Paolo Ardoino, oi ao Twitter, dizer que “os mercados estão nervosos nos últimos dias”. Ele também disse que a empresa está pronta para resgatar os valores a qualquer pessoa interessada, referindo-se à capacidade dos detentores de trocar o token USDT pelo dólar que ele representa. “Estamos prontos”, disse ele.

A paridade do USDT com o dólar tem sido um ponto-chave para a empresa ao longo dos anos, com críticos alegando que a Tether não tem realmente todo o dinheiro que reivindica.

A Tether tentou suprimir essas preocupações com relatórios de garantia de reservas criados pela empresa de contabilidade BDO Italia. A empresa indicou em seu último relatório que a maioria de suas reservas era mantida em caixa e equivalentes de caixa, com a maioria “investida em títulos do Tesouro dos EUA.” Apenas 1,8% foi mantido em Bitcoin.

Com uma capitalização de mercado de US$ 83 bilhões, a USDT é a terceira maior criptomoeda do mundo, depois do Bitcoin e do Ethereum.

Ao contrário do Bitcoin ou do Ethereum, as stablecoins como o USDT estão atreladas a uma moeda fiduciária, como o dólar ou a libra esterlina. Eles fornecem um ativo conveniente e de baixa volatilidade para os comerciantes que procuram fugir de criptomoedas mais voláteis.

Publicidade

Naturalmente, porém, se estes ativos perderem a sua paridade com o seu homólogo fiduciário, isso pode suscitar receios no mercado.

A Tether e o ‘3pool’

Analistas também apontaram para a famosa 3pool da Curve Finance como um indicador do sentimento dos investidores.

A Curve Finance é uma popular exchange descentralizada que permite aos usuários trocar entre ativos semelhantes. O 3pool, por exemplo, é o maior conjunto de ativos do projeto e é composto pelas três maiores stablecoins: USDT, a USDCda Circle e a stablecoin descentralizada da Maker, DAI.

Cada ativo é pareado ao dólar, oferecendo aos investidores uma negociação de arbitragem entre os três, caso algum deles perca sua paridade ao aumento ou ao declínio.

Atualmente, com a quantidade de USDT entrando no pool (e USDC e DAI saindo), os investidores estão claramente sinalizando seu interesse em sair da stablecoin da Tether.

Publicidade

A maior parte do pool é atualmente composto por USDT (73%), uma porcentagem que não é vista desde novembro de 2022, quando a FTX entrou com o pedido de recuperação judicial.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Capiba: Recife lança moeda digital que gera recompensas para cidadãos

Capiba: Recife lança moeda digital que gera recompensas para cidadãos

Batizada em homenagem ao rio Capibaribe, a moeda social digital tem elementos de gamificação e seu funcionamento é todo pelo aplicativo Conecta Recife
moedas diversas caindo do céu

Binance lista duas criptomoedas que vão distribuir milhões em airdrop

As listagens de Ethena (ENA) e Wormhole (W) ocorrem entre hoje e amanhã; veja detalhes
logo da solana em celular

São Paulo recebe Solana Build Station no Ibrawork

O ponto alto da última edição das Build Stations no Brasil será o prêmio concedido especialmente durante o Pitch Day, no dia 6 de abril
Imagem da matéria: EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

Avraham Eisenberg é o trader cripto acusado de drenar mais de US$ 100 milhões da plataforma de negociação Mango Markets